terça-feira, agosto 23, 2011

Serenata Madeirense


A dívida da Madeira cresceu mais de 100% em apenas cinco anos, é hoje da ordem dos mil milhões de euros e serviu para financiar a perpetuação de Alberto João Jardim no poder. Agora, perante a realidade, quer negociar um acordo de urgência com Pedro Passos Coelho a pouco mais de um mês das eleições regionais. Não há decisão oficial, mas está apalavrado. Pedro Passos Coelho admitiu já a Alberto João Jardim ir à Madeira para marcar presença na campanha das eleições regionais de Outubro,

Um problema para Passos Coelho. Quando pede às gentes do "Contenete" que faça saacrificios enormes, quando antecipa outros para tapar o "Buraco Colussal", criado em grande parte pelos gastos do João Jardim, dificilmente pode justificar que ainda premeie o infrator. Um problema porque há eleições regionais e o João Jardim quer dinheiro para poder continuar a fazer inaugurações diárias, bem regadas ce recheadas, durante a campanha e garantir uma vitória gorda. Um problema porque sabe que o Jardim tanto lhe passa a mão pelo pêlo como no dia seguinte o critica e chama de todos os nomes que lhe passam pela cabeça.
O João Jardim sempre deu muitos votos, vitórias e deputados ao PSD, mas sempre foi uma dor de cabeça para todos os seus líderes. Porque será que não tenho pena deles? Porque todos acabaram por ceder e o Jardim de sorrir.

3 comentários:

  1. Assim se vê uma outra vez e,até ad nauseum,os 'gestores' e politicos do PSd são uma merda.Corruptos , as Parcerias Público Privados já existem há muitos anos em q os prejuízos são pagos pelo contribuinte contenentalhe eos os lucros vão para as conas dos sousas,dos jaimes ramos e a puta q os pariu,com ajuda de 'juízes' q fazem panelinha.Independencia já para a Madeira pq tão depressa os psd não se vão embora pq os idiotas os adoram e têm a secreta esperança de um dia estarem a mamaar,tal e qual comos os loureiros,valentins e passos coelho.Não é oh cuelho da RibTejo???Um ministro julgado e condenado com ligações perigosas-como é possível num Estado de Direito.Não há Poder Judicial ou são todos uns grandes bandidos ?Não há vergonha.Se rebentar uma Revolução depois não se queixem,pq desta vez não há Campos Pequenos....é mesmo a sério!

    ResponderEliminar
  2. Se o Sócrates era considerado um mentiroso, que raio de adjectivo qualificativo teremos de arranjar para classificar os cuelhos, galos, galifões e aldrabões que nos desgovernam ?

    ResponderEliminar
  3. Alberto João está sempre a "bater" no "contenente" e nos "contenentais" de Lisboa, mas nas horas de aperto não passa sem eles!...
    O Homem até consegue, por vezes, ser engraçado!
    Paguem lá que é democrático!...

    Zé de Aveiro

    ResponderEliminar

Ocorreu um erro neste dispositivo