sábado, março 31, 2007

E quem manieta o monstro da mentira

"Os portugueses não aceitariam que cortássemos nas pensões e nas despesas de saúde. Numa população crescentemente envelhecida, estas despesas aumentam inevitavelmente. Mas conseguimos moderar o seu crescimento. Em 2006, agarrou-se o monstro. Está a ficar manietado, já não anda à solta".
Teixeira dos Santos fez esta afirmação para se defender de notícias que afirmavam que a despesa pública tinha disparado no ano de 2006.

Vem agora ao Tribunal de Contas acusar os últimos quatro governos de esbanjarem muitos milhões anualmente em gastos nos gabinetes ministeriais, sendo o de Sócrates o mais gastador. Li algures por ai que essa despesa tinha aumentado 65% entre 2003 e 2006 para ver agora o governo dizer que foi reduzida em 14%.

A pergunta que aqui faço é a de saber em quem acreditar. No governo que já nos mostrou mentir quando lhe dá jeito, ou numa comunicação social, presa aos interesses das grandes grupos económicos que a detêm e controla? Provavelmente ambos mentem ou pelo menos fazem leituras transviadas e habilidosas da realidade.

É grave o estado de uma democracia e está em perigo a liberdade quando os cidadãos de um país não podem confiar em quem existe para os informar do que acontece no país e no mundo, nem naquilo que diz quem nos governa.

Contributo para o Echelon: 15kg, DUVDEVAN

Irão ou não Irão?

Irão ou não Irão? Se não foi pesadelo, então Irão mesmo.

Contribuição para o Echelon: NATOA, sneakers, UXO

Diga lá como é Sr. Engenheiro

Tenho visto por ai um grande burburinho sobre as habilitações académicas do Sócrates. Não dei muita importância ao facto, já que não me parece que é por se ser engenheiro ou Dr. que se é melhor ou pior Primeiro-ministro. (Talvez até necessitássemos era de um que soubesse o que é a vida do dia a dia dos portugueses e soubesse a dificuldade de esticar os salários de miséria até ao fim do mês). Acredito que o Sócrates seria tão mau Primeiro-ministro, tão sacana, tão manipulador e tão mentiroso não sendo engenheiro como tivesse sido. Claro que soa pior bacharel Sócrates que Engenheiro Sócrates, mas que importa isso. O que realmente importa é saber se existem algumas dúvidas sobre como foi conseguido o grau académico do homem. Seria chato se viéssemos a descobrir que houve aldrabices, quem as fez e quem andou por ai a mentir. Até o Sr. Silva poderia considerar isso como um bom argumento para mostrar que tinha argumentos, se o desejasse, para um divórcio litigioso. O Sócrates que se preocupe, o pequeno Mendes que se cuide e a escolhida Manuela se prepare.

Contributo para o Echelon: Electronic Surveillance, MI-17

sexta-feira, março 30, 2007

A Orgia dos Porcos

"De acordo com a Comissão Europeia, cerca de 20 por cento da população nacional vive abaixo do limiar da pobreza, após receberem as prestações sociais".
"Neste momento cerca de 300 mil portugueses passariam fome se não existissem ajudas perfeitamente aleatórias e discricionárias de iniciativas como a do Banco Alimentar".
"Outro dos factores que leva a que cada vez haja mais pessoas a necessitarem de ajuda prende-se com o facto de um milhão de reformados receberam pensões abaixo dos 220 euros".
"Em 2001, de acordo com o Eurostat, a taxa de pobreza infantil era de 27 por cento e estava a aumentar desde 1995".

Podia continuar por aqui fora a ir buscar números e mais números sobre a miséria em Portugal. Penso no entanto que estes são suficientes para enquadrar esta notícia:

“A Portugal Telecom e a EDP pagaram mais de 17 milhões de euros em indemnizações aos presidentes e administradores que não foram reconduzidos em 2006.O antigo presidente da PT, Miguel Horta e Costa, e outros três administradores, abandonaram a empresa no início do ano passado, recebendo, no conjunto, uma compensação de 10,7 milhões de euros.
Na EDP, a saída de João Talone e dos restantes administradores custou à eléctrica nacional 6,3 milhões de euros, sendo que o antigo presidente da EDP recebeu mais de um milhão”.

