domingo, Novembro 30, 2008

Verdades absolutas

Sr Esquerda

Ouvir o Jerónimo de Sousa, por muito empolgante que possa ser para os seus camaradas, só me deixa desgosto e retira esperança. Esta eterna arrogância de se ser único, de se ser sozinho, de se ser dono de toda a verdade e saber. Esta necessidade de se ser o dono da esquerda, de todas as verdades e certezas. Eu, não tenho certezas nenhumas, só dúvidas e a esperança de encontrar outros que juntos comigo também procurem soluções. Tantas verdades absolutas assustam-me.

Banco's Eleven

BPP

Depois de já ter ouvido que o Constâncio anda há vários dias a trabalhar intensamente para o Banco Privado Português, embora, se somos nós que lhe pagamos um ordenado de nababo, era para nós que o devia estar a fazer...se soubesse. Hoje foi o Berardo que nos veio dizer que, se o estado apoiasse o BPP então também o devia ajudar a ele que também perdeu dinheiro na especulação bolsista. O Engenheiro informou-nos que o Estado ia ajudar o Banco, o Júdice aplaudiu enquanto ao fundo passava o Bilderberg Pinto Balsemão. Uma imagem digna de qualquer filme dedicado à Máfia.

sábado, Novembro 29, 2008

Orçamento 2009

Prova dos 9

Depois do paraíso apregoado, mesmo quando estávamos a ficar mais pobres todos os dias, é a crise internacional que assume todas as culpas. Gostava de ter a certeza de que todas aquelas contas estão certas, especialmente agora que me avisaram que ele é o pior Ministro das Finanças de 19 países da União Européia. Como acontece com qualquer merceeiro, convém conferir as contas e fazer a prova dos nove.

Um conselho sem conselhos

Conselho educação

Na sexta-feira passada, Álvaro Almeida dos Santos afirmou, após um encontro com a ministra para conhecer as alterações ao modelo de avaliação propostas pelo Governo, que este órgão consultivo "provavelmente" manteria o pedido de suspensão do processo.
O Ministério da Educação diz que a maioria dos membros do Conselho de Escolas (CE) concordam com as alterações introduzidas no modelo de avaliação de professores. A tutela esteve reunida com aquele órgão consultivo que representa os conselhos executivos e o secretário de Estado adjunto da Educação, Jorge Pedreira, avançou a reacção dos conselheiros. “A larguíssima maioria dos conselheiros o que disseram foi que as medidas eram as medidas necessárias e suficientes para que o processo de avaliação de desempenho se possa agora desenvolver”, disse.

Se não me engano, ainda a semana passada o CE tinha votado por maioria a suspensão da avaliação dos professores, facto que me faz ficar estupefacto. Votaram a suspensão do processo e agora com algumas mudanças de visual já pode ser aceite? Não é um Conselho, um órgão que deveria ter como função dar conselhos. Se havia forma de manter o processo de avaliação com algumas mudanças, como agora parecem defender ao aceitar a proposta da Ministra, não deveria ter sido o conselho a aconselha-lo à ministra em vez de propor a suspensão? Assim só provam que não servem para nada. Não são órgão consultivo porque não assumem essa responsabilidade e só servem para tentar vender uma imagem de legitimidade e aceitação social das leis da Sinistra. Demitam-se.

sexta-feira, Novembro 28, 2008

A falta do Zé

Conselho educação

O Bloco de Esquerda zangou-se com o Zé e acabou esta "união de facto" que nunca conseguiu passar de um casamento. O Zé, que de homem honesto que ia limpar toda a corrupção e endireitar todos os processos, passou a possível candidato do PS de António Costa nas próximas autárquicas. Afinal o Zé sempre faz falta a alguém.

FENPROF 2008 TOUR

 2008 tour

Não vi mas li. Parece que a Manuela Ferreira Leite teve tempo de antena no tempo de antena da FENPROF. À FENPROF, só lhes posso dizer que andam em muito más companhias embora estou certo que ouvirei que a utilizem “por razões tácticas”. É bom é que explique aos professores que essa Doutora ainda há seis meses desafiava o Sócrates para ele manter a Sinistra e a sua avaliação. Agora só diz o contrário para tentar “apanhar” uns votos, ou seja para ela são “razões tácticas”. Quem ganha mais nesta simbiose de razões tácticas não sei, mas pelo Menos a Manelinha devia ter vergonha da figura “populista” que tanto criticava e agora faz. O Sindicato, esse devia escolher melhor as companhias.

