segunda-feira, agosto 31, 2009

O pensionita das feiras

Ano de eleições é ano do Paulinho fazer o roteiro de todas as festas e romarias do país. Faz bem, bebe uns copos, come umas bifanas e uns doces típicos e está num ambiente onde o discurso fácil e populista passa muito bem. O crime, sem colarinho branco, que é necessário prender rapidamente, os imigrantes a quem é necessário fechar a porta e as pensões de miséria que é necessário aumentar. Para isso propõe mesmo retirar dinheiro do Rendimento Mínimo para aumentar as pensões mais baixas. «Vou deslocar uma parte do que está no Rendimento Mínimo. Prefiro apoiar quem trabalhou toda a vida do que quem às vezes abusa do Rendimento Mínimo, porque não quer trabalhar, mas quer viver à custa do contribuinte».
Haverá certamente abusos no rendimento mínimo, mas também não o há nas pensões de quem ganha reformas de milhões ao fim de meia dúzia de anos de trabalho? Não há quem não receba uma reforma, mas muitas? Não seria mais justo e mais correcto ir aí buscar dinheiro para financiar o aumento das pensões mais baixas? Pessoalmente, como sou daqueles que ainda tem emprego, prefiro ver aumentar as pensões imaginando que um dia deixarei de ser um contribuinte para ser um beneficiário da segurança social. Mas, o que pensarão aqueles que perderam o seu local de trabalho, a quem não dão trabalho por já não serem jovens e vêm terminar o tempo a que tiveram direito a subsídio de desemprego? Como vive essa gente a quem a sociedade descartou e condenou á miséria? Vão ter de esperar até terem 65 anos para terem direito a uma pensão? Um estado tem de ser responsável perante os seus cidadãos e cumprir o seu dever de cuidar daqueles para quem a vida foi madrasta. Todos nós, aqueles que têm a sorte de ter rendimentos, contribuímos para esse estado possuir os meios para o fazer e por isso temos de exigir que o cumpram. Não é retirando a quem necessita para dar a outros que também necessitam que se resolve o problema, mas retirando a quem tem muito mais do que necessita e gastando melhor os dinheiros públicos.


Olha quem voltou, o Pina Moura

Sonhos de uma noite de verão

O famoso Pina Moura, ex-ministro do Guterres, veio elogiar o programa eleitoral do PSD em detrimento do programa do PS. Esta personagem que iniciou o seu caminho no PCP e que se transferiu de Ministro da Economia para uma empresa privada, com quem negociou durante vários anos nas suas funções governativas, saco de pancada e de criticas contundentes das oposições e da comunicação social, mal lhe cheirou que o poder podia mudar de mãos veio logo insinuar-se mostrar a sua nova casaca. É gente triste e hipócrita que, como abutres, sobrevoam o poder e mostram a sua face mais suja. Nestas quentes noites de verão, uns sonham com o poder, outros com os negócios com esse poder.

domingo, agosto 30, 2009

A magia da cooperação estratégica

cooperação estrategica

A quem servirá o sapatinho?

A Porta Secreta

A Porta secreta

Foram descobertos documentos relevantes para a investigação do processo BPN, numa porta oculta da casa de Dias Loureiro, ex-Conselheiro de Estado e arguido no mesmo caso. A pequena divisão da sua casa, alegadamente 'escondida' só terá acesso através de uma casa de banho. Dias Loureiro afirmou que se tratava apenas de uma parte 'esconsa do escritório'.
Os documentos apreendidos dizem respeito aos negócios do BPN em Porto Rico e em Marrocos. Foi ainda encontrado um livro sobre a vida empresarial de Dias Loureiro que, o mesmo alegava que não saber onde estava.

sábado, agosto 29, 2009

Uma Barbie com caroço

Mandataria juventude

Já não sou um jovem, mas acredito muito na juventude de hoje. Sei que são diferentes daquilo que eu era quando tinha a idade deles, sei que no meu tempo éramos mais “revolucionários”, mais “contestatários”, mais “hippies”, mas também os tempos eram outros e o mundo tecnológico em que vivem hoje pouco ou nada se compara ao que vivi noutros tempos. Eu envelheci a ver a tecnologia nascer e crescer, eles já nasceram no meio dela. Uma coisa é certa, quem diz que "Só como cerejas quando a minha empregada tira os caroços por mim. E uvas sem grainhas. É uma trabalheira", não pode ser mandatária para a juventude de um partido que tem socialista no nome. Quando o Engenheiro “Ken”, numa jogada “à Berlusconi”, escolheu a Carolina Patrocínio para mandatária devia tê-la avisado para só sorrir e abanar a “peidinha” ao passar para os jornalistas, mas nunca abrira a boca. Quem diz que tem uma criada para lhe tirar os caroços das cerejas e as grainhas das uvas, porque dá uma enorme trabalheira, não pode acabar a dizer que não gosta de perder, que "prefere fazer batota a perder”. Batota é o que tudo isto é, das notícias às eleições, de Boliqueime a São Bento. Quando permitimos que gente desta se torne no rosto de uma juventude, atingimos o fundo da degradação moral e social de um país.