Tenham vergonha na cara, meus senhores. A indignidade destes números agride qualquer ser humano e, se um dia a revolta de um povo vos entrar pela porta dentro, lembrem-se que os culpados desse vosso fim são vocês mesmos. Estamos fartos de vos vermos banquetearem-se com a fome dos outros. Não haverá cravos nesse dia.

Contribuição para o Echelon: Kwajalein, LHI

O Toupeira Humana

Parece que finalmente vai abrir em Abril o famigerado Túnel do Marquês. Numa entrevista em que afirmou que “um autarca deve e ser teimoso e ter mau feitio”, “virtudes” que pelos vistos diz ter, Santana Lopes, informou-nos que este túnel, “é quase o mais seguro da Europa”. O que não “é quase” é a inclinação do mesmo, porque ai é mesmo o mais íngreme da Europa, ultrapassando em muito as recomendações de segurança internacionais. Mas, só se mete no buraco quem quiser.
Já se não tivesse ido fazer asneiras para São Bento a coisa ter-se-ia passado assim, “Com mais um mandato tínhamos condições para circular em Lisboa sem andar à superfície, libertando o espaço para os peões e os transportes públicos”. Pois é, mesmo sabendo das derrapagens em tempo e dinheiro do Túnel do Marquês, o nosso Toupeira Humana pensava tornar Lisboa num enorme queijo suíço até 2009. É obra.

Contributo para o Echelon: spies, IWO, eavesdropping

A Madame vem ai

Agora que Ribeiro e Castro aceitou ir a directas, chegou o momento da Madame Portas se apresentar toda produzida e brilhante. Depois de ter mostrado o seu lado de arruaceira está na hora de polir o verniz e transfigurar-se numa figura respeitável e divinal. Ela vem ai, e conhecendo os nossos órgãos de informação, com toda a pompa e circunstância que desejar. Uma rameira na pele de vamp.

Contributo para o Echelon: 15kg, DUVDEVAN

Coveiro da esperança

Na tristeza de ver este país a afundar-se num liberalismo sem futuro, no desconsolo de uma revolução perdida e de uma esperança adiada, procurava no desespero de não saber o que fazer ou dizer, imagens avulsas de inspiração. Encontrei ai este coveiro do Serviço Nacional de Saúde, este assassino de resquícios de outros tempos e de outros sonhos em parecia possível um Mundo novo, um mundo melhor.

Contribuição para o Echelon: NATOA, sneakers, UXO

quinta-feira, março 29, 2007

O Robin de Portugal

Como já todos sabemos, pelo barulho que o governo fez, o défice este ano, ficou nos 3,9%, sete décimas abaixo do ornamentado. Imediatamente o PSD veio exigir uma baixa de impostos (IVA e IRC), como se tivessem alguma responsabilidade nesses números. É verdade que eu não concordo com a política liberal deste governo e da Europa, mas para quem a segue, é compreensível que o Ministro das finanças tenha vindo defender que ainda era cedo e que só quando o défice estivesse baixo dos 3% exigidos é que isso seria possível. Imediatamente vieram os berros acusando o governo de eleitoralista e estar a guardar essa baixa para 2009, ano de eleições. Num pequeno aparte, burros seriam eles se não o fizessem já que são eles que têm a faca e o queijo na mão. Ou não o faria o PSD? Basta olhar para as políticas de inaugurações até hoje seguidas para ver que sempre foi e infelizmente sempre continuará a ser. Mas, o que eu queria falar é de que nesse discurso de continuar a apertar o cinto se nota que para alguns, os que já o têm largo, ele já começou a alargar. Senão vejam [AQUI] que "Governo abre a porta a indemnizações mais altas para gestores por cessação de funções". Realmente o nosso mal é iliteracia e analfabetismo. Tivesse o Teixeira dos Santos entendido a história do Robin dos Bosques e andaria a roubar aos ricos para dar aos pobres. Assim…faz tudo ao contrário.

Contributo para o Echelon: Electronic Surveillance, MI-17

Porque hoje é quinta-feira

Andava tão distraído e ocupado que quase não me lembrei que hoje é dia de Sócretina em Belém. Procurei remediar a falha e tudo o que consegui foi esta imagem daquilo que parece ser um ensaio de um dueto da ópera bufa “Os mentirosos de Lisboa”. Falta saber se a esperam estrear cá pelo jardim ou se é para europeus ouvirem durante a Presidência portuguesa da união. Segundo ouvimos dizer, parece que para já a coisa está afinada.

