quinta-feira, maio 18, 2006

Um puzzle para Marques Mendes

A minha consideração pelo Marques Mendes como politico está ao nível da sua altura; baixa. Mas, há momentos em que chego a ter pena dele, eterno número dois do partido e sempre fiel ao seu líder. Agora que finalmente tinha chegado a sua vez, vê um governo PS a aguentar-se nas sondagens e o seu próprio partido a fazer-lhe a cama para 2008.
Como já referi há algum tempo atrás, o grupo interno que melhor se posiciona para essa tomada do poder é o liderado pela dupla Manuela Ferreira Leite / António Borges, sob os bons auspícios da, sempre presente, sombra cavaquista.
Na sua ânsia de oposição Marques Mendes grita contra o governo por tudo e por nada, numa demonstração de alguma desorientação populista. Atentos, os seus carrascos surgem a terreiro, apoiando medidas do governo, por ele criticadas, procurando dar assim um sinal de ponderação e responsabilidade, como aconteceu no caso do encerramento das maternidades. Uma guerra de guerrilha, executada com tiros certeiros que deixam o pequeno líder com as calças na mão. Ou abre uma guerra interna, confrontando os seus adversários e aceitando as consequências ou cala e consente. De uma forma ou de outra não se lhe prevê um futuro muito auspicioso.
.
Contributo para o Echelon: Electronic Surveillance, MI-17

6 comentários:

  1. esta choldra dispensa bem qualquer dos mencionados no texto!

    ResponderEliminar
  2. luikki:
    Concordo plenamente, mas é bom sabermos os males que inevitavelmente vão acontecer. Uma espécie de "Boletim desgraçológico" para estarmos preparados para a merda que nos vai cair em cima. :)

    ResponderEliminar
  3. Pois, o "pequenito" parece estar tramado. Assim é dificil ser oposição credível, quando leva punhaladas pelas costas... Futuro dele? pouco...

    ResponderEliminar
  4. sa morais:
    mais dia menos dia transforma-se num santana a falar de incubadoras :)

    ResponderEliminar
  5. Kaos, não quero ser um Alien mauzinho, até sou, mas o MM não tem estoufo para ser líder do partido. E não me refiro ao facto de ser anão, perdão, uma pessoa de baixa estatura. É como tu disseste, ele tem vocação para esta nos bastidores. That's it.

    ResponderEliminar
  6. Allien:
    Isso é algo que pelos vistos só ele não sabe. Mas o que eu gosto de ver é as estratégias e os golpes baixos que se vão passando. Tão evidentes que não compreendo como a comunicação social parece não notar(ou não quer).
    Bjs

    ResponderEliminar