segunda-feira, novembro 30, 2009

O Karl Marx do capitalismo

O karl Marx do capitalismo

Teixeira dos Santos vai vender activos e créditos tóxicos do banco a empresas de recuperação e com a reprivatização recuperar uma parte das perdas, contabilizadas em dois mil milhões de euros. Quais são os custos da nacionalização do BPN para os cofres do Estado? "Não estou em condições de quantificar", afirmou o Ministro.

É o Marxismo na versão capitalista em que os cidadãos, que já foram roubados uma vez pela ganância do grande capital, acabam a pagar de novo o valor do que lhes foi roubado. Eles roubam, nós pagamos.

As grávidas e a Sr. Ministra

vacina gravidas

Só 5 mil das 60 mil grávidas aceitaram ser vacinadas. A Ministra da Saúde, Ana Jorge, afirmou que situações como a das "duas mulheres que já morreram" e dos "dois recém-nascidos que ficaram órfãos - e os irmãos deles" - são "evitáveis". Tal como o das outras grávidas actualmente em cuidados intensivos, que tiveram de antecipar os partos. "Não foram vacinadas e correm risco de vida". Se uma grávida que foi desaconselhada a tomar a vacina da gripe vier a ter problemas, ou morrer, a responsabilidade ética é do médico.

Para a Ministra é fácil apontar o dedo aos médicos que aconselharam e aos cidadãos que recusaram tomar a vacina por não a considerarem segura de serem culpados das mortes que aconteceram. Claro, que no caso em que morreram fetos após a vacinação da mães já não pode ser associada à vacina. Pode ela garantir que estas crianças teriam morrido se a mãe não se tivesse vacinado? Podem os médicos que aconselharam a vacinação ser considerados eticamente responsáveis por estas mortes? Pode a Ministra garantir que as mulheres que morreram vítimas da gripe A não teriam morrido se a tivessem tomado? Pode ela garantir a 100% que os filhos dessas mulheres não poderiam falecer?
Porque tanto empenho e tanta hipocrisia para nos convencer a tomar a vacina? Será só por preocupação com a nossa saúde ou haverá mais alguma coisa por detrás disto tudo? Que deverão pensar todos aqueles que aceitaram correr o risco da vacinação e ouvem agora que afinal podem não estar protegidos devido às mutações que o vírus já sofreu? Vão aceitar ser vacinados de novo? Quantas vezes?
Cá em casa ninguém se vacinou nem vai vacinar com esta vacina. Um risco que aceitamos correr para evitar outro que considero ser ainda maior, o de a tomar.

domingo, novembro 29, 2009

O Kaos apoia a PAGAN na causa anti-guerra, anti-NATO


Afinal quem é favorável à guerra? Ninguém é a favor da guerra!

A PAGAN – Plataforma Anti-Guerra, Anti-NATO convida os autores de blogues a visitar o nosso blogue, a fim de conhecerem os objectivos anti-militaristas que movem esta plataforma e a tomarem parte activa nesta campanha, integrando e participando nas acções desenvolvidas.

Caso estejam de acordo com esta causa anti-militarista, podem enviar o vosso contacto e o vosso acordo para o nosso mail

antinatoportugal@gmail.com

ou deixando um comentário neste post com o link do blogue apoiante.

O blogue ANTI-GUERRA, ANTI-NATO passa então a integrar um link para o vosso blogue e este poderá exibir o logo da PAGAN e o nosso link no banner.

Os objectivos programáticos e plano de actividades — serão discutidos na nossa próxima Assembleia, na qual vos convidamos desde já a participar (por favor deixem um comentário caso tenham interesse em estar presentes):

Assembleia PAGAN
1º de Dezembro 2009, com início às 15 h. no Ateneu Libertário de Lisboa,
R. do Salitre, 139 1º Lisboa

Metro: Rato ou Avenida

Saudações anti-militaristas,

PAGAN – Blogue ANTI-GUERRA, ANTINATO

(para mais informações: Contacto: 967636341)


http://antinatoportugal.wordpress.com/2009/11/29/blogues-como-tornar-se-um-blogue-apoiante-da-pagan/

Ingovernabilidade

ingovernabilidade

No final da votação, que deixou o PS isolado na defesa do Código Contributivo, o Governo avisou que não vai governar com o programa dos outros partidos e que há risco de ingovernabilidade devido ao aumento da despesa. "Quem governa é o Governo". ...