Contribuição para o Echelon: Kwajalein, LHI

A Zezinha deixa o CDS

Maria José Nogueira Pinto anunciou ontem que vai pedir a demissão dos seu cargo Autárquico em Lisboa e do CDS. Não é que Portugal perca grande coisa com isso, mas só tenho pena porque é menos uma personagem para os bonecos aqui do Jardim. A não ser que esta faça como o Santana Lopes e continue a andar por ai. Veremos.

Contributo para o Echelon: spies, IWO, eavesdropping

Dia Mundial Teatro - A Marcela

“ A Vizinha bisbilhoteira” é uma adaptação da peça de Marcelo Rebelo de Sousa “ o Professor sabichão”. Em cena há já algum tempo, tenta transmitir a quem lhe assiste, mensagens que têm mais a ver com os interesses particulares do actor do que do público. A cada representação menos interessante se vai tornando.

Contributo para o Echelon: 15kg, DUVDEVAN

quarta-feira, março 28, 2007

Dia Mundial do Teatro - O Banqueiro

Aqui está uma peça que está em cartaz há anos e anos e parece que para continuar. “O Banqueiro Oportunista”, interpretado por Vítor Constâncio, um dos actores mais bem pagos do país, mantêm-se apesar de alguns dos actores do elenco irem mudando. Neste momento contracena com Teixeira dos Santos e José Sócrates não deixando passar nenhuma das deixas que estes lhe dão.

Contribuição para o Echelon: NATOA, sneakers, UXO

Dia Mundial do Teatro - Belém

Continuam em Belém os ensaios para a estreia da peça "Os pategos do Palácio", escrita pelo Sr. Silva, não se sabendo ainda para quando será a sua estreia. Se o êxito da peça "Os Sócretinos" continuar provavelmente só abrirá portas ao público lá para 2011 ou 2012. No entanto, não vá ser necessário, já todos decoraram os seus papéis e estão prontos para entrar em cena. Há mesmo quem diga que quando esta peça estrear todos os outros teatros terão de fechar portas, não por falta de público, mas porque esta companhia não gosta de concorrência.

Contributo para o Echelon: Electronic Surveillance, MI-17

Crime e tortura

Apareceu hoje a notícia de que o “Australiano Hicks declara-se culpado de terrorismo”, e como recentemente já outro preso de Guantanamo tinha feito o mesmo, suspeitei que tais confissões pudessem ser o resultado de não aguentarem mais a tortura e as condições em que estão presos. Quem desejar saber mais sobre o assunto pode seguir este link do “Consultor Jurídico”.
Depois de ler as notícias sobre o assunto, pareceu-me que seria bom relembrar uma vez mais as ilegalidades que estão diariamente a ser praticadas pelos EUA sob a batuta do tresloucado Bush. Fui então em busca de imagens que pudesse utilizar, começando a busca no google pelo mais lógico e evidente; “torture”. As imagens que foram aparecendo naquelas páginas foram-me fazendo sentir cada vez mais revoltado com a estupidez e com a barbárie humana. A cada imagem do mundo em que vivemos me sentia mais envergonhado de ser homem. Todos sabemos que nos médios e longínquos orientes e em todos os países onde a pobreza é mantida à força da opressão a tortura existe. Todos sabemos que mesmo na Europa a tortura e o crime eram uma realidade presente em alguns países, não só nos tempos dos Santos Ofícios, como nas ditaduras que existiram. Nós, somos aliás um bom exemplo disso, embora agora tenhamos votado o torturador e assassino Salazar como o maior português de sempre, mas isso é outro assunto.
Escrevi aqui recentemente que Bush, Blair, Asnar e Barroso deveriam ser julgados por crimes contra a humanidade, pela sua responsabilidade na invasão e destruição do Iraque e pelas centenas de milhares de mortos que lhes deviam pesar na consciência (caso a tivessem). Num dos comentários que então apareceu, alguém me comparou a eles, chamando de vingança ao meu apelo de justiça para depois um outro anónimo (ou o mesmo) veio pedir perdão e paz. Sempre fui a favor da paz e acredito ser possivel perdoar, mas ao ver o que esse assassino continua a fazer, com o amem e colaboração de outros, que preferem olhar para o lado dizendo “não é nada comigo” ou "voos da CIA, não sei de nada", a ideia de justiça e vingança começam a tornar-se numa só. São gente sem compaixão, sem sentimentos, sem nada. Há momentos em que gostava de acreditar que existe um Deus e uma justiça divina para que as almas danadas dessa gente ardessem eternamente no inferno.