A máquinista do TGV laranja

TGV do futuro

Porque será que quem está na oposição é sempre contra e quer sempre renegociações das grandes obras publicas quando chegar ao governo. Afinal não são contra os projectos, são é contra o negócio das adjudicações não ser feito por eles. Fazer a obra só custa dinheiro e dá problemas a um governo, mas negociá-la dá poder, fazem-se amigos importantes e até há quem enriqueça. Claro que quem queria fazer a obra, quando volta a ser oposição só encontra problemas na sua realização e passa a ser contra gastar dinheiro, que não há, em projectos megalómanos. Surpreendente, como o poder e o dinheiro mudam as opiniões das pessoas.

sexta-feira, agosto 28, 2009

A Universidade de verão do PSD

Universidade de Verão

Uma vez mais se realiza este ano a Universidade de Verão do PSD, local onde supostamente os jovens do partido vão aprender a serem futuros políticos da nossa praça. Para professores escolhem ex-glórias (ou vergonhas), do partido ou dirigentes no activo. Pelo que me lembro do que era uma aula de universidade, não me parece que com os discursos que tenho ouvido aos professores, saiam de lá doutorados. Uma sequência de professores que fazem discursos mais para as televisões que para os “alunos” numa iniciativa que só procura ganhar mais uns tempos de antena nos telejornais. Vale pouco, especialmente quando os discursos são vazios e repetitivos. Que mostrem já o seu programa eleitoral para que não restem duvidas daquilo que pensam fazer, na saúde, na segurança social e nos direitos e qualidade de vida de quem trabalha. Ou terão medo de o dizer claramente?

Prémios da Legislatura - Pinóquio

Premio legislatura ponoquio

Sem surpresa, embora todos os possíveis candidatos, e são muitos, com óptimos desempenho e longos narizes o Prémio Pinóquio para esta legislatura vai direitinho para o dito Engenheiro Sócrates. Um prémio unanimemente reconhecido como merecido, mesmo para quem se expressa em Inglês técnico ou compra fatos Armani no outlet do Freeport.

quinta-feira, agosto 27, 2009

Sorrisos, abraços e uma condecoração

a condecoração

“Gabo-vos a coragem”, disse esta terça-feira a José Sócrates a Moita Flores e aos restantes vereadores da Câmara de Santarém, por terem decidido atribuir-lhe a medalha de ouro da cidade “antes das próximas eleições”.

O Engenheiro só saiu a ganhar desta visita a Santarém, onde só trocou com o Moita Flores, sorrisos, abraços, elogios e ainda trouxe como prémio uma condecoração e a propaganda de um autarca do PSD, candidato nas próximas eleições à Presidência da Câmara pelo PSD e que diz não votar na Manuela Ferreira Leite. Um dia em cheio para o Engenheiro.

O velho rei e a virgem patética

O velho e a virgem

Mário Soares afirmou que a entrevista de Manuela Ferreira Leite à RTP constituiu uma “decepção” e foi “pior do que supunha”. Considerou, ainda, que a prestação da líder social-democrata foi de “uma banalidade que, algumas vezes, roçou o patético”.
“Ferreira Leite só falou dela própria”. Mesmo assim, prossegue, “o pior foi o conteúdo”, considerando que a presidente do PSD nada disse sobre as políticas que defende para o país. E acrescentou: “Não se dignou a dizer-nos nada de concreto. Um deserto de ideias (...) Limitou-se a apresentar a sua personalidade de moralista, como paladina da verdade e pura como uma vestal. Lamentou ainda que a social-democrata e ex-ministra das Finanças não tenha apresentado mais soluções e ideias para combater a crise financeira e económica e que se tenha recusado a falar de temas sérios por estarmos em Agosto.

Quem se diz socialista mas há muito meteu o Socialismo na gaveta, não tem muita moral para criticar os outros, mas numa coisa temos de lhe dar razão; o discurso da Manuela Ferreira Leite é patético e vazio de qualquer conteúdo. Nem mesmo a ideia da “virgem pura”, da defensora da verdade e da honestidade engana ninguém pois todos se lembram do seu desempenho nos Ministérios da Educação e das Finanças e mais recentemente da sua escolha de gente como o António Preto para candidato a deputado. Como o Sócrates também já provou que não é a solução, só nos resta encontrar outra alternativa de voto para as próximas eleições.

quarta-feira, agosto 26, 2009

O Bombo da madeira

O homem bombo

Jardim alerta para perigo de indisciplina democrática no país
Jardim diz que líder do PSD traz novo ar ao País
Jardim contra os traidores da Madeira
Jardim reduz programa do PS aos casamentos homossexuais
Jardim subscreve veto presidencial

Estes são só alguns do títulos dos jornais dos últimos dias. Talvez por ver que o PSD e a Manuela Ferreira leite se mostram incapazes de fazer oposição ao Sócrates ou sequer dizerem algo que os ávidos meios de comunicação social possam considerar noticia, o Bicho da Madeira parece ter assumido para si a obrigação de falar todos os dias. Claro que todos sabemos que a sua boca pensa mais rapidamente que o seu cérebro o que conduz a, na maioria das vezes, sair asneira. (Podia ser pior, que quando consegue pensar antes de falar o disparate é ainda maior). Isso, não quer dizer que não seja esperto nas suas intenções e ele sabe bem que os seus deputados da Madeira podem ser a diferença entre uma vitória ou uma derrota do PSD e, que pode ficar com a faca e o queijo na mão para manipular um futuro governo do PSD. Ganhar protagonismo no “contenente” perante o cinzentismo do seu partido, pode ser o lançar da escada para vir a concorrer à sua liderança.

A União de facto do Sr. Silva

União de facto

O Presidente da República, Aníbal Cavaco Silva, vetou a nova legislação sobre as uniões de facto, considerando que no final de uma legislatura não é a altura oportuna para se fazerem alterações à lei. As alterações à legislação foram aprovadas no Parlamento no início de Julho com os votos favoráveis do PS, PC e BE.