Só posso dar um conselho ao Engenheiro; se está mal vá-se embora

Belos Robalos

caixa de robalos

À saída do interrogatório no Juízo de Instrução Criminal, onde o responsável esteve a ser ouvido, sobre os presentes que terá recebido, Armando Vara afirmou: “nunca recebi presentes do senhor Manuel Godinho, a não ser uma caixa de robalos”.

Bela Pescaria.

sábado, novembro 28, 2009

A esquerda dócilicada

burguesia

Ouvir o Bloco de Esquerda, um partido originalmente revolucionário, a defender mais a forma que o conteúdo. Considerado por muitos “o perigo”, quando o Engenheiro transformou a governação socialista em algo que nem a mais profunda direita tinha coragem de confessar deixou de ser o tampão à esquerda, criando a possibilidade de se poder assistir a um partido de extrema-esquerda chegar ao poder. Ver a preocupação dos políticos e comentadores foi engraçado, mas parece que esse medo já desapareceu, não por não haver a mínima possibilidade de o BE chegar ao governo, mas por estar muito mais dócil e ter um discurso cada vez mais semelhante ao dos partidos do regime. É pena.

A Obsessão do Pacheco

obsessao

A obsessão do Pacheco Pereira com o Engenheiro já chegou ao ponto de vir defender que escutas telefónicas deviam ser utilizadas no Parlamento como facto político e para provar que ele, o Engenheiro, mentiu sobre o caso da TVI. Não se trata de provar corrupção ou um crime, mas simplesmente de utilizar as escutas para fazer política. Passou-se.

sexta-feira, novembro 27, 2009

O gato da Alice

 gato da alice

Cavaco promove assessor das escutas a assessor da Casa Civil
Envolvido no caso das escutas a Belém, como a suposta fonte que terá feito chegar a notícia à Comunicação Social, o assessor da Presidência da República (PR), Fernando Lima, foi promovido por Cavaco Silva, passando a assessorar o chefe da Casa Civil do Presidente.

Este Sr. Silva só me faz lembrar o gato da Alice no País das Maravilhas, que, quando queria, ficava invisível. Tanto aparece como desaparece e quando aparece mais valia nunca mais aparecesse.

Esconder a porcaria

 esconder o defice

A oposição acusa o governo de, por razões eleitorais, esconder o verdadeiro estado da economia.

Não sabiam? Não é necessário ter uma licenciatura na Independente nem ter sido aluno de economia do Cavaco para se saber que andamos a gastar muito mais do que aquilo que ganhamos. Pelos vistos só os partidos andavam distraidos.

quinta-feira, novembro 26, 2009

Acabar o trabalhinho

 Afeganistão

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, disse nesta terça-feira que irá em breve anunciar o envio de reforços para "terminar o trabalho" na guerra do Afeganistão, que já dura oito anos.

Quem é o patrão que lhe encomendou o trabalhinho e que espera como pagamento pelo serviço prestado? Quantos milhares de afegãos vão ter de morrer para “acabar o trabalho”? Porquê? Qual é o grande negócio que cresce nessas terras?

Aves de mau-agoiro, Velho-do Restelo ou simplesmente um Medina Carrreira

 O fim do mundo

Ouvir o Medina Carrreira fez-me lembrar o velho livro do Tim Tim, A Estrela Misteriosa, em que um velho apregoa a chegada do fim do Mundo.Até fisicamente há muitas semelhanças.

quarta-feira, novembro 25, 2009

Pobreza e impostos

 Eles comem tudo

Vítor Constâncio veio dizer que para o ano o Estado devia conter os aumentos de salários e aumentar os impostos. Fácil de dizer quando se é Governador do Banco de Portugal e se tem um salário de burgesso. Fácil quando, devido à falta de competência como regulador e de parcialidade com o governo, se já se está preparar para ir ocupar uma vice-presidência do Banco Europeu. Os favores pagam-se, sem avaliação de desempenho nem vergonha na cara.

e zás, corta-se-lhe a cabeça

 hidra sem cabeça

O PS reagiu ao comunicado do PGR ilibando Sócrates de responsabilidades criminais nas escutas onde foi interceptado. Francisco Assis retomou o argumento da cabala dizendo que o partido e o Governo foram alvo de uma "tentativa clara de decapitação política"