Contributo para o Echelon: 15kg, DUVDEVAN

Dia Mundial do Teatro

Estes, como não sabem representar, dançam, dançam, dançam e, o pior disto tudo, é que o publico aplaude, aplaude, aplaude.

Contribuição para o Echelon: Kwajalein, LHI

terça-feira, março 27, 2007

Dia Mundial do Teatro

"Sonhos de uma Noite de Verão numa quinta-feira em Belém", a peça escrita por Marques Mendes, mas que nunca deverá ser estreada em nenhum palco. O texto da comédia e o actor para o papel são maus demais.

Contributo para o Echelon: spies, IWO, eavesdropping

Dia Mundial do Teatro

Comemora-se hoje o dia mundial do Teatro. A nossa homenagem a essa grande arte apresentando a tragédia em 3 actos, “O pântano do Caldas” com a brilhante interpretação de Ribeiro e Castro. Uma peça sobre o canibalismo em que um inapto tenta assumir a liderança das negras criaturas de um putrefacto pântano, acabando por ser engolido por elas.

Contributo para o Echelon: 15kg, DUVDEVAN

Palhaçadas em Belém

Talvez por despeito de não ter sido convidado para comemorações dos 50 anos da Europa, o Sr. Silva resolveu fazer uma almoço de reflexão sobre ela, tendo para isso convidado 30 pessoas que estiveram envolvidas no processo de adesão de Portugal à dita cuja. Tudo isso teria sido normal e nada mais que uma simples palhaçada para aparecer no jornal, não fosse o facto de no meio de toda essa gente, Mário Soares não ter sido convidado. Não que eu tenha uma “amor” muito grande pela personagem, mas se há alguém a quem essa adesão possa ser atribuída é ele. As razões que encontro para tal facto não são muitas e penso que se resumem a estas três: Ou foi simplesmente por mau feitio e para ser mauzinho, ou porque teve medo de que a sua ignorância se notasse muito, quando comparada com o saber do velho Soares, ou então muito simplesmente porque a Europa do tempo do Marocas e do Delors, que se desejava política, económica e social, já nada tenha a ver com a actual Europa, onde o poder e o dinheiro são os únicos valores que contam. Seja como for, ficou-lhe mal, mas se pensarmos bem, tudo quanto faz tresanda a iniquidade e ignorância. Outra coisa não seria de esperar.

Contribuição para o Echelon: NATOA, sneakers, UXO

O homem que gritou lobo

A Marinha iraniana apreendeu um barco da Marinha Inglesa que andava a fiscalizar barcos lá para as bandas das Pérsias e das Mesopotâmias. A coisa é simples, para uns o barco estava dentro das suas águas territoriais, para os outros, estava fora. Para o Irão, esta “presa” é uma boa maneira para pressionar os Ingleses a baixarem a bolinha, sendo por isso bem possível que estejam a mentir. Para os Ingleses, terem entrado, nem que tenha sido de forma involuntária em águas Iraquianas é uma burrice. Apetece, por isso, acreditar mais na versão Inglesa da história, mas quando nos aparece o Tony Blair a garantir que o barco estava fora das águas Iraquianas tenho de começar a duvidar. É que esse mesmo senhor já uma vez me veio garantir que havia armas de destruição massiça no Iraque, o que não se veio a comprovar. Pior ainda veio-se a provar que não se tinha tratado de um erro, mas de uma mentira pensada e elaborada para nos enganar a todos nós. Que confiança posso eu ter num mentiroso que já uma vez gritou “lobo”.

Contributo para o Echelon: Electronic Surveillance, MI-17

segunda-feira, março 26, 2007

Serão as sacanices deles só reflexo de lesões no córtex?

"As lesões do lóbulo frontal deixam intactas toda uma série de capacidades na resolução de problemas morais, mas afectam os juízos nos quais uma acção que provoca aversão é colocada em conflito directo com um desfecho fortemente utilitário".
Marc Hauser, especialista em comportamento animal da Universidade de Harvard após um estudo em que se provou que as lesões cerebrais no VMPC afectam a capacidade de sentir empatia e compaixão.

