segunda-feira, agosto 14, 2006

O nosso Medecine man

"Nunca vou a um SAP nem nunca irei"
Correia de Campos, Ministro da Saúde,
explicando que aqueles serviços não têm
condições suficientes.

in"Visão"
.

O nosso Grande Chefe dos "Medecine man" portugueses informa-nos que nunca utilizará os SAP (Serviços de Assistência Permanentes), pelos quais é responsável, por considerar que não têm condições suficientes. Eu, e mais a maioria dos cidadãos deste país, que os temos de utilizar, consideramos que quem não tem consideração por nós é você e que com afirmações destas tem menos condições para ocupar o cargo que ocupa que os próprios SAP. Isto, independentemente da falta de condições que muitos destes também têm.
Utilizar esta falta de condições dos SAP, para justificar o seu encerramento também não é correcto nem honesto. A sua tarefa é de dar condições aos serviços que não os têm, já que nem todos têm hipóteses de recorrer à caríssima medicina privada.
.
Contribuição para o Echelon: NATOA, sneakers, UXO

7 comentários:

  1. ai, o que esta gente diz quando não toma a medicação...

    bjinhos

    ResponderEliminar
  2. Kaos, queres um conselho?
    Se não te sentires bem não vás mesmo ao Sap, (Serviço de atendimento permanente) é que se o fizeres vais ter que esperar algum tempo, (para não dizer horas) e se o caso não for tipo, constipação ou gripe ou coisa leve que às vezes até se resolve indo ao nosso
    farmaceutico, acabam por te mandar para o hospital. Confia em mim.
    Bjinhos

    ResponderEliminar
  3. mais uma demonstração de que o rectângulo é governado por canalha!

    ResponderEliminar
  4. O gajo já fechou maternidades e agora quer fechar os SAP???!!!!!
    Mas o gajo está mais mentecapto que eu!!!!!!!!!!!!
    Qualquer dia levanta-se da cama e lembra-se de fechar os hospitais com o argumento de que não têm condições!

    ResponderEliminar
  5. o homem queria dizer SPA...ele está a ficar um bocadinho dislexico. eheheheheh (este é o meu riso nervoso por não lhe poder dar um murro merecido). Isto é gosar com quem é pobre neste país. (pobre de dinheiro, claro! proque eles o são de outras coisas mais graves)
    Bjinhos

    ResponderEliminar
  6. Já repararam como cada vez estão todos mais descarados nas coisas que dizem? Não têm vergonha na cara, nem decoro, nem sentido do ridículo das barbaridades que dizem publicamente. Se pudesse tratava-lhes da saúde no Centro de Saúde de Algés, a esse e ao Isaltino Morais.

    ResponderEliminar
  7. You have an outstanding good and well structured site. I enjoyed browsing through it » » »

    ResponderEliminar