Não fosse o Engenheiro uma Hidra com tantas trafulhices a saírem-lhe pela cabeça e, como no caso da lenda, de cada vez que se corta uma, logo outra aparece no seu lugar. A solução está mesmo em cortar mais abaixo e arrumar o caso de vez. Já chega de fugas de informação e de desculpas esfarrapadas. Num país decente a esta hora já todos sabíamos a verdade.

terça-feira, novembro 24, 2009

A palavra do Senhor...anda Pacheco

 Os bons e os maus

Há muito que digo que o Pacheco Pereira se passou. Há muito que perdeu o discernimento e cada vez está mais previsível e paranóico em tudo o que diz. Talvez por acreditar que tem sempre razão, que é mais inteligente que os outros, roga-se o direito de declarar a verdade absoluta em que todos devemos acreditar. Hoje vi um programa que ele tem sobre a comunicação social e tudo, dos blogs aos jornais, onde haja quem não diga mal do governo, está a fazer um mau trabalho, quem escreva artigos contra o Sócrates está a fazer boa investigação e um bom trabalho. Será que a Sic noticias não tem nada melhor para apresentar que a visão de um homem obcecado?

Ups!

 Ups falhei
“O próximo presidente do PSD não pode falhar”.
Aguiar Branco

segunda-feira, novembro 23, 2009

Uma vida precária

 Trabalho precario

Nove de cada dez novos empregos são precários.

Taxas moderadoras

 Taxas moderadoras

Rendimentos devem definir taxas moderadoras. O primeiro-ministro, José Sócrates, defendeu ontem que os portugueses devem pagar os cuidados no Serviço Nacional de Saúde (SNS) em função das suas possibilidades.

Ainda me lembro da altura em que o então Primeiro-ministro Santana Lopes fez esta proposta e todos lhe caíram em cima (e fizeram muito bem). Já na altura se apresentou o exemplo do Manuel Damásio, ex-presidente do Benfica, que mora na Quinta da Marinha, desloca-se em helicóptero particular, tem diversas empregadas em casa e declara ganhar o ordenado mínimo.
Todos nós já pagamos mais ou menos impostos de acordo com os rendimentos que auferimos. Criar taxas diversificadas é taxar mais quem já contribui com mais dinheiro para a “orgia” financeira do estado. Poupem onde esbanjam dinheiro, deixem de pagar fortunas a empresas por estudos e pareceres que podem ser feitos com a mesma qualidade dentro do estado e não vai faltar dinheiro para financiar a saúde. Cobrem os impostos a quem não declara o que ganha, criminalizem o enriquecimento ilícito e acabem com o sigilo bancário que ficam a ganhar, sem terem a necessidade destas ideias populistas e demagógicas.

domingo, novembro 22, 2009

Queimar ou não queimar. Eis a questão?

 Queimar ou não queimar

António Costa Gomes, juiz de instrução do processo "Face Oculta", não vai cumprir o despacho do presidente do Supremo Tribunal de Justiça, Noronha do Nascimento, que ordenou a destruição das escutas que envolvem José Sócrates e Armando Vara.

Afinal qual é as verdadeira cara oculta no processo “Face Oculta”?

Um nababo a caminho do Banco Europeu

 sem avaliacao

Constâncio entra na corrida à vice-presidência do Banco Europeu. Governador admite deixar o Banco de Portugal para ocupar o cargo de Lucas Papademos em Frankfurt, no final de Maio de 2010. Governo vai apoiar uma eventual candidatura.

Com uma imagem gasta pela insensibilidade social, (para com os outros que para si aprovou regalias e um salário milionário), e a forma como não cumpriu as suas funções de regulador da actividade bancária, (BCP, BPN, e outros), chegou a hora de sair do Banco de Portugal. Como a avaliação de desempenho para promoções só parece funcionar para professores e funcionários públicos, premeia-se a sua má actuação com uma promoção para o Banco dos Bilderberg. Boa viagem Constâncio que não vamos sentir a tua falta.


sábado, novembro 21, 2009

O Teatro de marionetas europeias

 Marionetas europeias

O grupinho que manda na Europa mostrou uma vez mais que esta Europa é um saco de gatos em que os grandes países fazem marcação serrada uns aos outros. Afinal a escolha de um Presidente e de um Ministro dos Negócios Estrangeiros, para que a Europa falasse a uma só voz, acabou por ser substituída por mais duas Marionetas para fazerem companhia ao cara de Cherne.