No caso do Santana Lopes podemos entender que estas lesões provenham da pancada que levou dos seus familiares quando ainda estava na incubadora, agora em relação aos outros políticos a coisa é mais estranha. Onde bateu com a cabeça o nosso Ministro da Saúde? E o Sócrates? E o resto dessa cambada toda que nos governa, mais os economistas, banqueiros e gente dessa laia? Será que foram pancadas quando ainda estavam no ventre das mães, no acto de nascimento ou da porrada que levaram na infância?

Contribuição para o Echelon: Kwajalein, LHI

A Banha da Cobra

José Sócrates ficou desde ontem com a “enorme responsabilidade”, na expressão do presidente da Comissão Europeia, Durão Barroso, de tentar convencer os seus pares, durante a presidência portuguesa da União Europeia, sobre um novo tratado constitucional para a UE. A não haver um novo tratado constitucional até às eleições para o Parlamento Europeu, em 2009, Merkel já advertiu que isso será um fracasso e um desaire histérico.
In Correio da Manhã

Os líderes dos países europeus comemoraram ontem, com pompa e circunstancia, os 50 anos do Tratado de Roma, ou seja o início daquilo que hoje é a UE. Longe vai o tempo em que tudo não passava de um acordo comercial para a livre circulação de mercadorias entre meia dúzia de países ricos, a CEE, passando pelo momento em que a criação de uma Europa económica e social de Delors, até chegarmos àquilo que ela é hoje. Perdeu-se o social e ficou só um amontoado de leis, mais preocupadas com a economia global e liberal, défices, leis para o tamanho dos tomates e de preservativos, e outras porcarias do género. Tudo quanto tinha a ver com a igualdade, com o social foi contrapeso deixado para trás. Somos governados por uma Comissão Europeia, escolhida pelos governantes e espremidos por um Banco Central Europeu nomeado pelos grandes da Europa. Tentaram impingir-nos uma Constituição Europeia, felizmente derrotada em referendos na França e Holanda. Desistiram? Claro que não e agora a grande preocupação, é re-aprová-la com um novo nome e de preferência sem consulta para evitar novo chumbo. Atenção que vêm ai de novo os vendedores de banha de cobra.

Contributo para o Echelon: spies, IWO, eavesdropping

EUROPA - 50 Anos

50 Anos de "União Europeia" levaram-nos a isto.

Contributo para o Echelon: 15kg, DUVDEVAN

O Convento do Caldas - O Cão de fila

Esta vigia o Convento, pronto a morder em todos aqueles que não respeitem a voz do dono.

Contribuição para o Echelon: NATOA, sneakers, UXO

domingo, março 25, 2007

O Convento do Caldas - A voz do dono

O boneco Telmo Correia a executar o seu papel de ser a voz do dono quando o dono não quer dar a voz.

Contributo para o Echelon: Electronic Surveillance, MI-17

O Convento do Caldas - A Madre Inferior

Esta é a Madre Inferior, aquela que supostamente devia mandar e manter a ordem no Convento. No meio de tanta mulher da vida está quase a ser posta Portas fora. Nem as orações lhe valem, nem há Santa Zézinha que a salve.

Contribuição para o Echelon: Kwajalein, LHI

O Convento do Caldas - A PP

Eu do CDS, sempre sempre tive a opinião que andava com o centro descaído para a direita, era democrático mais por necessidade que vocação e que para cristão nunca me pareceu lá muito católico. Sempre procurou dar aquele ar de bonzinho, preocupado em dar a esmolinha ao pobrezinho, em mostrar a caridadezinha, sempre muito Madre Teresa de Calcutá. Talvez por isso sempre os imaginei como um mosteiro carregado de freiras, com as suas madres autoritárias, as freiras submissas e as noviças assustadas. Claro que, como sempre acontece os pecados serpenteiam pelas celas em segredos de alcova e poder, com vinganças, traições, oportunismos e mentiras. Decidi por isso fazer aqui uma série dedicada ao tema, começando com esta freira prestes a parir umas directas que a vão levar a Abadessa, uma vez mais.