Até quanto tempo antes das eleições pode um governo legislar? 3 Meses, 6 meses, um ano, 2 anos? Era bom que alguém lembrasse ao Sr. Silva que ele foi o Primeiro-ministro que mais leis aprovou è pressa nos últimos meses de um mandato. Também seria bom que entendesse que a lei que agora vetou foi aprovada na Assembleia da Republica por uma maioria muito maior que aquela que o elegeu. A sua função é a de defender e garantir o funcionamento do regime democrático e não o de impor as suas ideias retrógradas ou de fazer favores à sua amiga Manelinha. Por este andar o Sr. Silva ainda vai conseguir o feito de ser o primeiro Presidente a não conseguir uma reeleição para um segundo mandato. Ele merecia.

terça-feira, agosto 25, 2009

O insulto degrada a Democracia. Também a prepotência

Arma dos fracos

José Sócrates, que participou ontem na sua primeira "Festa da Liberdade, na Madeira afirmou que "Não venho aqui para dar lições de boa educação, nem para ensinar boas maneiras ou o que é de bom gosto. O insulto degrada a democracia e a liberdade e é uma arma dos fracos. Os que insultam insultam-se a si próprios".

Tenho de lhe dar razão, realmente o insulto não é uma das coisas que melhor dignifique a democracia, mas também não o são a arrogância, a prepotência, a mentira, o engano e o desprezo pelas opiniões dos outros. Não pode falar-se em degradação da democracia quem governou como ele governou durante estes quatro anos, ignorando e atropelando os cidadãos, sindicatos e oposições. Não é com Marias de Lurdes Rodrigues e Augustos Santos Silvas que se pode falar de democracia. Não é pressionando jornais e televisões, fazendo ameaças ou impondo ideias e politicas que se credibiliza a democracia. Não é com mentiras e histórias mal contadas que se promove a liberdade.


Cada vez mais pobres...e alguns muito mais ricos

offshores

Nos primeiros seis meses do ano os portugueses investiram 6,1 mil milhões de euros em produtos financeiros sediados em paraísos fiscais, mais 13,4% que em igual período de 2008.

Coloquei aqui o Constâncio, mas podia ser qualquer um dos economistas, comentadores ou políticos que nos tentam convencer das virtudes do capitalismo e lhes escancaram as portas a todo o género de negociatas. É com a falácia de mais supervisão que nos tentam convencer, que a crise criada pela especulação desenfreada, não se vai repetir, mas vemos que tudo continua na mesma, as mesmas negociatas, as mesmas gentes, a mesma permissividade, a mesma pouca vergonha. Grave é que tudo isso só contribui para o empobrecimento do país, para que cada vez há mais haja mais miséria e menos esperança no futuro. Destroem a agricultura, a pesca, a industria deste país para a substituírem pela simples especulação. Este não é certamente o caminho.


domingo, agosto 23, 2009

Prémios da Legislatura - Camelos jamé

Prémios legislatura jamais

Para Mário Lino, o homem que conseguiu, durante esta legislatura, dizer todos os dias exactamente o contrário daquilo que tinha jurado na véspera. Do deserto ao sul do Tejo ao famoso “Jamé” à construção do aeroporto em Alcochete, passando pelo TGV ou pelas portagens nas Scuts não acertou uma. Para ele o Prémio “Camelos no governo, jamé”.

Um partido virado ao contrário

já foi nomeado deputado

Pacheco Pereira considera que a inclusão de António Preto na lista de candidatos do PSD é "uma ferida em aberto". O também comentador político quebra assim o silêncio sobre a polémica das listas para as eleições legislativas. Num blogue de apoio ao PSD, Pacheco Pereira admite que há "erros nas listas" e que até ele teve que "engolir sapos". Porquê? Se sempre foi tão crítico com os anteriores líderes do seu partido porque resolveu “engolir sapos” com a Manuela Ferreira Leite? Será que é porque ela lhe deu um “tacho” de deputado? Será que só agora critica as listas porque já tem o seu lugar garantido? Porque não vira agora o símbolo do PSD de cabeça para baixo? Ou melhor porque não se vira ele de cabeça para baixo? Alguém acredita que este PSD transformado numa manta de retalhos pode ser governo neste país?

sábado, agosto 22, 2009

Asfixia democrática muito complexa

asfixia democratica

Referindo-se ao assunto das escutas em Belém, Manuela Ferreira Leite afirmou que se vive em Portugal um ambiente de “Asfixia democrática muito complexa”. Vindo de quem afirmou que para resolver os problemas do país seria bom que se cancelasse a democracia por seis meses esta afirmação perde toda a credibilidade que podia ter. Mas, há muito que esta senhora já mostrou não estar à altura de ser Primeiro-ministro deste país. Do Sócrates já sabemos aquilo que podemos contar pelo que será talvez uma boa altura para todos aqueles que normalmente votam nos partidos de alterne pensarem em escolher algo diferente. Estes já mostraram o que valem e nunca mostraram valer grande coisa.

O surdo mudo de Boliqueime

Surdo mudo

Pode ter sido uma fonte anónima, pode não ter sido com o seu conhecimento, mas se foi de Belém que saiu a acusação de o PS ter a Presidência da Republica sob escuta, obriga o Sr. Silva a dizer algo sobre o assunto. Ou confirma ou desmente. Este silêncio cúmplice mostra hipocrisia e medo de assumir uma posição, coisas que não são boas num Presidente da Republica. Mas, vindo deste Sr. Silva já nada nos espanta.

sexta-feira, agosto 21, 2009

Divórcio laranja

Divorcio no PSD

Aguiar Branco veio dizer que o PSD está unido para a batalha das próximas eleições, mas será isso possível quando as divergências acabam em divórcios que acabam desta maneira?