Isabel no Parlamento das Maravilhas

 avaliação de 30 dias

O PSD depois de dar o dito pelo não dito durante as eleições de que iria exigir a suspensão do Processo de avaliação dos Professores e por não ter um melhor para apresentar, foi hoje em salvação desta avaliação e da Ministra ao inviabilizar a sua suspensão pelo Parlamento com a proposta de conceder 30 dias ao governo para apresentar uma nova proposta. Gostaria de saber o que pensam e o que têm para dizer todos aqueles que, durante a campanha eleitoral, utilizaram a promessa de suspensão da avaliação como argumento para o voto no PSD. Podem, alguns, dizer que foram enganados, mas muitos sabiam que os “laranjinhas” e os “cor-de-rosa” pensam e praticam politica iguais. A Europa assim o exige.

sexta-feira, novembro 20, 2009

Homicídio de carácter

 homicídio de carácter

O líder parlamentar do PS, Francisco Assis, considera que no âmbito do processo Face Oculta o primeiro-ministro tem sido alvo de uma tentativa de «homicídio de carácter»

Homicídio de carácter? Mas para isso não teria de haver carácter? O Engenheiro já arranjou outra voz para vir "chorar lágrimas de crocodilo" sobre a campanha negra. Ponham a verdade cá fora que nós saberemos julgar.

Este tem mau na avaliação e é titular

 o quato pior ministro

O ministro de Estado e das Finanças, Teixeira dos Santos, foi classificado pelo diário britânico 'Financial Times' como o quarto pior ministro das Finanças, 15º lugar, num ranking de 19 ministros. Ainda assim, o governante melhorou quatro posições desde a última análise, em 2008, quando ocupou o último lugar da lista.

Cá pelo Jardim, da esquerda à direita todos o elogiam e dizem ser o melhor Ministro que temos. Eles lá sabem porquê.

quinta-feira, novembro 19, 2009

Desemprego chega aos 9,8%

 desemprego 9 ponto 8

Os sinais de recuperação da economia estão a demorar a chegar ao mercado de trabalho e ameaçam as previsões mais optimistas do Governo. No terceiro trimestre de 2009, a taxa de desemprego disparou para os 9,8% e, segundo as estatísticas oficiais, afectou 547,7 mil pessoas.

Pode um país em que um em dez dos seus cidadãos não encontra trabalho ser considerado livre e democrático? Veio o Engenheiro desculpar-se com a crise, como se não tivesse culpas no cartório, como se não fosse um dos que aplicam o sistema capitalista global à força e à custa dos cidadãos do seu próprio país. Que inocência pode alegar quando foi ele o autor da nova lei do trabalho que tudo permite aos patrões e retira todos os direitos aos trabalhadores? Que lógica pode haver em enterrar mais de 3 mil milhões para aguentar um Banco delapidado pela corrupção e vermos depois os trabalhadores da Quimonda Solar serem despedidos ao verem declarada a insolvência da empresa por uma divida de 26 milhões. Não seria o dinheiro enterrado naquele Banco mais bem empregue a salvar empresas e empregos, garantindo a dignidade das pessoas e a sustentabilidade do país quando a crise passasse? Não seria esse dinheiro mais bem empregue a salvar o trabalho e a evitar a miséria e o sofrimento daqueles que não conseguem trabalho para sustentarem os seus filhos?

Encontro de Presidentes

 Conversas

Numa altura em que muitos já não confiam no Sr. Silva como sendo um Presidente isento, (as pessoas acreditam em cada coisa) e ou outros já questionam o que anda ele a fazer numa altura em que as altas instâncias da justiça são “chacota” dos jornais. Mas, por mais fragilizado que esteja pela história das escutas falsas, o homem tem de, não fazer alguma coisa que é coisa que nunca faz ou dizer algo importante, mas pelo menos dar-nos a ideia de que está a fazer. Assim, lá teve de ir o Presidente do Supremo Tribunal de Justiça fazer uma visitinha a Belém para só declarar no fim que tinham estado a falar sobre o “sistema de justiça”. Acredito, afinal nenhum de nós imagina que a conversa possa ter sido sobre horticultura ou a trocarem receitas de bolos. É nestas alturas que fazem falta umas boas escutas no Palácio.

