sábado, outubro 20, 2012

O pai do morto


Parece não haver dúvidas  que este governo já é um cadáver adiado e por mais retoques e remodelações que lhe fizerem não passa do inverno. O ódio que o Sr. Silva de Boliqueime tinha pelos Sócrates levou-o a fazer tudo o que lhe foi possível para garantir a sua queda mesmo que para isso tenha tido de promover o casamento entre um ódio político chamado Paulo Portas e um incompetente vindo da JSD que ele sabia não estar minimamente preparado para ser Primeiro-ministro.  Como diz o povo, cá se fazem, cá se pagam e vê-se agora com o problema que causou nas mãos. Se o governo for a enterrar tem de assumir fazer novas eleições não se sabendo muito bem o que dali poderá advir, mas certamente será um governo fora da sua área politica, se nomear um governo de salvação nacional, sem recorrer a eleições, terá de acarretar com todas as culpas e ódios que ele inevitavelmente, pela politica de submissão aos mercados e à Frau Merkel, irá criar entre a população. Se, pelo contrário, conseguir ligar este governo à máquina para fingir que ainda governa, tendo já o CDS dito que vai votar o orçamento, será ele a ter a última palavra na altura da promulgação. Nesse momento, promulga o orçamento e assume as inconstitucionalidades e a partilha das culpas e do odioso que ele representa, se não promulga dá a possibilidade ao governo para fugir a atirar-lhe para cima com o incumprimento.
Todos sabem que nunca gostei do Sr. Silva e sempre lhe dediquei algum do meu desprezo, mas mesmo assim penso que lhe devíamos poupar este sacrifício, derrubando já este governo e, só para ele não se ficar a rir, pedir-lhe que deixe o Palácio de Belém para quem o possa merecer. Esta gente toda há muito tempo que estão a mais.


11 comentários:

  1. Foi o Governo de Mário Soares, em 1984, que criou uma lei impedindo que o vencimento de um Presidente da República fosse acumulado «com quaisquer pensões de reforma ou de sobrevivência que aufiram do Estado». À época, Eanes ocupava o Palácio de Belém e promulgou a lei de Soares, que acabaria por vir a prejudicá-lo durante muitos anos. As más relações entre os dois órgãos de soberania propiciaram, aliás, a leitura política de que se tratou de uma lei ad hominem, avança a «SOL». Quando saiu de Belém, em 1986, Eanes optou pelos 80% do vencimento como PR, nunca tendo recebido a reforma de general de quatro estrelas.
    Só em Junho de 2008 a lei foi mudada por insistência de Cavaco Silva, junto de José Sócrates, e após recomendação do Provedor de Justiça, Nascimento Rodrigues.

    Fique anotado que não estou com isto a defender o pulha do boxexas e de modo igual os outros!

    ResponderEliminar
  2. nascer 2 vezes o quê?...

    ResponderEliminar
  3. O Boxexas é mesmo um pulha malandro

    ResponderEliminar
  4. Islândia depois que correu com os políticos que desgraçaram o País já se ergueu com ENORME sucesso!
    Exemplo a seguir mas toda a máfia não deixa e não quer!
    E os Portugueses anónimos de tão acomodados que estão também não se querem mexer!
    Vamos pagar bem caro TUDO ISTO!

    ResponderEliminar
  5. oh pá dessas frescas latitudes vêem para cá Nokias e bacalhaus e os tubarões do governo continuam alegres a nos roubarem a toda a hora

    MUNIÇÕES CRAVO DEIXARAM O PAÍS NESTE ESTADO

    ResponderEliminar
  6. Heróis do mal
    Pobre povo
    Nação doente
    E mortal
    Expulsai os tubarões
    Exploradores de Portugal
    Entre as burlas
    Sem vergonha
    Ó Pátria
    Cala-lhe a voz
    Dessa corja tão atroz
    Que há-de levar-te à miséria
    P'ra rua, pr'a rua
    Quem te está a aniquilar
    P'ra rua, pr'a rua
    Os que só estão a chular
    Contra os burlões
    Lutar, lutar !

    ResponderEliminar
  7. Um dia o Passos Coelho contratou um trabalhador e colocou-o a abrir rasgos na terra. Deu-lhe um horário de trabalho das 8:00 as 17:00 horas. Certo dia Passos Coelho observando o trabalho do seu colaborador, achou que podia ser melhor aproveitado. Sugeriu-lhe então o seguinte: - Ó amigo, já que você tem 2 mãos, com uma mão você cava e com a outra vai regando. Olhe e já agora começa a vir das 7:00 as 18:00 horas. No outro dia, Passos Coelho olhou outra vez para o seu colaborador e achou-o ainda pouco produtivo. Então sugeriu-lhe: - Já que você alem das mãos tem também uma boca, podia enche-la de sementes e enquanto com uma mão cava e com a outra rega podia cuspir as sementes. Já agora começa a trabalhar às 6.00 e termina às 19:00 horas. Noutro dia Passos Coelho começou a pensar que o seu colaborador deveria trabalhar enquanto houvesse luz de dia. Portanto sugeriu-lhe que o seu trabalho passasse a ser das 5:00 até às 22:00 horas. E assim foi. Um dia quando o pobre trabalhador voltava a casa do trabalho, deparou com a sua mulher com outro homem na cama. O homem, chorou, chorou, chorou vezes sem conta até que a mulher e o amante desesperados com aquela situação, tentaram consola-lo, perguntando-lhe porque chorava ele assim tanto. Ao que ele respondeu: - Se o Passos Coelho descobre agora que eu tenho 2 cornos, coloca-me lá umas lanternas e põe-me a trabalhar a noite toda.

    ResponderEliminar
  8. O pai que continua a calar-se e a ser conivente com este IMATURO, DESASTRADO E INCOMPETENTE MORTO VIVO, MAS QUE CANTA DE GALO ESGANIÇADO A QUEM VAMOS FICAR A DEVER O PIOR DA HISTÓRIA RECENTE DESTE PAÍS!
    Nem António Oliveira Salazar fazia o que esta MERDA está a fazer à classe média!
    Afinal "criaram" uma sociedade sem
    classes para ir dar tudo a bem pior!

    ResponderEliminar
  9. ó 20/10/12 12:28 refere-se à classe média ?

    ResponderEliminar
  10. Ele não é pai...é o padrinho...e o padrinho de toda a camorra do bpn....

    ResponderEliminar
  11. http://www.youtube.com/watch?v=HyQ-LhTzzKo

    ResponderEliminar

Ocorreu um erro neste dispositivo