sábado, maio 05, 2012

A teia da realidade


A execução orçamental do primeiro trimestre deste ano é pior que a do mesmo período do ano passado, mesmo retirando o efeito de factores extraordinários. A conclusão é da Unidade Técnica de Apoio Orçamental (UTAO), que publicou o relatório de análise à execução orçamental.
O défice do Estado atingiu 1.637 milhões de euros nos primeiros três meses do ano, um agravamento de 745 milhões face ao período homólogo. No entanto, frisa, "excluindo os factores específicos, o saldo global do Estado registaria uma deterioração de 252 milhões de euros em termos homólogos, ficando aquém da melhoria implícita do OER/2012 [orçamento rectificativo]". A UTAO nota ainda que o défice das administrações públicas também se deteriorou "significativamente" em termos homólogos. No caso do saldo primário, frisa, a diminuição de 474 milhões "contrasta com o aumento de quase dois mil milhões que se encontra implícito no OER/2012".

Bem podem andar os ministros e até o Presidente numa campanha de propaganda barata a anunciar luzes no fim do túnel que a realidade se vai encarregar de demonstrar que as politicas de austeridade e de empobrecimento ainda vão condenar mais o país e o seu futuro. É que os ministros podem mentir, (e todos sabemos que mentem muito), até podem aldrabar nos números nas previsões no Orçamento de Estado, mas a realidade acaba sempre por trazer ao de cima a verdade.
Destruindo a economia, baixando os salários e promovendo o desemprego, inevitavelmente acaba por destruir empresas e reduzir o consumo o que faz o estado cobrar menos impostos, seja no IRC, IRS ou IVA, o que por sua vez faz aumentar o défice. Podem ir disfarçando e adiando mas, mais cedo ou mais tarde, lá terão de  inventar um buraco ou um agravamento da crise internacional para encobrir a realidade. Agora cabe a cada um de nós fingir ou querer acreditar nessa canalhada ou fazer alguma coisa para correr com ela. Para mim a escolha parece evidente.



2 comentários:

  1. Tudo isto, como eu e outros andamos a escrever há alguns anos, era inteiramente previsível. E, agora que está à vista de todos, escondem e mentem tão despuduradamente como o faria um casal de adúlteros apanhado no truca-truca.

    ResponderEliminar
  2. Anónimo5/5/12 12:28

    Estes são muito mais descarados e ludibriam muito mais que o casal apanhado no truca-truca!
    Estes GOZAM com um País e nada lhes acontece!...

    Zé de Aveiro

    ResponderEliminar

Ocorreu um erro neste dispositivo