quarta-feira, novembro 18, 2009

Agora escutas tu, agora escuto eu

 Escutas

Portugal é mesmo um país de coscuvilheiros. Antigamente espreitava-se para dentro da janela da vizinha, agora colocam-se escutas. Há tempos soubemos que até os pedidos de pisa feitos pelo Sampaio estavam gravados, o Sr. Silva anda com medo que salte alguém do computador e lhe descubra os segredos e sabemos agora que do Engenheiro há uma colecção de DVD’s com as suas conversas. Dizem-nos que são feitas para investigação criminal na luta contra a corrupção, mas sabendo nós que estas escutas acabam sempre a ser consideradas ilegais, que nunca um corrupto é condenado e que tudo isto, mais dia, menos dia, até deixa de ser noticia, andar a escutar esta gente só pode ser mesmo para treino dos operacionais da policia ou pelo prazer de meter o nariz na vida dos outros.

Durão: A sopeira da Europa

 Sopeira da europa

Com o tratado de Lisboa aprovado está na hora de preencher os lugares do poder europeu. Contrariamente aos EUA onde o Presidente é leito pelos cidadãos, por cá preferiram a nomeação, menos sujeita a surpresas e garantindo que a escolha é calmamente feita nos salões da velha Europa. Para este primeiro mandato há já vários cães atrás do mesmo osso e a bicha não pára de aumentar à porta da sopeira da Europa, o Durão Barroso. Eu estou para aqui com uma dúvida enorme; se me proponha, também eu, para ocupar o cargo de Presidente ou se, mais certo e mais simples, lhes rogue as sete pragas do Egipto e lance uma maldição sobre todos aqueles que ocuparem esse lugar. Quem se sente naquela cadeira, acaba mal. É que os candidatos merecem-no.

terça-feira, novembro 17, 2009

Problema comezinho

 problema comezinho

Mário Soares, considerou que o processo Face Oculta, não passa de um «problema comezinho», desvalorizando desta forma a investigação, o seu impacto político e o envolvimento do primeiro-ministro José Sócrates. Por fim, antigo Presidente afirmou que «é preciso que a Justiça não seja uma face oculta».

Realmente se só se tratasse dos 10 mil euros que dizem o Armando Vara ter recebido seria mesmo comezinho, mesmo os quase milhão pago em luvas pelo gajo da sucata poderia ser considerado migalhas, (Só no BPN o estado já enterrou muitos mais), mas parece esquecer o Marocas que o que está em causa, e se não está devia estar, é o facto de vivermos numa sociedade onde a corrupção é prática comum, dos simples funcionários administrativos aos mais altos governantes. Para ajudar a justiça que temos parece viver em promiscuidade com o poder político e económico sendo mesmo utilizada como arma politica. Um país corrupto e sem justiça é um país inviável. É por isso importante que se acabem com as faces ocultas e todos possamos ver a cara dos corruptos e da corrupção.


Coisas do pantano

 bola de sabão

Que protege o Engenheiro de cada vez que aparece associado ao odor fedorento do pântano da corrupção? Porque não há um único caso em que saia de face lavada e sem deixar para trás o anátema de dúvida? Porque morrem só nas suspeitas todos os processos sem nenhum ser levado ás últimas consequências? Uns dizem por se tratarem de calúnias, outros por conseguir influenciar o próprio poder judicial. Certo, é que para se ser honesto não basta sê-lo, também é necessário parece-lo e, o Engenheiro não parece mesmo nada.

segunda-feira, novembro 16, 2009

A apagadora de promessas

Apagador de promessas

Acordo entre PS e PSD. Avaliação dos professores vai avançar. Negociações estão praticamente concluídas e o acordo iminente. PSD deixa cair a suspensão da avaliação e o PS aprova a proposta laranja, que já foi entregue no Parlamento.

Eu bem avisei durante a campanha eleitoral que a posição que o PSD defendia relativa à avaliação era oportunista e mentirosa. Ambos os partidos estão presos às directivas da UE e ambos pensam da mesma forma. Os professores que foram atrás do canto de sereia da Manuela Ferreira Leite vão agora ver o logro em que caíram. Quer queiram quer não, os professores só podem contar com a sua força e determinação para derrotar estas políticas.


