terça-feira, abril 03, 2012

Pare-se o país, bloqueio total


Preço da gasolina bate novo recorde fazendo com que Portugal tenha os mais elevados preços dos combustíveis antes e depois dos impostos, de acordo com um relatório da Comissão Europeia.

Quando na semana passada, após semanas e semanas de aumentos constantes dos combustiveis e perante o som dos protestos que se começavam a ouvir, como normalmente acontece anunciaram a queda de um cêntimo no preço. Sol de pouca dura e na semana seguinte já os aumentaram em mais dois cêntimos para compensar. O petróleo nos mercados internacionais sobe umas vezes e baixa outras mas por cá é sempre a subir como também não param de subir os lucros das gasolineiras. Ainda me lembro desta cambada que está agora no governo criticar o governo do Sócrates por os preços da gasolina estarem em valores incomportáveis para a a economia portuguesa, questionar a entidade reguladora sobre os lobies das gasolineiras e apregoar um abaixamento dos impostos sobre os combustiveis como forma de minorar o problema. Agora, depois de mais aumentos nos impostos, desculpam-se com os mercados e nada fazem. Mas, se em nome da Troika e da Europa a economia parece não ser uma prioridade e o super-Ministro da pasta parece já não ter pasta nenhuma, o governo prefere arrecadar mais uns milhões em impostos. Ganham as gasolineiras, ganha o Ministro das finanças, ganham os especuladores financeiros, pagamos nós.

5 comentários:

  1. Caro WEAVEKAOSINNTHEGARDEN

    Vou lançar aqui no teu blogue a seguinte idéia.

    Como se aproxima o 25 de abril, porque não convocar atraves da net, criando no facebook uma página, uma convocatória para afrontarmos os palhaços que nos desgovernam no dia da liberdade.

    Tanto na AV. DA LIBERDADE, ou na ASSEMBLEIA DOS PALHAÇOS DEPUTADOS, ou caso o ANIBAL SE ESCONDA EM BELEM na frente da casa dele, uns bons milhares de PORTUGUESES COM COLHÕES PRETOS, A GRITAREM A plenos pulmões os nomes deles , e a chama-los de LADRÕES COMO MERECEM SER CHAMADOS.

    Fica aqui a idéia, me retorne se achar conveniente.

    Um abraço.

    Ramiro Lopes Andrade

    ResponderEliminar
  2. Anónimo3/4/12 18:24

    Nacionalize-se a merda dos combustíveis!ACom a liberalização é sempre a subir:Aprendam!

    ResponderEliminar
  3. Anónimo3/4/12 23:42

    Não interessa nacionalizar!
    Liberalizando favorece-se o compadrio corrupto e o povo que se lixe!
    ESCUMALHA!

    ResponderEliminar
  4. Caro Ramiro
    É uma boa ideia mas tinha pensado em lançar a ideia de cada um fazer o seu cartaz com aquilo que quer dizer e todos os levarmos para a rua, seja na avenida, em S.Bento ou em Belém. Vamos cobrir Lisboa de ideias e sugestões da sociedade que queremos criar, verdadeiramente democrática e livre. (Claro que podemos chamar-lhes todos os nomes e gritar-lhes as verdades aos ouvidos)
    Todos juntos podemos vencer
    um abraço

    ResponderEliminar
  5. Anónimo4/4/12 23:46

    a seguir vem a electricidade...
    cá pra mim o gasoleo não vai baixar dos 1,5 e a gasolina dos 1,7 percebe-se que há patamares que quando alcançados não baixam dai mais ou já se esqueceram quando em 2008 vieram logo dizer que de 1 euro não baixavam mais? e o barril estava a 70 e tal dolares? se compramos o petroleo em bruto porque depois de passarem varias semanas a subir a gasolina para e o gasoleo desce meio centimo depois sobe outra vez a gasolina e o gasoleo desce mais meio centimo e o negocio das botijas de gás a 26 euros e tal uma botija? em espanha é a metade do preço.
    no tempo das FP estoiravam umas bombas e os gajos até baixavam era logo o preço em vez de subir

    ResponderEliminar

Ocorreu um erro neste dispositivo