Contributo para o Echelon: spies, IWO, eavesdropping

Empresas Municipais

O Tribunal de contas veio levantar diversas irregularidades em Empresas Municipais durante os anos de 2003/04 [AQUI]. Fernando Ruas, presidente da ANMP, considerou que os valores de ordenados são "moralmente condenáveis", apesar de salientar que "não há ilegalidade".
A questão que nunca entendi muito bem é qual é a utilidade destas empresas. Fazem o trabalho que poderia ser feito por uma qualquer secção de uma Câmara mas tendo de pagar a administradores. Basta lembrar que em Lisboa há uma destas empresas que tem três administradores e um único funcionário. A única justificação parece ser a de terem sido criadas para pagar promessas a amigos e favores eleitorais. São, sem dúvida, um dos piores exemplos da actuação autárquica.

Contributo para o Echelon: 15kg, DUVDEVAN

sábado, março 24, 2007

A pasmaceira

Olho para a vida politica portuguesa e nada acontece. À esquerda tudo na mesma como a lesma, na área do governo nada parece acontecer embora a nossa vida vá ficando cada vez mais difícil e os direitos mais pequenos, e à direita só as guerrinhas intestinas mostram que ainda existem. O PSD rola molengão e apático enquanto se espera por ver quem lança o primeiro ataque efectivo contra o pequenote e no CDS, Paulo Portas assalta o poder à bruta, como aliás parece ser a sua forma de sempre o fazer.
Em Belém reina a paz e nada parece acontecer. Vivemos na paz dos Deuses mesmo que seja no inferno português.

Contribuição para o Echelon: NATOA, sneakers, UXO

Espelho Cavaquista

Posso estar enganado, e este amor entre o Sr. Silva e a Sócretina acabar em casamento, mas sempre me pareceu que a ideia cavaquista passa por colocar Manuela Ferreira Leite e/ou António Borges em São Bento. Enquanto o Sócrates conseguir manter as sondagens a seu favor e for fazendo o trabalho sujo de limpar a administração pública, a colaboração estratégica vai continuar. Quando os tubarões do PSD, paparem o Marques Mendes ou um outro pobre coitado qualquer que entretanto se tenha chegado à frente, então sim, veremos o verdadeiro Cavaco. Quase apostava que o Sr. Silva não vai abandonar Belém sem deixar os amigos no poder. Veremos.

Contributo para o Echelon: Electronic Surveillance, MI-17

sexta-feira, março 23, 2007

O Mendes Emigrante

Lá levantou voo Marques Mendes para ir a Paris aproveitar-se do descontentamento dos emigrantes pelo fecho de alguns consulados. Esta tem sido a forma triste como ele imagina a oposição ao governo. Sem ideias nem propostas passeia-se ao sabor de protestos populares. Foi assim com as maternidades, com as urgências, com tudo. Felizmente que de Paris já veio a resposta dos emigrantes a lembrar que na altura em que ele era governo também fechou quatro consulados e que quem os visitou então, a mostrar-se contra o fecho de consulados, foi o PS. Triste país temos quando estes são os dois “partidos do poder”.

Contribuição para o Echelon: Kwajalein, LHI

Bruxas em accção

Era inevitável que acontecesse e ai está. Finalmente as bruxas que pululam este blog conseguiram atingir o seu autor. Feitiços, maldições e maus-olhados, poções e vodoo tudo deve ter sido utilizado contra mim. Estou com um abcesso enorme, má disposição, arrepios de frio, dores de cabeça e uma incapacidade quase total para estar em frente do computador. Demoraram, mas atingiram-me em cheio. Peço por isso desculpa se os posts não forem, durante algum tempo, tão regulares como têm sido, não responder aos comentários e descurar as visitas. Só me apetece estar deitado e vir aqui é um sacrifício, mas não me vão conseguir parar. Posso é não estar tão presente, mas como disse o outro vou andar por aqui. Malditas bruxas.

Contributo para o Echelon: spies, IWO, eavesdropping

O Anjo caido

Taxistas

Quem vai conduzir o taxi? Os meninos Paulinho e o Ribeirinho andam numa grande bulha porque ambos querem ser o taxista de serviço.
- Tu já foste o taxista, agora é a minha vez. - diz o Ribeirinho.
- Pois é, mas tu não sabes guiar. Passa mas é para cá o volante.
- Não passo, não passo, não passo. Oh Zézinha de quem é a vez de guiar?
- É tua Ribeirinho.
- Não é nada dele - gritou ou Helderzinho - Eu quero que seja o paulinho a conduzir.
- Não, é o Ribeirinho e quem manda aqui sou eu.
- Olha que eu te bato.
- Ai! Bruto. O Helder bateu-me. Assim não brinco mais com vocês. Vou-me embora.
- É mentira, não bati nada. Ela só diz isso porque não sou uma brancola como ela. Vou fazer queixa ao meu pai.
Embora não tenha nada que me meter nas brincadeiras destes pequenos, não seria melhor comprarem uma bicicleta para cada um?

