terça-feira, abril 03, 2012

Quem quer esta ajuda?


Vítor Constâncio, o número dois do Banco Central Europeu, decidiu furar este fim-de-semana a linha de comunicação definida entre Lisboa e Bruxelas, ao admitir que o País poderá precisar de um reforço da assistência financeira, em função da evolução dos mercados e do seu próprio desempenho. "É uma questão que tem de estar sempre em avaliação" e "debaixo de análise", disse à margem do Ecofin informal de Copenhaga.

O ex-Governador do Banco de Portugal e actual vice-presidente do Banco Central Europeu, ganhou 318.132 euros em 2011, mais 73% do que no ano anterior.

Há gente que vive numa espécie de paraíso económico a quem as dificuldades , muitas vezes criadas por eles, que obrigam os outros a passar passam ao lado. Esse paraíso chamado Bancos Centrais, seja ele o de Portugal ou Europeu passam ao lado de qualquer austeridade, permitem-se a viver rodeados de mordomias que nem nababos, erram previsões atrás de previsões, deixam escapar por entre os dedos ilegalidades que lhes passam à frente da cara, (BCP, BPN,...) e ainda vêm aconselhar mais austeridade e pobreza.
Neste caso o Vítor Constâncio, que durante o reinado do Sócrates foi também conhecido pelo ceguinho hipócrita do BdP antes de ser "premiado" pelo seu mau desempenho com um lugar de Vice-presidente no BCE, veio desmentir os nossos governantes ao assumir a possibilidade de mais um empréstimo que como sempre virá acompanhado de mais austeridade e miséria.
Este é o futuro que inevitavelmente nos está destinado se continuamos a acreditar no discurso da inevitabilidade das politicas que nos querem impor. Politicas que estão a destruir a economia, a criar pobreza enquanto para os principais responsáveis pela crise e pela divida que nos atribuem, os bancos, continuam a ser beneficiados com empréstimos a 1% (mais de 37 mil milhões nos últimos três meses) com que depois compram divida publica a taxas de cinco ou seis por cento. Para alguns esta crise é mais que uma oportunidade é um autentico maná, para outros é a condenação à miséria. De que estamos à espera para correr com a canalhada e criar um novo futuro?

4 comentários:

  1. Ora nem mais! Este "gajo" é um canalha!
    http://comunicador-vox.blogspot.pt/2012/04/o-sentenciador.html

    ResponderEliminar
  2. Anónimo3/4/12 09:41

    A "política" bem como a "vidinha" está para eles!
    Estão todos nas suas sete quintas!
    Maravilha das maravilhas!...
    Ah Portugal, Portugal como foi possível este DESASTRE!

    Zé de Aveiro

    ResponderEliminar
  3. Anónimo3/4/12 23:02

    Aguenta Zé.
    Eles comem tudo, eles comem tudo e não deixam nada.
    Aguenta ZEEEEEEEEEEEEEEEEEEé.

    ResponderEliminar
  4. Anónimo4/4/12 23:35

    este já quer mamar mais juros do pais de onde nasceu? outro filho da puta que já alguem devia de ter limpo da face da terra.

    tanto planeta que há por ai logo tinha de nascer neste da-se

    ResponderEliminar

Ocorreu um erro neste dispositivo