quarta-feira, março 21, 2012

A maravilhosa harmonia da miséria


António Borges mostrou-se surpreendido afirmando “É impressionante a forma como os salários estão a cair, tal e qual como se houvesse uma desvalorização da moeda. Isto está a passar-se na economia com um extraordinário consenso e harmonia social”. Uma maravilha “inconcebível” na Grécia e “vamos ver se os espanhóis são capazes de fazer o mesmo que nós”.

Esta personagem maravilha-se com a impressionante harmonia da criação da miséria social. Contratado pelo governo para ser um Ministro da Economia Privado para a condução das privatizações e que por ser privado pode acumular com um cargo nas empresas do segundo homem mais rico de Portugal. Para esta quadrilha que já nem têm vergonha de mostrar a sua canalhice a vida corre bem e o país é um universo de oportunidades. Correr com esta cambada é urgente e necessário.

3 comentários:

  1. O tipo até tem uma certa razão, se o que está a acontecer cá, fosse noutras latitudes esta merda já tinha rebentado. Continuo a dizer, somos demasiado medrosos e acobardados, tomos medo que nos venham estragar o nosso cantinho de misérias e fustrações, somos demasiado burgueses, quem podia fazer algo que alterasse de forma efectiva e revolucionária a situação, esconde-se atrás do "politicamente correcto", só fazemos fumaça e pouca diga-se. E é por isso que estes eunucos falam como falam, ninguém os entala de forma efectiva e objectiva, somos irremediavelmente um Povo manso, obediente e subjugado, numa palavra, sem tomates.

    ResponderEliminar
  2. Como foi possível que todos estes, e os anteriores c*ralhos se organizassem nesta enorme FAMÍLIA MAFIOSA a ponto de nos asfixiarem
    desta maneira obscena sem se vislumbrar um fim para toda esta Merda???
    Será que somos mesmo um Povo sem tomates e vamos continuar a suportar os "cornos" que nos implantam sem reagir com alguma
    dignidade???

    ResponderEliminar
  3. como foi possivel?

    anestesia social

    adormecemos na forma e eles nao dormem

    chegou a hora de acordar

    para soluçoes alternativas

    ResponderEliminar

Ocorreu um erro neste dispositivo