Contributo para o Echelon: 15kg, DUVDEVAN

quinta-feira, março 22, 2007

A fotografia que faltava

Maria José Nogueira Pinto, acusou o deputado Hélder Amaral de a ter agredido no último Conselho Nacional do CDS. Este, veio desmentir que o tenha feito e ameaçou processar a Zezinha caso esta não der uma explicação pessoal ou pública. A prova, essa temo-la nós aqui no WehaveKaosInThegarden, com esta fotografia tirada pelo nosso repórter no local. Agora cada um decida se isto pode e deve ser considerado agressão, ou se simplesmente a tentativa de a ajudar a retirar-se daquela situação de conflito.

Contribuição para o Echelon: NATOA, sneakers, UXO

Porque hoje é quinta-feira

Foi saltitante e satisfeita que a Sócretina chegou a Belém.
Olá Silva, então não me dás os parabéns?
Olá Sócretina, tu vens radiante. Parabéns? Mas porquê, não fazes anos pois não?
Seu maroto, sempre na brincadeirinha. Sabes bem que estou a falar da chegada da Primavera do défice. Dos 3,9 por cento.
Claro que te dou os parabéns, estava a brincar contigo. Quem deve ter ficado lixado foi o pequenote do Mendes - disse ele rindo.
Deixa lá o miúdo em paz que não faz mal a ninguém. Antes pelo contrário, enquanto ele estiver lá não tenho eu chatices.
Tens se eu quiser.
Mas tu não queres pois não Anibalzito – disse-lhe a Sócretina enquanto lhe passava a mão pelo pêlo. – Tu queres ver a tua Sócretina contente e a fazer aquilo que tu gostas tanto que eu faça.
A Fazeres o quê? Diz-me lá aqui ao ouvido.
Não digo, não digo, não digo – disse ela dando uma gargalhada – Vamos até lá dentro à salinha que eu mostro-te.
Marota que tu és. – Afirmou ele enquanto lhe pegava na mão e se dirigiam para a porta, que se fechou nas suas costas.


Contributo para o Echelon: Electronic Surveillance, MI-17

Chegou a Primavera

Ontem, dia 21 começou a Primavera. Também para Sócrates a Primavera rosa se vislumbra solarenga. Com o défice a mostrar-se bem abaixo das previsões, um Marques Mendes que tenta marcar em cima as dificuldades que surgem ao governo, mas sempre pelo lado errado, um CDS esfrangalhado sem rei nem roque e uma esquerda sem novas ideias e discursos que a afirmem como alternativa a uma Europa e a um Mundo liberal e globalizado. Apoiado por empresários e pelos grandes grupos, a quem estende a passadeira vermelha para o lucro, aceitando a especulação e promovendo o desbaratar dos serviços públicos, lá vai ele cantando e rindo, indiferente ao alargar do fosso entre aqueles que mais enriquecem e quem nada têm, aceitando o desemprego e a miséria, por ele criado, como inevitável e reduzindo o social a meras esmolas de sobrevivência. Corre bem a vida a Sócrates perante a passividade dos portugueses, cansados e anestesiados pela incompetência daqueles que o precederam. Par nós, pode estar um vento frio, mas o sol brilha para o Sócrates.

Contribuição para o Echelon: Kwajalein, LHI

quarta-feira, março 21, 2007

Moda 2007 - Batatas e melões

Modelo" O c'ouve de Bruxelas"
Jaime Silva

Contributo para o Echelon: spies, IWO, eavesdropping

Escola pública, negócios privados

As escolas secundárias portuguesas vão desenvolver internamente "áreas de negócio" para ajudar a financiar o programa de modernização dos estabelecimentos de ensino.
"Desde o aluguer de espaços para casamentos e baptizados, de ringues para torneios de solteiros e casados, ou de espaços para entidades de formação, tudo pode ser feito".
in "Diário digital"
Contributo para o Echelon: 15kg, DUVDEVAN

Ensaio para a derrota

Miguel Frasquilho e Marques Mendes, ensaiando o seu usual papel
para o debate de hoje no Parlamento com o Sócrates. Pateticos.