Crimes? Uns dias sim outros talvez

Kung Fu procurador

PGR confirma crime mas não apoia escutas

domingo, novembro 15, 2009

Ligações Perigosas

Ligações perigosas

Que fazer com umas escutas que parecem queimar quem pega nelas? O Supremo Tribunal resolveu queimá-las de vez. Uma vez mais o Engenheiro vê-se livre da justiça, mas uma vez mais fica uma nódoa de suspeita que, sem poderem ser ouvidas as gravações, nunca desaparecerá e o perseguirá para sempre. O que fica são os ruídos das fugas ao segredo de justiça publicadas nos jornais, verdadeiras ou não. Fica também duvida se é só incapacidade do Ministério Publico de travar essas fugas ou se já faz parte da sua normal forma de actuar.

Espionagem política

Espionagem politica

Vieira da Silva veio acusar as escutas feitas ao Armando Vara onde apanharam o engenheiro a dizer muita coisa que não confessa em público de Espionagem política. Todas as escutas feitas seja lá a quem for são sempre “espionagem” e quem misturou a politica com a justiça em perigosa promiscuidade foram os políticos, com as leis que fizeram e com as que não fizeram e ao utilizarem o poder judicial em interesses muitas vezes inconfessáveis. É por isso que a nossa justiça está no estado em que está e os nossos políticos são aquilo que são. É por isso que esta sociedade se envergonha do estado do seu país e o ideal de liberdade e democracia morre um pouco todos os dias.

sábado, novembro 14, 2009

Flexibilidade que baste

Horários de trabalho

Muitos podem acreditar que a nova Ministra do Trabalho, Maria Helena André, poderia ser uma boa noticia pelo seu passado sindicalista. Desenganem-se, embrulhado na nova imagem de dialogo que o Engenheiro deseja vender-nos, bastou ouvir uma entrevista para se notar que pouco ou nada podemos esperar na melhoria dos nossos direitos laborais, quer seja na segurança no emprego ou na precariedade do trabalho, mas podemos contar desde já com a imposição de uma ainda maior flexibilização dos horários de trabalho, colocando todo o nosso tempo e a nossa vida à disposição dos patrões. Vimos no que deu a flexibilização dos despedimentos, com a miséria a alastrar por todo o lado, sob o pretexto da crise embora vejamos empresas a apresentar milhões de lucros, vamos sofrer agora a praga da flexibilização dos horários de trabalho. Eu por mim estou farto de ser flexivel e chegou a altura de antes quebrar de flexibilixar. Acabemos já com essa treta da concertação social, onde cada vez que os sindicatos reúnem com os patrões/governo, só negoceiam a extensão dos direitos que vamos perder dessa vez. Está na hora de falar claro e assumir a luta pela reconquista de muitos direitos que nos têm sido retirados ao longo dos anos. São os trabalhadores que têm a força nas suas mãos se tiverem a coragem de a utilizar. São eles que podem parar este país, são eles que produzem a riqueza dos patrões. São eles quem pode alterar este marasmo em que caímos e, em que cada dia, somos menos seres humanos e mais ferramentas do capitalismo.

Há Máfias para tudo

 Sucateiros

sexta-feira, novembro 13, 2009

O Urubu

Abutre face oculta

Todos sabem o que penso e a falta de confiança que o Engenheiro me merece. Nem duvido, por todas as histórias tão mal contadas que aconteceram no passado, que até possa haver motivos para investigação e acusação por razões menos claras, neste e em outros casos em que está envolvido. Já a Manuela Ferreira Leite tem o condão de dizer o pior que pode dizer de cada vez que abre a boca. Em vez de ir para a Assembleia, armada em Urubu por cima do cadáver político do Engenheiro fazer folclore político, mais valia que apresentasse propostas e soluções que obviem a que a corrupção seja possível em Portugal. Proponha acabar com o sigilo bancário, com o enriquecimento ilícito e o agravar das penas para os culpados. É que também não nos podemos esquecer que as leis que temos, as leis que permitem que este país esteja nesta bandalheira, que a corrupção esteja institucionalizada e que nunca se consiga condenar os culpados também é da responsabilidade do PSD. O que falta é uma verdadeira vontade de acabar com a corrupção e o compadrio por parte de todos os que no poder, não vão tentações do diabo fazê-los cair em tentação.