Prémios da Legislatura - O Homem Invisível

 Prémios Legislatura ambiente homem invisivel

Francisco Nunes Correia é daqueles Ministros que ninguém vê. Aliás esta é uma das características dos Ministros do Ambiente, personagens que nunca aparecem e nada parecem ter para dizer. São invisíveis para nós, mas isso não quer dizer que não façam nada. Todas as grandes obras e projectos passam por lá para receberem autorizações ambientais e talvez por isso todos prefiram que não se veja ou saiba o que acontecey por lá. (Talvez por isso nos últimos escândalos de negócios menos limpos aparecem sempre os estudos de impacto ambiental e autorizações pouco claras). A criação dos famosos PIN, Projectos de interesse nacional, só veio facilitar o ultrapassarem as dificuldades do impacto ambiental e a possibilidade de fazer o “favor” de colocar alguns projectos nessa classificação.
Nunes Correia ganha, como sempre ganham os ministros do ambiente, o prémio de “Homem invisível”.

quinta-feira, agosto 20, 2009

O Negócio da Saúde...deles

privatização da saúde

A redefinição do papel do Estado é um dos conceitos ideológicos do programa eleitoral do PSD. A Saúde é uma das áreas nas quais o PSD admite aumentar a presença do sector privado em detrimento do público. O Estado "não tem que estar em tudo" e que é possível transferir para a iniciativa privada determinadas funções. É o caso de alguns serviços na Saúde".

Se já havia muitas razões para não votar no PSD, eles não se cansam de nos dar mais uma todos os dias. O que pretendem não é poupar dinheiro aos contribuintes, mas fazer com que a doença de muitos encha os bolsos de alguns. Mais uma vez servem as suas clientelas, fazendo o estado desresponsabilizar-se das suas obrigações e transferindo o dinheiro dos nossos impostos para os grandes grupos económicos que ganham milhões com a falta de saúde dos cidadãos. Todos sabemos que há muito que os Melos e companhia andam de olho nesta mina e a Manelinha quer dar-lha de mão beijada, matando o Serviço Nacional de Saúde, uma das poucas conquistas de Abril que ainda se mantêm vivas em Portugal. Esta gente não pode chegar ao governo.

Escutas, programas e parvoices

Assessores escutas e Programa do PSD

Ontem fui surpreendido com duas notícias que se complementam e mostram o estado a que chegou a politica partidária. A primeira dizia que havia Assessores da Presidência da Republica a colaborar na feitura do programa eleitoral do PSD. Não me custou muito a acreditar; primeiro porque o PSD já demonstrou ser incapaz de fazer algo que não seja dizer o mesmo que o PS por outras palavras, depois porque o Cavaco e a Manelinha são unha com carne, que se visitam com frequência e comungam de muitas ideias. Se o Sr. Silva também não parece ter capacidade para fazer um programa de governo, (viu-se a desgraça que foi o ultimo que fez), que melhor solução que pedir aos seus assessores, aos técnicos que lhe fazem o trabalho em Belém, que o escrevam. A segunda noticia, que desmentia esta primeira, dizia que os assessores do Sr. Silva suspeitavam estar a ser vitimas de escutas por parte do PS, pois só assim poderiam saber que eram os assessores da presidência que estavam a ajudar a fazer o programa do PSD, o que prova que o estavam realmente a fazer. Quanto ao PS ter escutas em Belém também não me surpreenderia assim como também não o faria se me dissessem que Belém também tem escutas em S. Bento, ou que todos se andam a escutar a todos. Quem não se lembra do famoso envelope 9 que tanto deu que falar sem que no fim se soubesse quem andava a escutar quem.

quarta-feira, agosto 19, 2009

Crise no paraiso

Desemprego Madeira

Profissional (IEFP), o número de portugueses inscritos nos centros subiu 30,1% face ao mesmo mês do ano passado, tendo atingido 496 683 pessoas. Também a Madeira se destacou, com mais 50,3% de desempregados em relação a Julho de 2008.

Afinal a pérola do Oceano não é o paraíso que o Bicho da Madeira gosta de apregoar. Atira pedras aos telhados dos outros mas esquece que também ele tem telhados de vidro.

O inimigo improvável

taliba

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, afirmou, que a guerra no Afeganistão é uma "necessidade" e não uma "escolha" para os americanos. Durante um discurso para veteranos de guerra no Estado americano do Arizona, Obama disse que a rede extremista Al-Qaeda planeia novos ataques contra os Estados Unidos, o que torna o combate à rede e ao grupo Talibã "fundamental para a defesa dos EUA". "Nós nunca devemos nos esquecer: esta não é uma guerra que escolhemos, esta é uma guerra necessária. Aqueles que atacaram os EUA no 11 de Setembro estão a planear fazê-lo novamente. Se os deixarmos livres, os Talibãs criarão um esconderijo ainda maior para que a Al-Qaeda planeie matar mais americanos. Então, esta não é apenas uma guerra que vale a pena ser lutada, isto é fundamental para a defesa de nosso povo", disse Obama.

Depois de representar a esperança para muitos, (neste Blog nunca confiei muito nele), Obama prefere continuar com a política do medo do seu antecessor, o execrável George Bush. Segundo ele, são uns gajos enrolados em lençóis e com kalashnikoves, que representam o maior perigo para o mundo. Será esse o verdadeiro motivo ou é simplesmente um bom local para garantir que os EUA continuam a ter um inimigo externo que os una e garanta o funcionamento da enorme indústria de armamento que possuem? Terá o tráfico de heroína alguma responsabilidade na manutenção desta guerra? Já agora, que anda Portugal a fazer metido nesta guerra?

terça-feira, agosto 18, 2009

Durão Barroso na Intimidade

sonhos de grandeza

Eu acredito que ele tenha um espelho destes no quarto.

