segunda-feira, setembro 24, 2012


"Se o Governo mantivesse a sua proposta TSU, significaria que o PS apresentaria uma moção de censura, não havendo uma proposta do Governo, naturalmente eu cumprirei a minha palavra", afirmou António José Seguro

Ou me engano muito ou este PS ainda acaba por optar pela violência e por mais abstenção no próximo Orçamento de Estado. Muitos mostraram alguma admiração quando se referiu no ano passado a "abstenção violenta" não compreendendo que de facto aquela abstenção foi uma violência enorme, não contra o orçamento ou o governo, mas contra a maioria os portugueses. Talvez fosse bom que pensássemos em outras alternativas para o futuro que não passassem por esta governação de alterne, ou alguém acredita que a democracia é só podemos escolher entre dois males menores por medo de tudo o que seja diferente? Porque não é.

10 comentários:

  1. A Islândia: um exemplo de democracia popular, e de tal forma democrata e popular que os nossos camaradas do PCP e do BE (2 bandos de fdp revisionistas) nem querem ouvir falar alinhando incondicionalmente com o PS, o PSD e o PP, abafando e censurando tudo o que por lá se tem passado :

    http://www.youtube.com/watch?feature=youtu.be&hl=pt&v=lNt7zc6ouco

    ResponderEliminar
  2. Anónimo das 9:20 :'Olhe q não,doutor,olhe q não'

    http://resistir.info/crise/hudson_05abr09.html

    Não faltam em resistir.info artgs sobre a Islândia.
    No 'Espesso' é q falta!!!!
    É uma questão de fazer buscas no próprio site.

    ResponderEliminar
  3. Esta gente de merda continua a ofender o Povo Português com as suas TIRADAS INCONSEQUENTES, já nem conseguem pensar no que dizem!
    Essa besta do "ministro da desadministração interna" não sabe que as CIGARRAS são eles desde há muitos anos e que a maior parte deste Povo admirado como BOM TRABALHADOR EM TODO O MUNDO é que é a FORMIGA???
    Como muito indignado com toda esta MERDA sugiro-lhe, Kaos, um BONECO à maneira!

    ResponderEliminar
  4. Disse-me alguém, há uns dias, que achava que a TSU era para cair desde o início.
    Se a intenção era essa, o que é perfeitamente plausível, este já o sabia, não tenho dúvida.
    Se a intenção não era essa, e perante a contestação, passou a sê-lo.
    Sendo assim, este espertalhão condicionou a sua violência à existência deste item apenas do orçamento de estado.
    Fica bonito da fotografia (espero que não mas duvido) e safa-se de ter que ter uma atitude mais definida... porque é um homem de palavra.
    Haja estômago para tanta lesma.

    ResponderEliminar
  5. Luís de Camões, metendo-se na pele de António José Seguro, assim escreveu:


    Coitado! que em um tempo choro e rio;
    Espero e temo, quero e aborreço;
    Juntamente me alegro e entristeço;
    Duma cousa confio e desconfio.

    Voo sem asas; estou cego e guio;
    E no que valho mais menos mereço.
    Calo e dou vozes, falo e emudeço,
    Nada me contradiz, e eu aporfio.

    Queria, se ser pudesse, o impossível;
    Queria poder mudar-me e estar quedo;
    Usar de liberdade e estar cativo;

    Queria que visto fosse e invisível;
    Queira desenredar-me e mais me enredo:
    Tais os extremos em que triste vivo!

    ResponderEliminar
  6. Caro anónimo das 9:29,
    O texto que sugeriu é uma monumental dissertação poético-filosófica - porventura muito bem escrita - em torno de um conjunto de factos que para serem narrados não precisam mais do que uma dúzia de linhas... Na realidade uma prosa daquela extensão acaba por ser contraproducente: a maior parte das pessoas não tem pachorra para a ler até ao meio, quanto mais até ao fim. Desta forma quem perde é a história, e quem ganha é quem se opõe à aplicação das medidas à islandesa em Portugal.

    ResponderEliminar
  7. Epa ó anónimo das 09:20,essa história da Islandia já mete nojo.Já falaste com algum Islandes,e lhe perguntaste o que se passou na realidade? Eu já falei e a história não é bem assim ,sabes.Eles não deixaram de pagar tudo, não prenderam todos os vilões, e para uma população de 300 mil habitantes(sim 300.00 , é a população da islândia)é muito fácil tomar uma atitude , pois , neste caso a malta que esteve na manif de 15 de setembro já chegava para mudar o país, o problema,é somos 10 milhões, e cada um pensa para o seu lado.Antes de escreveres ,pesquisa!!

    ResponderEliminar
  8. Este Seguro parece a maria Machadão do BATACLAN.

    ResponderEliminar

Ocorreu um erro neste dispositivo