quinta-feira, junho 01, 2006

Paulo Morais pôe a boca no trombone

Paulo Morais, ex-vice-presidente e vereador para o Urbanismo na Câmara Municipal do Porto, voltou a garantir que existe «um tráfico generalizado de influências» nas obras públicas, em Portugal, país dominado por «um grupo restrito de pessoas».
……
«em Portugal temos políticos que não são mais do marionetas ao serviço de interesses obscuros», Paulo Morais denuncia «um tráfico de influências generalizado» nas obras públicas, ao mesmo tempo que recorda que «a maioria dos partidos e da vida partidária é financiada por empreiteiros e imobiliárias».
…….
«quase todos» eles existem, segundo Paulo Morais, políticos com avenças de empreiteiros.
…….
«Devo referir os casos e os nomes nos locais próprios, neste caso, é às autoridades judiciais», salienta -, garantindo que «o Ministério Público possui informação bastante para intervir».
In “Diário Digital”


O Pacheco Pereira falou da sua experiência passada, explicando muito bem como a corrupção é feita. O Jorge Coelho falou dos meios existentes para o combate da corrupção que, “todos sabemos existir”.
Óptimo, digo eu. Podemos portanto concluir, em definitivo, que Portugal vive mergulhado em corrupção e toda a gente já está informada disso. Agora o que queremos saber é como, sabendo toda a gente disso, não há processos, acusações, julgamentos de ninguém. Tanta corrupção feita por tanta gente e nada. Não acontece nada. Extraordinário, não é? Nada.
Mentira, há um ou dois casos conhecidos de processos, que nos têm colocado a todos possessos, pela lentidão, pela prescrição, pela não acusação, pela confusão, pela corrupção.
Paulo Morais assegura, que o Ministério Público tem «informação bastante para intervir».
Não merecemos nós, uma explicação para o que se está a passar? Eu, honestamente acho que sim, e se querem saber já começo a perder a paciência.
.
Contribuição para o Echelon: Kwajalein, LHI

24 comentários:

  1. Apesar de tardia esta acusação de Paulo Morais, pois só o fez quando foi preterido para a lista do PSD nas autárquicas, fazendo fé no que se disse na altura, é evidente que toda a gente sabe que existe corrupção nas Câmaras Municipais, poderá haver excepções mas na sua maioria existe.
    O que achei curioso na quadratura do círculo foi o Pacheco Pereira comentar passagens do livro embora confessando que não o tinha lido (onde é que eu já vi e ouvi isto?)e Jorge Coelho que está "podre" de saber que isto se passa e ele tem responsabilidades nisso, pois foi coordenador das autárquicas durante vários anos, vir com aquele ar de que agora está tudo bem pois, diz ele, o Estado dá dinheiro suficiente aos partidos para fazerem as campanhas.
    Já cansa, bolas, nós não somos imbecis, embora ás vezes...
    Mas cansa, lá isso cansa.

    ResponderEliminar
  2. olha meu amigo, se não for muito incómodo, eu não vou comentar o assunto, que me pode prejudicar um negócio interessante e o graveto até me dá jeito e tal...não sei se me entendes pá, caraças, quando é que começas a falar de música?? mas que feitio...assim não vais longe homem!

    beijocas e bons sonhos. cor-de-rosa:)

    ResponderEliminar
  3. Carminda:
    Não podemos deixar que as razões do Paulo Morais nos impeçam de olhar para o mais importante. A consciência que todos temos da existência da corrupção. Agora temos mesmo é de exigir que todos esses corruptos sejam acusados, julgados e condenados. Isto assim não pode continuar e está na hora de se apontar o dedo aos culpados.
    bjs

    ResponderEliminar
  4. Cristina:
    Sabes bem que mau feitio é comigo. Pelo que tenho visto podes fazer os negócios que desejares que isto é fartar vilanagem e mesmo estando todos a ver ninguém se importa.
    Com tantos “violinos” a tocar à minha volta só mesmo música de trombone.
    Boa noite
    Bjs

    ResponderEliminar
  5. Pois é...ainda estive a ouvir um bocado, mas depois desliguei. É preciso ser muito "cara de pau" (nem sei que adjectivo utilizar) para estarem ali a falar de coisas que eles próprios consentem e promovem como se fossem "santinhos" e não tivessem nada a ver com o caso. Basta! Irra! Estou farta!
    Os empreiteiros, construtores civis e afins, só não sabe quem não quer saber...porque não se acaba com a construção desenfreada? Porque dizem as estatísticas que já há mais casas que pessoas e se continua a assistir a betão e mais betão, cimento e mais cimento??!!!
    Desculpa, kaos estes desabafos, mas de facto já não há pachorra! Mas o que me põe mais furiosa é o sentimento de impunidade desses senhores e a nossa não possibilidade de alterar isto.
    Beijinhos (estes pelo menos não são corruptos e não pagam imposto)

    ResponderEliminar
  6. tb:
    desabafa à vontade que também eu sinto essa revolta em relação a tudo isto. Tanto o Pacheco como o Coelho práticamente afirmaram saber na primeira pessoa de tudo o que se passa, sobretudo quando foram titulares de certos cargos no passado, ms que me lembre, nessa altura, nunca puseram a boca no trombone para denunciar o que se passava. Isso não é ser cumplice dos crimes de que tinham conhecimento? Ou será que também "mamavam" na têta da vaca.
    bjs :)

    ResponderEliminar
  7. "Quem denunciar casos de corrupção e entregar provas deve beneficiar de «um prémio» que pode ir até ao arquivamento dos crimes contra si, isto quando o denunciante for também co-autor dos ilícitos. A ideia foi defendida esta terça-feira pela procuradora Maria José Morgado, durante a apresentação do livro «Paulo Morais: Mudar o Poder Local», no Porto. ."