Prémios da Legislatura - Miséria e Miseraveis

prémios legislatura miseraveis

Durante este governo o subsidio à miséria tornou-se em algo natural, não a forma de acabar com a pobreza, mas numa outra forma de caridadezinha para acalmar consciências e fazer programas eleitorais. Não se escolhe o caminho de lutar contra as enormes diferenças entre ricos e pobres, escolhe-se o manter em estado de sobrevivência mínima milhões de pessoas enquanto a outros se permite e ajuda a ganharem milhões na especulação, negociatas ou simplesmente por leis feitas à sua medida. Uma época onde hipocritamente se subsistui o direito a uma vida digna pela esmola da sobrevivencia. Vieira da Silva é, neste governo, a cara desta politica e por isso ganha o Prémio, "Miséria e miseraveis", desta legislatura


segunda-feira, agosto 17, 2009

Socretinos, 4 anos de governo

4 anos de governo

A minha visão do que foram os quatro anos de governo dos Socretinos. Já basta.

Os Corvos de Lisboa

Corvos de Lisboa

Lisboa tem nos seus símbolos a figura dos corvos, aves de mau agoiro. Não necessitamos de mais um na Presidência da autarquia.

domingo, agosto 16, 2009

Prémios da Legislatura - Mancha Negra

Premio legislatura mancha negra

O Prémio Mancha Negra para esta legislatura vai direitinho para Augusto Santos Silva, pelas campanhas negras porque batalhou, pelo cinzentismo que pintou o grupo parlamentar do PS e pelos quatro anos que nos fez passar de falta de vergonha, hipocrisia e enganos. Uma Mancha negra nesta democracia.

O Pátio das intrigas

Não voto em ti

Moita Flores admitiu, que não vai votar em Manuela Ferreira Leite nas próximas eleições legislativas, não descartando até a hipótese de votar em José Sócrates. Por isso, Moita Flores garantiu que não vai fazer campanha pelo PSD. «Não estou nada entusiasmado e não tenho nenhuma razão neste momento que me leve a entusiasmar».

Realmente o carisma de Manuela Ferreira Leite não dá razões a ninguém para se entusiasmar , a sua prática ainda menos e quando chegamos ao discurso e às ideias até assusta. Só mesmo um enorme anti-socretismo lhe poderá valer nas eleições, mas o pior é que mesmo quem não gosta do Sócrates também não gosta dela. Uma dor de cabeça para os centrões deste país.

sábado, agosto 15, 2009

As tetas do cavaquismo

Tetas do cavaquismo

Há muito tempo que procurava uma imagem que mostrasse a minha visão do que representaram os 10 anos de governação cavaquista. Para muita gente o enriquecimento rápido, para Portugal ter-se transformado naquilo que é hoje, no sobrepor os interesses do dinheiro acima dos cidadãos, no compadrio e na corrupção. O Cavaquismo realmente mudou o país, mas para pior, onde os direitos passaram a ser regalias, ter um emprego um luxo, a pobreza e a miséria uma inevitabilidade assumida em prestações sociais. Foi a altura do aparecimento dos novos Banqueiros, dos BPN’s e BPP’s, dos novos grupos económicos e dos milhões da União Europeia. Tempo de vacas gordas para alguns e de condenação a um futuro de pobreza para outros. Quem se consiga lembrar dos tempos antes do Cavaco, com a pobreza que havia, com as dificuldades porque atravessava o país, sem os dinheiros Europeus ou o Centro Cultural de Belém, mas com mais honra, mais honestidade, uma justiça mais livre e onde o cidadão ainda contava e tinha direitos. Esta é a minha imagem do cavaquismo e este o boneco que a representa.

Inimigos Públicos...da decência e de Portugal

Inimigo publico

sexta-feira, agosto 14, 2009

O anti-vírus para a gripe A

Anti-virus

A advertência já fora antes feita por investigadores britânicos e ontem outro estudo foi divulgado, alertando para uma maior restrição no uso daquele anti-viral para combater a nova gripe. No estudo realizado pela Universidade de Oxford, médicos e cientistas descobriram que a administração de medicamentos como o Tamiflu e o Relenza raramente previne o desenvolvimento de complicações. Por outro lado, os efeitos secundários podem agravar a condição do doente, causando frequentemente vómitos, desidratação e outras complicações. Carl Henegan, um dos autores da pesquisa, consideram a estratégia britânica "desadequada", porque pode criar mais problemas do que aqueles que resolve.
Ana Jorge garantiu que as advertências sobre riscos do Tamiflu em crianças não se aplicam, pois há controlo médico.

Quando os casos chegarem aos milhares por dia vai continuar a haver controlo médico para todos, ou vão receitar o Tamiflu via Linha24? Haverá médicos que cheguem para dar a atenção a cada caso de gripe e para monitorizar as reacções? Talvez por isso a Ministra tenha resolvido armar-se em polícia e vir ameaçar com a prisão quem possa propagar a gripe. O ex-bastonário da Ordem dos Advogados esclareceu ainda que "se a pessoa o fizer intencionalmente, se é de propósito, digamos assim, terá uma pena superior que pode ir até oito anos. Se o fizer acidentalmente, se o fizer sem querer, como nós dizemos na nossa linguagem, a pena será menor porque é a chamada prática do crime por negligência".
Claro que o Procurador veio logo a gritar – Quantos são, quantos são? – e dizer que só espera pelas denuncias para carregar sobre os infractores.
Parece-me que uma Ministra da Saúde devia servir para garantir aos cidadãos o acesso a bons serviços de saúde e as condições para estes possuírem os meios para combater qualquer crise ou pandemia que possa acontecer. Para cidadãos que cometam crimes, seja ele um roubo ou uma propagação intencional de uma doença, são os meios policiais e judiciais que devem tratar do assunto. Não havia necessidade de vir ameaçar os Portugueses contribuindo para aumentar a paranóia em que já muitos vivem com o medo da terrível Gripe A.

