quinta-feira, outubro 25, 2012

Vivemos no caos, mas ainda não no fim do mundo


O post anterior foi aquele que, no tempo que dura este blog, o que mais me custou a escrever, não só porque me estava a despedir de um companheiro de viagem mas também porque estava magoado e triste. E, é difícil querer fazer rir ou sorrir os outros quando nós não o conseguimos fazer. Ainda estou e talvez por isso também este me está a custar a escrever por não saber muito bem o que dizer ou o que fazer. Li os comentários que foram fazendo nos blogs e no facebook e isso fez-me repensar se devo deixar que problemas, que são só meus, me impeçam de continuar e se devo acrescentar a alguma mágoa que ainda sinto a tristeza de deixar este blog, meu companheiro de tantos anos . Há momentos em que temos de repensar muita coisa porque há muita coisa a mudar. Agradeço a todos a simpatia e a muita força que me deram com as vossas palavras e, embora não garanta que vá continuara a ter a regularidade anterior, cá virei sempre que possível colocar mais um dos meus "bonecos". Como alguns disseram não podemos dar descanso à canalha que nos anda a destruir as vidas e a roubar o futuro. Mais uma vez o meu muito obrigado a todos e que nos encontremos muitas vezes em tantas lutas que ainda, (cada vez mais), há para travar.


20 comentários:

  1. Mais nada grande KAOS.
    É isso mesmo. Não podemos dar descanso à canalha que nos desgoverna.
    Força nos bonecos, e nas palavras.

    Abraço.

    ResponderEliminar
  2. OBRIGADO por ter voltado ainda que pontualmente!

    Boa sorte, boa saúde!

    ResponderEliminar
  3. PARABÉNS!!!
    UMA PAUSA,PODE AJUDAR.
    ATÉ BREVE, KAOS.

    ResponderEliminar
  4. Se se for embora, é mais uma grande voz que se cala. Não vá, por favor.
    TBM

    ResponderEliminar
  5. Força Força Companheiro KAOS...

    ResponderEliminar
  6. Fora com os deputados! para aumentar impostos semanalmente programa-se uma máquina que faça isso e são menos 300 e tal chulos a menos

    Vão tirar o canudo ao RELVAS? Hummmmmmm i dont think so!

    ResponderEliminar
  7. Deixa ainda se pode dizer depois "Vai estudar Obama"

    Hummmmmmmmm a Márcia Rodrigues deve estar de férias e a fazer uns biscates será que com a crise vai sem ajudas de custo

    EU NÃO QUERO PAGAR TAXA DE RADIODIFUSÃO PARA ESTA GENTE

    ResponderEliminar
  8. KAOS: Parar é morrer...

    "Eles só esperam que nós nos cansemos"...


    Abraço na luta,

    Ambrósio



    http://www.saladosprofessores.com/index.php?option=com_smf&Itemid=62&topic=14436.msg174821#msg174821

    ResponderEliminar
  9. Continuarei a vir cá, mesmo que não haja bonecos novos.

    ResponderEliminar
  10. Não falho. Bom dia,KAOS.
    Até amanhã, depois e sempre.
    Não desiluda os amigos.

    ResponderEliminar
  11. Obrigada, KAOS, sempre que lhe seja possível dê-nos o seu alento na luta. Espero que consiga ultrapassar os seus problemas e desejo-lhe muita saúde!!!

    ResponderEliminar
  12. Caro Kaos: Desculpa só aqui vir nos momentos em que estás mais virado para a desistência. Não sou pessoa para forçar os meus percursos, tenho os que tenho, mas o facto que não andar por aqui com mais frequência, não significa que não saiba da utilidade dos teus bonecos nesta luta que travamos. Repito o que te disse já uma vez, todos não somos demais.
    Um abraço.

    ResponderEliminar
  13. Nuno

    Obrigado amigo.Não o conheço nem sei quem é, mas já o considero um amigo.
    Obrigado por continuar a apoiar esta causa e o povo revoltado e indignado deste pais.
    È urgente correr com este governo que já se viu ao contrário daquilo que apregoava ainda na oposição é o continuar e o garante das desigualdades e das negociatas a favor dos "amigos" em vez de ser o apoio e a protecção dos mais desfavorecidos; onde estão as consciências ditas católicas deste pais defensora dos pobres e oprimidos? só os numeros interessam. Sinto vergonha e uma profunda mágoa e tristeza por viver num pais que não respeita os seus e que se subjuga aos interesses estrangeiros deixando de defender os seus como lhe compete e pior em nome desses interesses deixa aqueles que devia representar e defender morrer á fome e ao desprezo esquecendo-se que lá foram colocados pelo povo para conduzir os destinos da nação mas também olhar pelo bem estar do seu povo.Não foi a troika que os elegeu, não governam para a troika mas sim para os portugueses e é com esses que têm que se preocupar, pois não vejo qual o interesse em tanta austeridade para cumprir um acordo resultante de um empréstimo se depois de o pagar-mos nada nem ninguém sobreviver.
    Não mereciamos isto, um dos povos mais trabalhadores da europa e com o nivel salarial e nivel de vida mais baixo da europa ser sujeito a esta tortura em nome de uma troika mas levada a cabo pelos seus carrascos (Passos e companhia).
    Antipatriotas que nem hastear a bandeira nacional conseguem quanto mais defender o povo.

    ResponderEliminar
  14. Obrigado por ter voltado.
    Força

    JC

    ResponderEliminar
  15. Obrigado Kaos.. Já te tinhha visto pelo Face com post sobre o palerma da do Audi Vespa....
    Abraços...

    ResponderEliminar
  16. Pois é...a certa altura nós já não somos nós...já não dispomos de nós...

    ...este Blogg...já é do Povo...por isso não pode calar-se....

    Não vá embora...!!

    ResponderEliminar
  17. Esses indivíduos vão-se foder. Fujam enquanto têm pernas seus gambrinos, pois depois vão ter que se esconder bem!

    ResponderEliminar
  18. Não sei o que terá provocado tanta tristeza, mas, seja o que for, muita força, Kaos!

    ResponderEliminar
  19. http://www.avaaz.org/po/petition/Pela_punicao_dos_responsaveis_do_abate_de_TODOS_Aos_animais_do_canil_municipal_de_Obidos/?fWsOnbb&pv=2

    ResponderEliminar
  20. Parabéns Kaos, pelos excelentes "bonecos" os quais requerem bastante criatividade e pelos comentários junto das imagens que ajudam os mais distraídos. Acredito que este blogue tem ajudado a despertar muita gente adormecida. Nada é permanente, nem constante, no meio deste caos em que vivemos, tudo está em permanente mutação. Logo, a nossa vida não é previsível nem compulsória, há sempre a hipótese da necessidade de mudanças, quer no rumo quer nas estratégias que seguimos na vida. E, uma alteração ou mudança não é forçosamente uma coisa negativa, mas sim diferente, por vezes necessária. Uma paragem ou mudança não significa desistência, pois tudo está na nossa consciência e naquilo em que acreditamos. Força Kaos. Tudo de bom, sejam quais forem os imperativos e as decisões a tomar...

    ResponderEliminar

Ocorreu um erro neste dispositivo