    O Paulo Morais já está adaptado a esta nova ideia. Ou seja, denuncía para que a sua participação seja arquivada. Mas neste caso acho que mais uma vez a montanha vai parir um rato, pois quase de certeza que o ministério público não vai intervir e causar prurido em interesses consolidados.

    ResponderEliminar
  8. Outsider:
    Qualquer solução que seja encontrada para acabar com toda esta corrupção seria bem vinda. O meu maior receio é que não se trata de corrupção pontual, mas de um sistema generalizado com tentaculos que vão desde os grandes grupos económicos até todas as formas de poder no país. Travam qualquer processo que se deseje efectuar.
    um abraço

    ResponderEliminar
  9. Anónimo1/6/06 13:39

    Ai Kaos amigo,
    Acho que tens toda a razão, e o polvo estende os tentáculos até bem mais longe do que pensamos...
    Basta olharmos com muita atenção e ligar as coisas. Só que quem não se deixa comprar, tem dificuldades acrescidas, e nós sim, temos problemas com fisco, com justiça, com...não largam do nosso pé... a inventar problemas onde eles não existem. Que pena que tenho, pois que temos um país tão lindo, que adoro, onde poderíamos ser todos tão felizes. Houvesse vontade!
    Beijos

    ResponderEliminar
  10. tb:
    Como te dou razão. Digo tão mal disto tudo, mas este é o meu pais e teria dificuldade em viver num qualquer outro lugar.
    Quero acreditar que um dia ainda se vai conseguir limpar toda esta porcaria e que pelo menos possamos dizer "pobres mas honrados" ou se tudo corresse bem "ricos e honrados".
    Quem sabe.
    bjs

    ResponderEliminar
  11. Anónimo1/6/06 14:34

    Kaos:
    Acho que poderíamos dizer "ricos e honrados" pois que para isso temos potencial a todos os níveis.
    Também quero acreditar que será uma realidade.
    bjs

    ResponderEliminar
  12. Diz-me uma coisa, o Tribunal Europeu não tem legitimidade para intervir, uma vez que a corrupção e fuga ao fisco em Portugal já estão perfeitamente retratadas na União Europeia? Se tem porque não o faz?

    ResponderEliminar
  13. tb:
    É bom ver que ainda existe uma réstia de optimismo neste país. Vamos todos fazer força.
    Obrigado pela esperança.
    bjs

    ResponderEliminar
  14. inha:
    Duvido muito que lá pelas europas as coisas estejam muito diferentes do que acontece por cá. O modelo liberal acaba sempre por ser muito "suave" na forma como trata destes assuntos. Afinal o que tem mais valor é o dinheiro, pelo que quem o tem acaba por ter tambem o poder.
    bjs

    ResponderEliminar
  15. Ó pá nunca ouviste dizer: 'Quem tem amigos, não morre na prisão'?
    (Vê só o caso do Sr. Pedroso)

    ResponderEliminar
  16. mitro:
    Essa é uma verdade universal.
    Um abraço

    ResponderEliminar
  17. Kaos, olha um exemplo que está debaixo do nosso nariz. O estádio do Sporting que é obra do Taveira. Já pensaste A) Porque é que a obra lhe foi atribuida?
    B) Porque razão ele FORROU o exterior do estádio de pequenos azulejos???

    ResponderEliminar
  18. alien:
    Porque tem mau gosto? :)
    bjs

    ResponderEliminar
  19. Your are Excellent. And so is your site! Keep up the good work. Bookmarked.
    »

    ResponderEliminar
  20. Anónimo1/7/06 00:00

    Your are Nice. And so is your site! Maybe you need some more pictures. Will return in the near future.
    »

    ResponderEliminar
  21. Looks nice! Awesome content. Good job guys.
    »

    ResponderEliminar
  22. Your site is on top of my favourites - Great work I like it.
    »

    ResponderEliminar
  23. I find some information here.

    ResponderEliminar
  24. Tambem eu pus a boca no trombone e ainda me poderá acontecer uma coisa má, ou seja, um processo por difamação - Jornal “O Setubalense” de 22 e 26 de Outubro disponíveis em http://fontedolavra.blogspot.com/2007/12/revista-de-imprensa-2007.html.
    Agora resta-me esperar que se faça justiça nos tribunais e ir continuando a campanha no meu blog pessoal - http://fontedolavra.blogspot.com

    ResponderEliminar

Powered By Blogger