A Vacina Assassina

Gripe porcos capitalistas

Recebi um mail com esta informação e confesso não ter tido tempo para verificar toda a história, mas lembrando-me das negociatas do Tamiflu quando surgiu a "terrível" pandemia das Aves e dos desejos de genocídio dos Bilderbergs, Iluminatis e outros defensores da Nova Ordem Mundial, pareceu-me que a devia divulgar.

Aconteça o que acontecer NÃO tome!

A vacina será tripla. Contem mercúrio e óleo de esqualeno, que são altamente tóxicos. Na América, a loucura já chegou ao ponto de dizerem nas Televisões que mercúrio é bom para população! Na veia, para ser mais directo.
Segundo parece a primeira vacina faz com que as hemácias caiam drasticamente, a segunda injecta o vírus, e a terceira "liga" o corpo de novo para ele começar a lutar. Aí já é tarde, tamanha a violência do ataque dos vírus que já se multiplicaram.

Uma jornalista austríaca Jane Burgermeister, lançou um processo contra a ONU (Organização Mundial da Saúde) acusando-os de tentativa de assassinato em massa das populações do planeta, através de vacinação compulsória de uma vacina que está cheia de agentes altamente letais e tóxicos e a Novartis por genocídio e lucro com a venda da vacina. (Detalhe: a gripe "apareceu" no México e, curiosamente, uma das fábricas da Novartis fica á 50km de onde o primeiro foco começou.)
NÃO acredite em nada que lhe dizem. Duvide de tudo. Faça sua própria pesquisa. É real, e está a acontecer agora.

www.davidicke.com

http://birdflu666.wordpress.com/ (o site de Jane Burgermeister)

quinta-feira, agosto 13, 2009

Mais barulho que musica

tuba politica

"O PCP será governo, se e quando o povo português quiser"
Jerónimo de Sousa

Bem andei aqui às voltas com a minha calculadora, depois até tentei a Bola de Cristal e honestamente não consegui descobrir em que ano e em que eleições irá o PCP ter votos para ser governo. Sei que o mal não é só desse partido, também o BE e os outros pequenos partidos de esquerda repartem as culpas deste “orgulhosamente sós”, na incapacidade de se unirem para derrotar as politicas de direita. Cada um olha para si próprio, diz-se dono da verdade e da esquerda e recusa consensos. Quem desejar a união que se junte a nós, dizem todos, mas nenhum mostra a abertura para procurar a união naquilo em que podem chegar a uma acordo.
O povo português há muito que vota na esquerda em maioria, mas também há muito que diz que não quer um governo do PCP. Sem união os votos nos no PCP, BE só servem para eleger mais um ou outro deputado e não para travar as politicas de direita que nos são impostas pela União Europeia através dos seus lacaios PS e PSD. Sem uma frente comum que junte todos os que são contra estas politicas, ultrapassando o que os divide e potenciando o que os une só nos condenam a mais do mesmo, a vermos no próximo dia 27 de Setembro a festa do Sócrates ou da Manuela Ferreira Leite. É este o respeito que lhes merecem aqueles que sempre votaram na esquerda e desejam poder viver num país mais justo? Ficam satisfeitos com mais umas décimas nos resultados eleitorais? Porque não se unem numa frente de esquerda que seja alternativa de poder. Porra, há portugueses que merecem essa alternativa.


A Honesta Santa de Felgueiras

Playboy Fatima

Fátima Felgueiras momentos após a apresentação da sua recandidatura à câmara da cidade afirmou que «Em Felgueiras nunca houve nada que não fosse rigor, honestidade, honra, determinação e coragem para fazer vingar a verdade."

Uma candidatura em nome da honestidade. Eu oiço cada uma.

quarta-feira, agosto 12, 2009

Afinal o 31 da Armada tem o Rei na Barriga

Bandeira monarquia CML

Os autores do blogue colectivo "31 da Armada” hastearam esta madrugada nos Paços do Concelho de Lisboa a bandeira da monarquia.
Para assinalar o centenário da República de Lisboa, quatro dos membros do blogue, vestidos de Darth Vaders, numa acção que apelidaram de "guerrilha ideológica” escalaram o edifício da câmara e substituíram a bandeira da Câmara Municipal de Lisboa pela bandeira da monarquia.

Não é com bandeiras da monarquia que me convencem. Imaginar que podíamos ter um rei como o Cavaco ou um Mário Soares (o herdeiro seria o João Soares) e ter de aturá-los toda uma vida assusta-me (dez anos já é uma cruz suficientemente pesada). Pronto, esses não têm a nobreza, nem barões ou condes são, mas olhando para a personagem que se reclama como Rei, o Duarte Pio não fico mais descansado. Será que já não chega de desgraças neste país? Para que estão a querer inventar mais?
Ou foi só publicidade ao blog?