Contribuição para o Echelon: NATOA, sneakers, UXO

A Tempestade

Contributo para o Echelon: Electronic Surveillance, MI-17

terça-feira, março 20, 2007

A voar para a OTA

- Oh Sr. Mário, eu não quero ir para a OTA.
- Mas oh Marques, tu sabes que eu disse que tinha de lá ir tratar da minha vida e vou mesmo.
- Mas eu não quero ir, aquilo lá não é bom.
- Porra que és chato. Antes só dizias que a OTA é que era boa e agora não te calas a dizer mal.
- Isso era quando o meu papá dizia que aquilo era bom, que era ali que estava o nosso futuro e a nossa reforma. Agora não há lá nada para mim.
- Para ti pode não haver, mas para mim há e por isso é para lá que vamos.
- Ai é, então vou fazer queixinhas ao avô Silva.
- E eu digo à mama Sócretina e quando ele te apanhar em São Bento dá-te uma sova. Caraças do puto.

Contribuição para o Echelon: Kwajalein, LHI

Guerra Civil no Caldaskistão

Os nossos repórteres de guerra enviados para o Largo do Caldas enviaram as primeiras imagens da guerra civil aí existente e dos movimentos de tropas do General Portas que cerca o Palácio onde o Presidente Castro se encontra barricado. Têm-se assistido a vários combates ferozes entre as tropas dos dois lados do conflito e aguarda-se o momento, em que as tropas revoltosas ataquem o palácio. O clima é tenso e não se podendo ainda contabilizar as vítimas dos confrontos.
As Nações Unidas, já pediram a convocação de uma reunião de emergência do Conselho de Segurança para tratar deste assunto e exigir o fim das hostilidades, ponderando-se mesmo o possível envio de uma força militar para por fim aos sangrentos confrontos.
Interromperemos a emissão normal do WehaveKaosInTheGarden sempre que novos desenvolvimentos sobre o assunto assim o justifiquem
.

Contributo para o Echelon: spies, IWO, eavesdropping

Assassinos ainda a monte

Quatro anos de vergonha de uma cimeira das Lajes e de uma invasão ilegal, criminosa e assassina a um país, baseadas em pressupostos e acusações já conformadamente falsas e mentirosas. Quatro anos de guerra no Iraque com dezenas de milhares de mortos, um país destruído, guerra civil e um mundo muito mais perigoso. Quatro anos de passaram do dia em que o pacóvio Durão Barooso, hoje Presidente da Comissão Europeia Zé Manel, aceitou receberem e apoiar três bandidos na realização de um crime. Quatro anos depois, depois de comprovada e assumida a mentira das provas com que procuraram enganar o mundo, como é possível que esses assassinos se encontrem ainda nos seus cargos e não numa prisão. Que esperam para os julgar por crimes contra a humanidade e os atirarem para a mais escura das catacumbas.

Contributo para o Echelon: 15kg, DUVDEVAN

o Aniversário da Maria

A Nossa Maria fez ontem 59 anos. Por aturar diariamente o Sr. Silva, manter o Palácio limpo e servir de inspiração para tantos bonecos, aqui ficam os nossos parabéns. Pensámos oferecer-lhe como prenda, um pano de pó, um avental ou mesmo um rolo da massa, mas como a vida está difícil para todos leva com um bolo e já não é mau.

Contribuição para o Echelon: NATOA, sneakers, UXO

segunda-feira, março 19, 2007

CDS - Mais do mesmo

O PREC da direita

Contributo para o Echelon: Electronic Surveillance, MI-17

A Peixeirada do CDS

Infelizmente não podemos transcrever aqui as falas porque o vernáculo desta gente é de fazer corar qualquer peixeira de Matosinhos e este blog gosta de manter o respeito e o decoro. A começar em dou-te uma chapada com a chaputa não houve limites para a linguagem desta gente.

Contribuição para o Echelon: Kwajalein, LHI

Conselho Nacional do CDS - Exclusivo

"Zézinha mete os putos na barraca que vai haver porrada". Assim terminou o Conselho Nacional do CDS/PP. Num exclusivo para o Wehavekaosinthegarden e para quem nos visita, aqui fica uma imagem do normal funcionamento dos trabalhos do conselho.

Contributo para o Echelon: spies, IWO, eavesdropping

Santana Lopes - Levantado do chão

Contributo para o Echelon: 15kg, DUVDEVAN

Partilhe