quinta-feira, agosto 02, 2012

Para que serve a polícia?


Passos Coelho, de bonézinho da policia lá foi fazer uma visita à Unidade Especial da PSP para nos mostrar como ela está preparada para calar qualquer protesto mais musculado. Na sua necessidade de dizer alguma coisa, mesmo não sabendo bem o quê, lá foi afirmando que para reduzir custos vai unificar as polícias todas ficando só uma Militar e outra Civil (PSP, PJ e SEF). Mas como o Paulo Portas, a Ministra e o CDS são contra esta unificação tudo acabará em águas de bacalhau ou então vem aí tempestade no governo. Mas eu só escrevi este posts por outras afirmações, já ditas também por outros ministros, mas que me irrita. "Os níveis de criminalidade são em geral mais baixo que outros países europeus o que torna Portugal um país atractivo para o turismo e para o investimento". Sem dúvida que é bom para isso, mas falta o mais importante, é bom para quem vive cá, para quem é português. Preocupa-me mais que andem a matar alguém para o assaltarem por mim, pela minha família, por todos os cidadãos que pelo raio do que pensa um investidor. Quando é que esta classe política se lembra que este país não são só números e mercados mas que há gente, pessoas, aqui a viverem?

6 comentários:

  1. ai, o gajo é bom a tudo, até a vomveiro .

    ResponderEliminar
  2. Anónimo2/8/12 07:42

    O palhaço não diz que o que interessa é o país?
    Sendo assim o que conta são os "políticos" e afins, os outros, as pessoas de que fala são paisagem!

    ResponderEliminar
  3. Anónimo2/8/12 08:51

    Noutro dia o Acabado Silva, creio que em Moçambique, dizia em jeito de mensagem para eventuais investidores que aquela região de África (África Austral) tem cerca de 250 milhões de consumidores!

    Hoje em dia não há pessoas, há consumidores!
    Bem compreendo que falava para empresários mas caramba antes de serem consumidores são pessoas e será que é muito incorrecto dizer que aquela região tem 250 milhões de pessoas, potenciais consumidores?

    Depois do "Penso, logo existo" de Descartes temos o "Consumo, logo existo"

    Nada tenho contra o consumo, é normal e natural desde que seja em níveis aceitáveis de acordo com as necessidades das pessoas mas este consumismo que a sociedade impõe e estas correntes "intelectuais" que adjectivam as pessoas de consumidores relegando para um segundo plano a sua verdadeira identidade mostram o quão doente está a ficar esta sociedade.

    ResponderEliminar
  4. Na minha terra diz-se que "quem não deve, não teme". Ora esta corja está borradinha de medo. Caso não estivesse, o palhaço, mais o seu Oberstgruppenführer,das SS portugesas, Miguel Macedo, não andavam a ver se a polícia anti-motim estava preparada para intervir em situações de protesto anti-austeridade. Pena é que a polícia volta e meia não tenha consciência cívica, voltando-se o feitiço contra o feiticeiro.

    ResponderEliminar
  5. Anónimo3/8/12 01:48

    o homem é economista melhor economicista pro bolso dele COME NA GAVETA

    ResponderEliminar
  6. Anónimo7/8/12 11:55

    Nem para palhaço tem jeito...Que azar o nosso!

    ResponderEliminar

Ocorreu um erro neste dispositivo