E então fez-se silêncio

Calem os candidatos

“Órgãos de comunicação social não vão obedecer à directiva da ERC”. Li este título como cabeçalho no Jornal Público. Começo por esclarecer que não concordo com a directiva da ERC que proíbe os candidatos a deputados de ter colunas ou participar em programas de opinião. Não vejo grande diferença no valor numa opinião expressa por alguém que é candidato ou alguém que só é militante de um partido. Qual a grande diferença entre as opiniões de um Marcelo Rebelo de Sousa e de um Pacheco Pereira, ou entre um Pacheco Pereira não candidato e um Pacheco Pereira candidato? Dever-se ia, por respeito aos cidadãos, saber o estatuto dessa gente quando lhes dão a possibilidade de usarem uma arma tão perigosa como são as rádios, televisões e Jornais.
Voltando ao cabeçalho do jornal, como é possível dizer que a comunicação social não vai cumprir com a directiva, que não vai cumprir com a lei. Seja por argumentação burocrática da lei ou esquemas legais ou de desacordo com a lei como podem dizer que não vão cumprir? Posso eu evocar o direito à desobediência para não cumprir uma lei? É porque eles sabem que nada lhes acontecerá ou que a multa nunca é muito alta? Certamente que se fizessem uma enorme campanha, utilizando os meios que têm à mão, afinal são a própria comunicação social, rapidamente obrigariam a ERC a voltar atrás. Para quê desfraldar a bandeira da desobediência? Só porque andam com falta de notícias ou há outras intenções?

terça-feira, agosto 11, 2009

Os malandos do pobres

Pagar en géneros

Paulo Portas considera o Rendimento Social de Inserção (RSI) um "financiamento à preguiça". O JN apurou que uma das propostas que irão constar do programa eleitoral dos populares é o pagamento em géneros da prestação. Uma das prioridades do CDS será combater a fraude criada pela atribuição do RSI.

Tanta fraude que há para aí e é logo a fraude dos mais pobres dos mais pobres que o Paulinho das Feiras coloca como uma das suas prioridades. Parece que afinal são os abusos que possam existir no RSI prejudicam muito mais o país e não o deixam sair da crise que os dos aldrabões e corruptos que fogem aos impostos, fazem trafulhices nas contas e vivem da especulação à sombra dos paraísos fiscais. Vão é trabalhar, se não arranjarem emprego podem sempre ir à sopa dos pobres e se não podem trabalhar não fazem falta e podem desaparecer. Malandros que só prejudicam este país.
Já agora porque também não dizer que são os salários que não deixa a economia crescer mais e propor que os passemos a receber também em géneros?
Lembram-se da frase, se vires um homem com fome não lhe dês um peixe, ensina-o a pescar? O CDS pensa exactamente o contrário.


Prémios da Legislatura - O Pilha porquinhos

Prémios Legislatura

Teixeira dos Santos não é um titular deste governo, mas um suplente que ocupou o lugar de Campos e Cunha, na pasta das finanças, quando este fugiu rapidamente ao ver o descalabro para onde nos estavam a levar. Quem ouve os comentadores e os fazedores de opinião, ouve que é um dos melhores ministro deste governo, mas a “bota não bate com a perdigota” quando na Europa o consideraram o pior Ministro das Finanças da União Europeia. Nós, os que temos de pagar impostos, conhecemos bem as suas práticas e sentimos bem nos bolsos as suas ideias e politicas. Não há ano em que os impostos não subam e já não há quase nada que não seja taxado (quem não se recorda de quando se lembrou de cobrar impostos nas transferências superiores a 500 euros mesmo entre pais e filhos ou maridos e mulheres). Conhecido por Teixeira dos Bancos quando entrou no governo, rapidamente passou a Taxação dos Santos. Para ele o prémio “Pilha porquinhos” desta legislatura.

segunda-feira, agosto 10, 2009

Mudam-se os cargos, mudam-se a máscara

gerações

Há algum tempo O Sr. Silva veio na sua “altivez de economista” dizer que este governo tinha de gastar os “dinheiros da Europa” de uma forma racional e só em investimentos que se mostrassem produtivos. Até aí nada a contestar, mas parece esquecer-se que quando foi primeiro-ministro, na altura em que a Europa mais milhões descarregou em Portugal, ele o desbaratou sem qualquer critério. Gastou muito em betão e alcatrão, mas foi também nessa altura que os seus amigos criaram ao BPN’s e os BPP’s e que foi construído o Centro Cultural de Belém que agora ninguém se atreve a criticar, mesmo aqueles que criticam a construção de pontes ou outros investimentos públicos.
Mais recentemente também veio dizer a este governo para não legislar mais nem tomar decisões para não comprometer o governo que sair das próximas eleições. Parece ser uma atitude inteligente, mas depois somos confrontados com o facto de ter sido ele o primeiro-ministro que mais leis fez e mais decisões tomou nos meses antes de deixar o governo. Duas caras diferentes para as mesmas situações? Para o Sr. Silva parece que o que se pode ou deve fazer varia com o facto da posição que ocupa. Um belo exemplo de falta de coerência e de hipocrisia politica.

A vingança do pequeno ex-líder

Critica Manuela Ferreira Leite

Durante o reinado dos Socretinos, Manuela Ferreira Leite foi das maiores criticas de todos os líderes do PSD até chegar ela a essa liderança. Agora, com as “argoladas” da Manelinha, chegou a hora de lhe pagarem na mesma moeda e até o Marques Mendes abriu a boca para a desancar. Ela merece e, como muitos dizem, a vingança serve-se fria.

domingo, agosto 09, 2009

O homem da Mala

O homem da mala

António Preto e Helena Lopes da Costa - duas escolhas de Manuela Ferreira Leite para as lista de deputados por Lisboa - são ambos arguidos em processos diferentes: o primeiro é suspeito de fraude fiscal, a antiga vereadora, de abuso de poder. Mesmo suspendendo o mandato, António Preto não poderá começar a ser julgado em Setembro, já que o facto de ser candidato, segundo a lei, lhe confere imunidade.