Sócrates foi á pica

Gripe  A dos Porcos

O nosso Primeiro-ministro e a Ministra da Saúde foram tomar a Vacina contra a Gripe dos Porcos à frente das câmaras das televisões e do flash dos jornalistas. Quero acreditar, embora me custe, que por uma preocupação genuína com a saúde dos portugueses não se cansam de fazer campanha para que todos acabemos com uma picada no braço. Imagino que tenham tomado a vacina destinada ao comum dos mortais e não a outra que, em alguns países, está a ser ministrada a governantes, militares e aos mais poderosos.
Pessoalmente, já tive os meus dois filhos com a gripe e pareceu-me em tudo idêntica a uma gripe normal desta época do ano. Nós pais, escapámos ilesos aos vírus que certamente inundaram a nossa casa; tivemos sorte. Mas, uma coisa é certa, com tantas dúvidas lançadas sobre a segurança desta vacina, com médicos a não a tomarem e a aconselhar a que nós não a tomemos, cá em casa essa vacina não entra.

quarta-feira, novembro 11, 2009

Cair do muro da crise

Cair da crise abaixo

Quando ouvirmos os políticos falarem de crise e sacrifícios convém que não nos esqueçamos de lhes lembrar que a culpa da crise é deles. A culpa é do liberalismo, do capitalismo, da globalização, da ganância de alguns e da sua permissividade e cumplicidade. Assim como também o é o sofrimento de centenas de milhares de desempregados e de milhões de pobres. Infelizmente neste país, com as lavagens de cérebro e a propaganda televisiva que todos os dias nos adormecem e convencem, ainda acabamos a transformar em heróis os responsáveis pela nossa desgraça.

A Maça envenenada Parte 2

Branca de Neve A maça

Abre o olho Nogueira, não te deixes enfeitiçar pelo brilho da maça que te ofereçam, lembra-te que já uma vez a trincas-te com o Memorando de Entendimento. Chegou a altura de quem trabalha assumir e levar às ultimas consequências que, nas suas lutas, ganhar "menos que tudo" é sempre pouco.


terça-feira, novembro 10, 2009

Um rei para descartar

 carta queimada

Cavaco Silva já não é a figura mais popular entre a classe política. No rescaldo do caso das escutas e do ciclo eleitoral o Presidente da República sai enfraquecido com uma queda substancial no seu índice de popularidade. Desde Agosto, o saldo entre opiniões negativas e positivas acerca do Presidente caiu de 27,4% para 3,5%.

Espero que este Espero que os portugueses, no dia das próximas eleições presidenciais não tenham a memória curta e que este vá ser o primeiro Presidente da Republica a não conseguir ser reeleito. Ele realmente já nem merecia ter rido este primeiro mandato quanto mais um segundo. Está a chegar a hora de fazermos uma limpeza em Belém.

Os Muros da vergonha

 Muros

Faz agora 20 anos da queda do vergonhoso Muro de Berlim e que representa também a queda daquilo a que alguns gostam de chamar comunismo. Seria bom que quando se celebra essa data não nos esquecêssemos que outros muros existem e outros ainda estão agora a ser construídos. O mais vergonhoso está a ser construído na Palestina mas não devemos esquecer um outro, também em construção entre os Estados Unidos e o México. Quem se esconde por detrás de um muro é porque não é bom vizinho nem boa gente.

segunda-feira, novembro 09, 2009

Uma Ministra sob pseudónimo

 Maria Isabel Girão de Melo Veiga Vilar

Quem é Maria Isabel Girão de Melo Veiga Vilar, perguntam vocês? Não sabem mas já a começam a conhecer bem, é a nova Ministra da Educação Isabel Alçada. Temos por isso uma Ministra que governa sob pseudónimo como pode ser comprovado no próprio site do governo. Assim, preserva-se a tal Maria Isabel Girão de Melo Veiga Vilar para futuramente poder ser chamada para Ministra da Agricultura sob o pseudónimo de Isabel Inchada, ou Ministra das Obras públicas como Isabel Alcatroada ou outro Ministério qualquer sob outro pseudónimo qualquer. Assim, na realidade a Ministra não existe porque a Isabel Alçada também não. É uma invenção
Proponho mesmo ao Engenheiro que, quando o seu nome já estiver tão sujo de andar pela lama dos casos de corrupção e das aldrabices em licenciaturas, e não só, assim com pela merda que fez no governo, concorra às eleições como José Platão ou mesmo João Aristóteles. (Não recomendo José Nietzsche, João Kant e Manuel Kierkegaard porque são nomes que não ficam muito bem a um Engenheiro).

A taxa do mealheiro

Pigs

O primeiro-ministro britânico Gordon Brown defendeu este sábado que deveria ser criada uma taxa sobre as transacções financeiras internacionais para financiar futuros planos de salvamento dos bancos.

