segunda-feira, agosto 14, 2006

Um Marcelo nuclear

Sendo, Marcelo Rebelo de Sousa, um professor e um político sem grandes registos dignos de nota, até parece que hoje resolvi fazer uma “vendetta” contra ele. No entanto, foi o próprio quem criou a necessidade de escrever posts consecutivos acerca da sua pessoa.
Primeiro tinha feito a sua cara nos “Retratos Assimétricos”, depois li o seu artigo sobre o Marcelo Caetano para, já esta noite, o ouvir em mais uma das suas “conversas em família”. Aí, defendeu a necessidade de todos os países democráticos (onde considerou a Rússia e a China), se unirem às facções Norte Americanas, para apoiar o bombardeamento ao Irão e assim o impedirem de criar armamento nuclear. Bombardeamento esse que até poderia ser realizado com, pasme-se, armamento nuclear.
Quero pensar que, depois de Hiroshima e Nagasaki, não haja quem considere sequer essa possibilidade, muito menos o Marcelo. Mas que o disse, é um facto, e que devia vir retratar-se disso, uma necessidade.
.
Contributo para o Echelon: spies, IWO, eavesdropping

11 comentários:

  1. O Marcelo, com aquele ar simplório e bonacheirão com que tem o descaramento de vir publicamente falar tu cá tu lá dos mais graves conflitos mundiais é, neste momento, um mero fazedor de opiniões. Como quer chegar longe, tem que ser suficientemente perverso para se colocar lado a lado com as opiniões pró-imperialistas de crápulas como o Paulo Portas. Em última análise, todos eles defendem esse modelo predador e destrutivo norte-americano que foi afinal o único país do mundo que ousou experimentar a eficácia das bombas de Hiroshima e Nagasaki. Um mundo limpo jamais poderia permitir que os EUA mantivessem em seu poder armas nucleares.

    ResponderEliminar
  2. Kaos, não vi o comentário do homem, mas pelo que dizes,o prof.Martelo devia ser considerado inimputável e não lhe deveria ser dada a possibilidade de dizer tais barbaridades num canal público pago com o dinheiro de todos nós.
    Bjinhos

    ResponderEliminar
  3. Bom dia Kaos,

    Estás sempre ligado aos últimos acontecimentos hehe

    Beijo e boa semana

    ResponderEliminar
  4. pobre rectângulo!
    que permite a existência de seres tão abjectos......

    ResponderEliminar
  5. Este comentário foi removido por um gestor do blogue.

    ResponderEliminar
  6. marcelo, que tem a mania de que sabe Tudo sobre Tudo bem devia dar um salto por aqui:

    http://www.ucsusa.org/global_security/nuclear_weapons/nuclear-bunker-buster-rnep-animation.html

    ResponderEliminar
  7. finalmente está a despir a pele de cordeiro...e a revelar-se o que verdadeiramente é.
    Jinhos

    ResponderEliminar
  8. não ouvi, se disse, não devia.:((

    beijocas

    ResponderEliminar
  9. bem...que o Sr de opiniões sobre livros de receita ou como o Scolari coloca ou não o Nuno Gomes tudo bem...mas falr de bomba atômica ...ele já está passando das marcas...FORA MARTELO!!!!!!!!!!

    ResponderEliminar
  10. O "animal" disse mesmo isso, ou tu ouviste mal?
    É que se o disse é gravíssimo e nem mesmo o vir retratar-se publicamente o isenta, como figura pública com responsabilidades, de uma tomada de posição no mínimo aberrante. Nota 0 para o professor!

    ResponderEliminar
  11. Este surpreende pela negativa...
    (E nem tem um factor Monika!)

    ResponderEliminar