sexta-feira, janeiro 13, 2012

Velhos e pobres! Atiram-se para a valeta

A antiga líder do PSD Manuela Ferreira Leite entende que os doentes com mais de 70 anos que necessitem de tratamentos de hemodiálise os devem pagar. “Tem sempre direito se pagar”, disse. O que não é possível é manter-se um Sistema Nacional de Saúde como o nosso, que é bom, gratuito para toda a gente. Ferreira Leite insistiu que, se a hemodiálise continuar a ser disponibilizada para todos, então o sistema não funcionará “nem para ricos, nem para pobres”, concluindo que “racionar significar sempre alguma coisa que não é para todos”.

Ontem estava eu muito descansado a fazer este blog quando fui surpreendido por uma conversa televisiva em que o empregado do Merceeiro do Pingo Doce, António Barreto, afirmava que em Portugal não havia coragem para discutir se vale a pena gastar dinheiro em cirurgias ou tratamentos caros em pessoas com mais de setenta ou oitenta anos. (Sempre afirmando que ele próprio já tem 70 anos, mas esquecendo-se de dizer que nunca lhe faltaria dinheiro para o tratamento). Se um mata, outro diz esfola e a Santa Manuela Ferreira Leite acabou por fazer as lindas afirmações que retirei de uma noticia de um jornal.
Ao empregado do Merceeiro só posso dizer que ainda bem que este assunto não é discutido porque ele está acima de qualquer discussão; é um direito humano garantido pela Constituição e, só o falar-se disso é já por si uma vergonha. Sobre o que disse a velha líder do PSD nem tenho palavras. Condenar à morte idosos só porque não têm meios para pagar o tratamento, (que podem chegar a 1900 euros mensais), é uma desumanidade sem limites. Já agora, informo a senhora que racionar não é tirar aos que menos têm para dar aos mais ricos, mas distribuir o que há por todos.

10 comentários:

  1. Pensava eu que este tipo de pensamento tinha sido definitivamente extinto em 1945 com a derrota Alemã e o fim dos campos de extermínio.

    ResponderEliminar
  2. Os Lusíadas - Extracto de Versão actualizada
    I
    As sarnas de barões todos inchados
    Eleitos pela plebe lusitana
    Que agora se encontram instalados
    Fazendo aquilo que lhes dá na gana
    Nos seus poleiros bem engalanados,
    Mais do que permite a decência humana,
    Olvidam-se de quanto proclamaram
    Em campanhas com que nos enganaram!

    II
    E também as jogadas habilidosas
    Daqueles tais que foram dilatando
    Contas bancárias ignominiosas,
    Do Minho ao Algarve tudo devastando,
    Guardam para si as coisas valiosas?
    Desprezam quem de fome vai chorando!
    Gritando levarei, se tiver arte,
    Esta falta de vergonha a toda a parte!

    III
    Falem da crise grega todo o ano!
    E das aflições que à Europa deram;
    Calem-se aqueles que por engano?
    Votaram no refugo que elegeram!
    Que a mim mete-me nojo o peito ufano
    De crápulas que só enriqueceram
    Com a prática de trafulhice tanta
    Que andarem à solta só me espanta.

    IV
    E vós, ninfas do Coura onde eu nado
    Por quem sempre senti carinho ardente
    Não me deixeis agora abandonado
    E concedei engenho à minha mente,
    De modo a que possa, convosco ao lado,
    Desmascarar de forma eloquente
    Aqueles que já têm no seu gene
    A besta horrível do poder perene!



    Luiz Vaiz de Calções

    ResponderEliminar
  3. Também já têm idade para "embarcar" como desejam fazer aos outros!
    Esta gentalha "impôs-se" ao País de uma maneira verdadeiramente obscena, já ponho há muito em causa o objectivo do 25 de Abril!
    A desilusão e revolta é mais que muita, oxalá o ciclo deles acabe rápidamente antes que acabem connosco!...


    Zé de Aveiro

    ResponderEliminar
  4. Tá visto e revisto, o 25 de Abril foi para liquidar o Ultramar, porque isto de ser mobilizado de 2 em 2 anos era uma seca... e o resto, tudo como dantes quartel General em Abrantes.
    Basta analisar a Junta de Salvação nacional que albergava, Spinolas, Galvões de Melo,Silvério Marques, Pinheiro de Azevedo, Diogo Neto, o unico vermelho, Rosa Coutinho e o Chico rolhas (Costa Gomes).

    Com este elenco de figurões que esperar ?

    ResponderEliminar
  5. Oxalá,que venha o tempo para ajustar contas com esta escumalha,na parede!Já percebi pq os soviéticos até pregaram os nazis às portas de casa.Esta velha(ca) democrata até aventou que faria bem a portugal(sim,'pikenino',pq é um quintal de +/- 300 famiglias)'suspender' a democracia por 6 meses.A gaja,a mitra sabe muito e falou antes do tempo,pq é exatamente isso que se está a passar na grécia e na itália.'governos' não eleitos fuhrerizados pelo bando da goldman&sachs na 1ª e pelo bce no 2º.
    Se este doutorado 1º na universidade Lusíada tal como o drunfado das finanças se forem abaixo,preparem-se para o 'governo' de salvação 'nacional' pelo predestinado antónio borges....

    ResponderEliminar
  6. oh kaos não pescas nada! então a mulher está-se a candidatar a vermelha da EDP. no tempo do 25 de abril ouvia muito dizer (aos reaccionários) que os comunas vinham ai e que eram gajos que comiam criancinhas ao pequeno almoço e matavam os velhos com uma injecção atrás da orelha pois as injecções agora estão um balúrdio assim opta-se por terem de pagar o tratamento e morrem na mesma e de borla (sem injecção)

    ResponderEliminar
  7. Não me choca que o Amorim ou um afim qualquer tenha de pagar a hemodiálise. A ti choca?

    Não entendo esta polémica.

    ResponderEliminar
  8. Velhos e pobres atiram-se para a valeta caso não se possam pisar - não por estarem vivos, mas por estarem mal mortos.

    Oh Kaos! Nunca ouviu falar na nova ordem mundial? É isso aí, homem de Deus - «Só ficam os ricos»!

    ResponderEliminar
  9. Miguel, um Amorim ou qualquer outro
    já pagam , que isto de recorrer ao SNS para tratar doenças é coisa de pobre.
    Preocupe-se com os que não podem pagar ao privado e , por vontade desta senhora, não poderão de igual forma aceder ao publico.

    ResponderEliminar
  10. Eu uso o SNS mas deve ser porque sou pobre...

    Eu nunca vi nem sei de ninguém que tenha deixado de ser tratado por não ter dinheiro.

    ResponderEliminar

Ocorreu um erro neste dispositivo