As escolhas Manuelinas da campanha da verdade.

A Estupefacção Presidencial

Dueto estupefacto

O Governo não reconduziu o neurocirurgião João Lobo Antunes no Conselho Nacional de Ética para as Ciências da Vida (CNECV). O professor universitário, foi mandatário da candidatura presidencial de Cavaco Silva e assinou, em Julho, o parecer negativo do CNECV sobre o testamento vital dos doentes – o que contribuiu para adiar o projecto de lei do PS para a próxima legislatura. A nomeação de cinco dos 20 membros compete ao Conselho de Ministros e do gabinete do Presidente da República, Aníbal Cavaco Silva a reacção foi de “estupefacção”.

Mas porque raio havia o governo de nomear alguém que não é da sua confia
nça, que pensa de maneira diferente da sua? Pode vir a ser designado pela Assembleia da Republica, pelo Conselho de Reitores das Universidades Portuguesas, pela Organizações de âmbito nacional representativas das actividades ligadas à bioética, pela Ordem dos Médicos, dos Advogados ou dos biólogos, pela Comissão para a Igualdade e para os Direitos da Mulher, pela Academia das Ciências de Lisboa, pela Fundação para a Ciência e a Tecnologia ou mesmo pelo Conselho Superior de Medicina Legal. Pena tenho eu, de não ver o Sr. Silva a fazer a sua usual cara de estupefacção que a tantos portugueses já fez rir.


sábado, agosto 08, 2009

Prémios da Legislatura - Dr. Jekyll and Mr. Hyde

Premios legislatura

O Prémio Legislatura Dr. Jekyll and Mr. Hyde vai direitinho para a dupla Correia de Campos e Ana Jorge. Depois de um começo de legislatura com o Correia de Campos a encerrar compulsivamente maternidades e serviços de urgência por todo o interior de Portugal, a revolta e a indignação das populações começou a minar o governo Sócretino. Acabou vítima da sua “impopularidade” e substituído por uma Ana Jorge, que não alterando nada, afinal o mal já estava feito, apareceu com falinhas mais mansas e ajudada neste fim de legislatura por uma Gripe dos Porcos. Certo, é que nestes quatro anos, o Serviço Nacional de Saúde levou mais uma talhada, foram criadas taxas moderadoras para internamentos e cirurgias e o negócio privado da saúde esfregou as mãos de contentamento.

Programa eleitoral - Copy /Paste

O Programa eleitoral do PSD

«As linhas gerais em que vai assentar o programa de Governo do PSD definem quatro prioridades: a economia, as questões sociais e a solidariedade, a justiça e segurança e a educação», disse o vice-presidente do partido Aguiar Branco.

Fiquei esclarecido.

sexta-feira, agosto 07, 2009

O Mundo Maravilhoso da Televisão

O mundo maravilhoso da informação

José Eduardo Moniz anunciou o abandono de Queluz para um projecto em que querem a sua presença. Mas deixa linhas orientadoras para o futuro da estação. Diz que será "um escândalo" tirar Manuela Moura Guedes do "Jornal Nacional".

Que o Moniz estava de saída já se sabia. Começou com uma ameaça de candidatura à presidência do Benfica, depois veio o negócio da PT, que fez correr muita tinta, e agora finalmente vai para mais um daqueles empregos de “sonho”, só de entrada leva logo 3 milhões e ainda leva mais três milhões de indemnização por rescisão por mutuo acordo com a TVI . Não fica mal na vida. Não lhe valia a pena criar uma crise só para garantir o emprego da sua cônjuge. Que a Manuela Moura Guedes continue a dar “noticias” às sextas-feiras é algo a que não dou grande importância. Quero lá saber da Manela “Bocarras” Guedes, que continua a ser a mesma que cantava o “Foram cardos foram rosas”, que continua a ser a mesma “Boca”, com a única diferença de agora destilar botox. Eu nunca vejo o “Jornal Nacional” e para aqueles que o acusam de ser um “24 Horas” ou um “Jornal do crime”, embora tenham razão quando dizem que mostra a degradação numa sociedade que deveria ser mais culta e exigente, na verdade é apenas outra forma de desfigurar a realidade pela informação. Todos os outros noticiários o fazem, quando seleccionam as notícias, quando lhes dão mais ou menos destaque, quando não mostram o outro lado da realidade que nos impingem, quando servem poderes económicos que vivem em promiscuidade com o poder politico. Quando, quando, quando…Todos fazem o mesmo, com um ar mais sério ou mais populista, todos se vendem e nos vendem. Vendem-nos sonhos, ilusões, crises, mentiras, mentem-nos tantas vezes que até eles passaram a acreditar nelas, vendem-nos a necessidade de vivermos pior, mas podermos ter um carro, de perdermos direitos, mas termos um emprego, termos a miséria, mas desejamos o novo Iphone do anuncio da televisão. Vendem-nos as maravilhas da Europa, sem sabermos como vendem-nos que o nosso país está em guerra com o Afeganistão, ou pelo menos parte dele, e vendem-nos os Cristianos Ronaldos, os escândalos, o luxo, a soberba e a futilidade, vendem-nos condomínios de milhões sabendo que nunca os poderemos comprar, vendem-nos a dimensão do Mundo Maravilhoso que podemos ver mas não tocar, mas vendem-nos também a saúde em pacotes de margarina e diversão sem limites num telemóvel. Por isso o José Eduardo Moniz flutua no Mundo Maravilhoso, a Manuela continua o seu Nacional foleirismo e nós continuamos todos entretidos no nosso fado.


Partilhe