quinta-feira, dezembro 21, 2006

Um Parecer sobre os Pareceres

Toda a gente fala agora dos cinco pareceres que o governo enviou ao Tribunal Constitucional, para defender os artigos da sua Lei das Finanças Locais, colocados em causa pelo Cavaco. Honestamente, isso não me faz confusão. Já que se tenha gasto 150 mil euros para os pagar me faz mais um pouco. Mas, aquilo que me arrepia é ver este novo negócio dos “Pareceres”. Por tudo e por nada se pedem pareceres. Qualquer advogadozinho, pode ser comprado para dar um parecer no sentido de defender a posição de quem o contrata. Pode até dar vários pareceres contraditórios entre si de acordo com lhe paga. Isto tira toda a credibilidade ás suas opiniões transformando-as em mero folclore jurídico. Lembro-me, ainda não há muito tempo, que um parecer exigia um estudo sério das leis e eram coisa sérias. Agora são somente uma palhaçada paga a peso de ouro.

Contribuição para o Echelon: NATOA, sneakers, UXO

14 comentários:

  1. Infelizmente hoje em dia está tudo à venda. Até a seriedade profissional. O pior é que é o próprio governo a incentivar estas práticas. É lamentável.
    Um Abraço.

    ResponderEliminar
  2. Hoje mesmo solicitei um parecer altamente favorável e desresponsabilizante sobre os pareceres que tenho deixado nos vários pareceres do Kaos sobre os pareceres do governo e dos vários pareceres por este encomendados.
    Esre parecer custou-me um olho da cara, pelo que hoje me sinto deveras camoniano, como se poderá verificar no parecer que deixo no post das 5ªs feiras.

    ResponderEliminar
  3. Hoje mesmo solicitei um parecer altamente favorável e desresponsabilizante sobre os pareceres que tenho deixado nos vários pareceres do Kaos sobre os pareceres do governo e dos vários pareceres por este encomendados.
    Esre parecer custou-me um olho da cara, pelo que hoje me sinto deveras camoniano, como se poderá verificar no parecer que deixo no post das 5ªs feiras.

    ResponderEliminar
  4. e ficai sabendo que maltinha como Marcelo "o Opinoso" retira a maior parte dos seus rendimentos precisamente dessa tarefa como "parecereiro"...

    ResponderEliminar
  5. outsider:
    Onde o lucro é o valor mais importante não podemos estranhar que assim seja.
    abraço

    ResponderEliminar
  6. Jorge:
    Parece-me que há por ai pareceres a mais sobre os pareceres e no fim parece que os pareceres dizem todos aquilo que parece que dizem. Não te parece?
    abraço

    ResponderEliminar
  7. Rui:
    E provavelmente nem é ele que os faz. Pedem a uns estagiários para agrrar nos livros, escrever umas tretas e depois eles botam a assinatura bor baixo.
    Belo negócio.
    Ps: Gosto do termo Parcereiro
    abraço

    ResponderEliminar
  8. Pareceres e estudos. Estudos para a OTA, estudos para o TGV, estudos sobre os estudos do TGV, estudos dos estudos dos pareceres dos estudos da OTA e do Metro do Porto, estudos sobre a melhor forma de ir ao bolso do Zé, estudos dos pareceres que já foram estudados pelos parecereiros.
    É assim que esta cáfila de parasitas vai sugando os pobres dos portuguesesa. Horda de sanguessugas e de malandros que se governam sem qualquer trabalho que se veja!
    O que isto está a precisar é de uma forte vassourada! Olá se está!

    ResponderEliminar
  9. não queiras roubar o pão da boca dos parecedores, pobres coitados...

    ResponderEliminar
  10. ari bento:
    Têm de arranjar maneira de pagar aos seus amigos que os ajudam. Por mais administrações que criem não chega para todos por isso arranja-se-lhes uns trabalhinhos fáceis e bem pagos.
    abraço

    ResponderEliminar
  11. luikki:
    Eu tenho realmente muita pena deles, coitados.
    abraço

    ResponderEliminar
  12. arlequins e marionetas que desprimam os próprios...e envergonham a nossa cara, já que eles nem cara têm!...
    jinhos

    ResponderEliminar
  13. tb:
    São joguetes nas mãos dos poderosos para nos contarem histórias da carochinha.
    bjs

    ResponderEliminar
  14. Será que eu, que costumo assinar os meus comentários aqui no kaos e em outros blogs com o nick "A Mim Me Parece" tenho vindo sem saber a emitir "pareceres"? Será que tenho para aí em algum off-shore uma conta tão calada que nem eu a ouço? Deus me ouça.

    ResponderEliminar