sexta-feira, setembro 08, 2006

Justiça, quem a tem chama-lhe sua

Soube-se que o PSD e o Governo, patrocinados pelo Cavaco, (o PS pelos vistos também só hoje foi informado), chegaram a um acordo, até agora secreto, sobre a justiça em Portugal. Tanto o PSD como o Governo cantam vitória e afirmam ter conseguido colocar lá todas as suas ideias. Isto nada tem de estranho, visto que, ambos os partidos são quase fotocopias um do outro. Estranho é um Presidente da Republica andar a patrocinar encontros secretos e pactos de regime entre duas forças politicas, deixando o parlamento e todo o resto do país de fora. Estranho é tudo estar a ser decidido em secretos conluios, sobretudo na justiça, área em que tanto se tem falado de ineficácia e incapacidade para condenar os grandes e os poderosos. Isto por a justiça poder ser o “Calcanhar de Aquiles” de muito político, se, agindo com competência e celeridade, conseguisse correr deste país e da sua politica com todos os corruptos que a conspurcam e tranformam este país na vergonha em que se encontra. Se a isto juntarmos o controlo governamental sobre as investigações policiais, pela nomeação de gente de confiança, o muito falado, e quem sabe já acordado também, nome para novo Procurador-geral, fica assim tudo bem encaminhado para a criação de um muro que nos tape a vista de tudo o que se passa.
Poderemos nós portugueses continuar a confiar na justiça neste país?
.
Contribuição para o Echelon: Kwajalein, LHI

2 comentários:

  1. há muito que a justiça não é de confiança!
    a partir de agora ainda o será menos!

    e com estes pactos e acordos secretos o rectângulo está a caminho do fascismo...........

    ResponderEliminar
  2. Oeiras:
    O PS já tem pelouros:
    - Turismo
    - Património
    - Habitação Social

    ResponderEliminar