terça-feira, setembro 25, 2012

Mais um Retrato do Governo


19 comentários:

  1. Cócó, ranheta e facada!

    Bonnie and Clyde + Al Capone à portuguesa!

    Não podia estar melhor!

    O meu pequeno almoço começa com a visita a Kaos, fico bem disposto!

    ResponderEliminar
  2. http://wehavekaosinthegarden.blogspot.pt

    O BLOGUE DAS CIGARRAS

    ResponderEliminar

  3. O país precisa urgentemente de receita no valor de 4 mil milhoes de euros, caso contrário terá que pedir mais dinheiro emprestado e consequentemente aumentar a divida.

    Solicito a todos os "idiotas" que navegam neste blogue, soluções fundamentadas para a realização dessa verba.

    IDEOLOGIA = CONVERSA DA TRETA

    ResponderEliminar
  4. POrmos a tua mulher a render em coina?

    ResponderEliminar
  5. Por aqui se vê o tipo de gente que vomita neste blogue.

    ResponderEliminar
  6. Anónimo das 11:38

    Surgiu no passado fim de semana e já tem algumas pistas possiveis "Caixa de ideias"

    http://www.facebook.com/groups/caixadeideias/

    Mas, se faltam 4 mil milhões isso se deve à incompetencia de quem nos governa, Já nos espoliaram muito mais que isso, já receberam milhares de milhões da TROIKA e não conseguem acabar com o despesismo nem acertar com uma previsão. Até qyando vamos estar a ser sujeitos à chantagem desta gente que todos os meses nos vem pedir mais e mais. Demitam-se

    ResponderEliminar
  7. Já agora quem está a aplicar uma ideologia é este governo, a ideologia do capitalismo selvagem, do trabalho escravo e sem direitos. Uma corja.

    ResponderEliminar
  8. IDEOLOGIA = CONVERSA DA TRETA

    Este assessor do Coelho é tão inteligente como ele...vai lá receber os 3 mil que deram no Diário do Governo !
    Então, o teu patrão rouba o povo que bovinamente pagou e agora vens dizer que faltam 4 mil milhões ?? Mas que filhos da puta !

    Hoje deram folga às alimárias !

    ResponderEliminar
  9. Trabalho escravo e sem direitos existe naqueles países de democracia participativa (vulgo comunista) de que tanto gostas!

    Portugal, Espanha, França, Holanda, Belgica, Alemanha, Grecia,etc,.. para ti é tudo uma corja que anda a espoliar o povo!

    Quanto ao burro das 14:51, eu sei que é o meu patrão, tu é que não deves saber!

    ResponderEliminar
  10. Sabes tu e sei eu....
    É o Burro de Massamá !
    Zurra lá um bocado para ganhares mais uns euritos!

    ResponderEliminar
  11. O caralho é que faltam os 4000 M!É tudo treta!Isto é só p eles encherem mais os bolsos!

    ResponderEliminar
  12. ahahahahah, feios, porcos e maus!

    ResponderEliminar
  13. Anónimo das 15:23
    Quando chegam ao ponto em que o único argumento que resta é chamarem-me comunista (coisa que nem sou)posso concluir que a discussão acabou. Quantos à Alemanha, França, Holanda é uma questão de tempo. Começaram pelos mais fracos mas a ideia da austeridade, da redução de direitos já se vai espalhando por toda a Europa. É o capitalismo selvagem a ganhar terreno.

    ResponderEliminar
  14. Aos anónimos das 10.17 e 11.38:
    (cheira que é o mesmo anormal)

    Vão-se catar, deve haver por aí muito PIOLHO como há e tem havido nestes "políticos" da treta!

    Cigarras são todos eles que se governam e governaram à custa do trabalho das formigas!

    Inconsequentes, mentirosos, oportunistas sem consciência!

    Máfia pior que a napolitana, só ainda não começaram a matar gente, vão fazê-lo de outra maneira!

    ResponderEliminar
  15. Alternativas? Vão buscar os 6000 milhões ao capital, como sugeriu a CGTP.

    ResponderEliminar

  16. A CGTP vai ganhar o prémio Nobel da Economia!

    ResponderEliminar
  17. Pois é, vem aí o prémio Nobel da Economia para o Vítor Gaspar...

    O trabalho qualificado não está a fugir do país a alta velocidade?! Quais são as medidas que vocês estão a criar para impedir isso? Mas o Coelho está a tratar do assunto (usando a técnica do contra-fogo, eh, eh, eh)...

    ;-)

    Além disso, a fuga de capitais decerto não assusta quem propõe a nacionalização da banca e dos sectores estratégicos da economia...

    ResponderEliminar
  18. Mas o melhor, na minha opinião, será mesmo fazer uma auditoria à dívida e não pagar a parte da mesma que se revelar odiosa. Com tanta vigarice nas PPPs, da qual os próprios bancos credores de Portugal participaram, há aí muita margem.

    Foi o argumento usado pelo Equador, para fazer uma reestruturação unilateral da dívida, numa altura em que o serviço da dívida consumia 50% do Orçamento de Estado daquele país! Foi-se a ver e havia grandes fraudes, nas quais os próprios bancos estrangeiros que emprestaram o dinheiro estavam envolvidos.

    ResponderEliminar
  19. Caro joaopft, estou de acordo consigo. Uma auditoria rigorosa aos culpados da divida!

    Anónimo das 12:07, nacionalizar a banca? onde e em que seculo é que o sr. vive?

    ResponderEliminar

Ocorreu um erro neste dispositivo