Porra, quando é que vemos algum destes imbecis defender a criação de uma taxa para criar emprego ou acabar com a pobreza. Estou farto de ver o dinheiro que tanta falta faz para melhorar a nossa vida ser oferecido em bandeja de ouro à toda-poderosa banca. Até parecem porcos que têm ranhuras nas contas para satisfazerem o seu voraz apetite por dinheiro.

domingo, novembro 08, 2009

Amigalhaços de longa data

 amigos

Sócrates afirmou que os telefonemas que a policia interceptou entre ele e o Armando Vara, foram feitos como amigo. Realmente eles são amigos de longa data e fizeram um percurso juntos até à licenciatura. Depois, um seguiu para a política e outro para os negócios e a banca. São tão semelhantes em tanta coisa que até se confundem. Digo eu.

Anti Virus Europeu para a liberdade na Internet

 Anti virus

UE autoriza corte de acesso à Internet sem ordem judicial.
O texto define ainda que essas medidas podem ocorrer apenas como resultado de um "procedimento prévio, justo e imparcial", que garanta "o direito [ao visado] a ser escutado" e ainda "o direito a uma revisão judicial eficaz e oportuna". Ou seja, é possível o corte do acesso à Internet, sem uma ordem judicial prévia, ao contrário do que agora acontece.
A directiva tem de ser transposta para todos os países da EU até final de Maio de 2011.

Nesta “democrática” Europa é necessário uma ordem judicial para tudo o que mexa com corrupção, mas parece não ter a mesma opinião quando se trata de liberdade de expressão. Por cá, estou certo que o Engenheiro está interessadíssimo em que entre rapidamente em vigor.

sábado, novembro 07, 2009

Os peixinhos do Teixeira dos Santos

 O pescador

Teixeira dos Santos, falando sobre o endividamento externo elevou a um outro patamar a ideia de que se vires alguém com fome, não lhe dês um peixe, ensina-o a pescar. Explicou-nos que para podermos pescar temos de pedir dinheiro emprestado para comprar a cana que depois pagaremos com o peixe que apanharmos. Eu, das poucas vezes que experimentei pescar nunca apanhei mais que uns peixinhos que não pagavam o preço do isco quanto mais da cana, se esta não fosse emprestada. Não conheço as capacidades de pesca do Teixeira dos Santos, mas desconfio que as suas canas de pesca nos vão sair do bolso a todos nós.

Não querer ouvir, não querer ver, não querer dizer

 Não ver, não ouvir, não falar

O chefe do Governo sublinhou que "é tempo de instituir na administração e nas empresas públicas verdadeiros códigos de conduta e medidas de prevenção dos riscos de corrupção".

Mas não têm? Já não deviam ter desde sempre? Não será isto mais um discurso vazio e só para acalmar a indignação que reina no país com a catadupa de notícias sobre corrupção que aparecem todos os dias? Que fizeram até agora os partidos para verdadeiramente acabar coma corrupção? Nada. A recusa das propostas do Cravinho e o afastarem-no para uma reforma dourada em Londres provam que, mais que não fazerem nada, não querem é que nada seja feito. Serve os seu próprios interesses e daqueles que apadrinham. Tudo isto mete nojo.

sexta-feira, novembro 06, 2009

O casamento gay e o Ribeiro e Castro

casamento gay

Uma nova legislatura, um novo parlamento e a velha questão do casamento gay. Já se viu que o Engenheiro gosta de lançar uma questão “fracturante” no início das legislaturas para se tentar vender como progressista e de esquerda (e fazer esquecer os verdadeiros problemas). Desta vez é o casamento homossexual que está na berra, (depois de o PS se ter recusado a resolve-lo na legislatura anterior), e claro, quem sai a terreiro para manifestar a sua opinião de que o casamento só devia ser permitido entre homens e mulheres, exigindo um referendo, é o CDS, aqui na voz do Ribeiro e Castro. Eu, honestamente não me preocupa minimamente que gays possam casar entre si ou não, mas sabendo que isso é um desejo que têm manifestado, não vejo porque não se lhes resolve o problema de vez. Querem casar, pois que casem. Choca-me mais ver o Ribeiro e Castro, depois da maneira como foi tratado, denegrido, ofendido, traído e escorraçado da liderança do seu partido pelo Paulo Portas, tenha vindo a correr para se atirar para os seus braços mal ele lhe assobie. Isto sim é algo degradante.

Partilhe