terça-feira, agosto 02, 2011

Espiões à portuguesa


Um caso de espiões portugueses onde tudo começou com um SMS da Manuela Moura Guedes para o Passos Coelho para lixar o Bernardo Bairrão. Dai até agora muito mais já se sabe e nada cheira bem. De negações que depois se confirmam verdades, do SMS tantas vezes naegado até à informação enviada pelo chefe dos nossos espiões para a Ongoing onde agora trabalha. Ora o marido da Manuelinha é Administrador da Ongoing pelo que é fácil descobrir como ela soube dos dados da investigação, desmentida, feita ao Bairrão. Poretanto um espião, o chefe do serviço de segurança do Esatado, envia informações para uma empresa privada que o viria a contratar e um administrador dessa empresa conta à mulher que, por acaso, até é jornalista e vingativa.
Isto só por si era mau e grave, mas pior ficamos quando vemos o tal espião, Jorge Silva Carvalho, ir à Assembleia reconhecer que tinha enviado informações do seu computador para empresas privadas mas com autorização até do Primeiro-ministro da altura José Sócrates. Grave, mas depois ficámos a saber que afinal o nome do Sócrates tinha sido invocado em vão e nem o Sócrates nem ninguém tinha dado ordem ou autorização para o envio dessa informação. O Espião resolve então dar o dito pelo não dito e dizer que afinal não tinha enviado informações nenhumas para a Ongoing, mas arranja um advogado para processar, por violação do seu mail, aqueles que dizem que ele enviou a informação, que pelos vistos enviou como comprovam os mails supostamente violados.
Eu não sou Espião mas tenho a certeza que tinha arranjado uma história mais credivel e não tinha metido tanto os pés pelas mãos. Acreditava eu que um Espião devesse ter mais jogo de cintura e uma melhor capacidade para gerir situações apertadas. Este nem necessitou de ser torturado para se baralhar todo. Pelo menos nos filmes os espiões parecem mais capazes e competentes. Aguardemos sentados o resultado de tudo isto e do inquérito que, se ainda não mandaram fazer, vão mandar.

3 comentários:

  1. Mas...quem é que disse que o Jorge Silva Carvalho é um espião??

    Isso é efectivamente uma designação muito "pomposa" para um tipo que limitava-se a estar sentado no Gabinete a receber relatórios dos agentes no terreno que realmente percebem algo da coisa. Ainda mais pomposa lhe fica semelhante designação quando vemos a falta de profissionalismo e ética destes boys que continuam a ser nomeados para tais cargos, colocando o bom nome dos agentes do serviço de informações que melhor mereciam do que os constantes comentários jocosos que estas situações despoletam...

    ResponderEliminar
  2. A Mim Me Parece2/8/11 12:10

    Que o caro comentador Rui Sousa me desculpe mas discordo: a mim parece-me que os agentes do serviço de informações para não merecerem os tais "constantes comentários jocosos que estas situações despoletam" só teriam de repudiar serem comandados, dirigidos, representados por animais deste calibre. E ou não se apercebem de que quem os comanda é uma besta ou se apercebem mas aceitam: de qualquer das formas merecem-na e aos comentários que vierem a propósito. Parece-me.

    ResponderEliminar

Ocorreu um erro neste dispositivo