quinta-feira, Novembro 27, 2008

Fugir para a frente

 A arder

Já aqui o referi muitas vezes, não entendo nada de economia, mas honestamente parece-me que este pessoal que reina nas cadeiras do poder também não. Nem as suas propostas parecem fazer muito sentido, nem as contas bater certo. O Cherne fala da possibilidade do não cumprimentos dos défices dos países europeus e fala em dois anos. O Almunia, logo ali ao lado dele, não tardou a deitar água na fervura para explicar que falam de poucas décimas no défice e que durava só um ano. Que eles não se entendam, eu entendo, mas não compreendo muito bem, como é possível, pagando 1,5% do PIB ao criado fundo de crise da União Europeia, mais conhecido pelo "Bolo das ratazanas" ou "Mama dos Ricos", (200 mil milhões), se espera que o défice não dispare. E tudo para quê? Para incentivar o consumo e o crédito, ou seja as principais causas da razão porque estamos em crise. Esta gente só sabe rugir para a frente sem ver que só nos empurram irremediavelmente para o abismo.

Solenemente falando

Manifestacao

«O Chefe-de-Estado explicou aos jornalistas: Dias Loureiro "garantiu-me solenemente que não cometeu qualquer irregularidade nas funções que desempenhou" em empresas ligadas ao grupo Banco Português de Negócios. "Não tenho qualquer razão para duvidar da sua palavra", acrescentou Cavaco Silva»

Está Cavaco Silva a dizer que tem razões para desconfiar do António Marta e que acredita que ele faltou à verdade quando desmentiu as afirmações de Dias Loureiro sobre as razões que o tinham levado ao Banco de Portugal?

quarta-feira, Novembro 26, 2008

O Regresso da Popota

Oigs in the space

A directora da DREN, Margarida Moreira, realçou à rádio que foram registados casos de professores que “quiseram entregar os objectivos e tiveram outros colegas a dizer que não os recebiam”. A Direcção Regional da Educação do Norte (DREN) ameaçou hoje que irá avançar com processos disciplinares contra os professores que pressionarem colegas a boicotarem a avaliação de desempenho.
A directora da DREN, assegurou, em declarações à TSF, que será “inflexível”. “Se for uma situação de coação, actuarei disciplinarmente se necessário for”

Sr. Silva....on fire

Rabo on fire

Parece que já há quem comece a rabiar por sentir o rabo mais quente. Quando me lembro do que aqui, neste blog, já escrevi sobre o Sr. Silva, com bancos e Banqueiros à mistura e das galinacias imagens que dele já criei ...só me apetece fazer mais. O assunto é o mesmo, só que agora mais evidente para todos. Como sei que neste país é muito dificil que, nestes casos, alguém se queime, espero que pelo menos saiam bem chamuscados aos olhos de todos nós.

terça-feira, Novembro 25, 2008

O Pai dos Pais

O pai nosso

Vi e ouvi o Pros-e-Contras com Pedreiras, Nogueiras e algumas asneiras. Como não sabia porque ponto lhe pegar, escolhi aquilo que sou; Pai. Lá estava o Pai dos Pais a falar em meu nome sem que para isso lhe tenha passado qualquer procuração. Aparece em todo o lado, nem que seja na forma de emplastro, para sustentar este sinistro estado de coisas.
Como estou com sorte, nem necessito de escrever. O meu amigo J.Leitão permitiu-me não ter de o fazer pois acabou de me enviar um texto.

O que fazer?

Os professores devem falar de modo a que quem não é professor entenda o que está em causa. Por outro lado, quem é pai/mãe, sempre que vai a uma reunião de pais com o director de turma devia aproveitar para fazer umas perguntas no final da reunião, ou então marcar um encontro com o director de turma, já que UMA vez por semana, há um dia designado para esse efeito. Se é verdade que os professores ainda não tentaram esclarecer o país sobre as bases da sua luta, também é verdade que quem é pai/mãe pode facilmente ser esclarecido na própria escola que é frequentada pelo/s seu/s filhos.

Eu faço isso há 14 anos, e sei muito bem como é a escola pública. A escola pública tem grandes defeitos e muito más condições de trabalho para todos os que lá andam todos os dias, professores, alunos e auxiliares de educação. Há felizmente uma fatia significativa de excepções, devido sobretudo às pessoas que lá trabalham., Obviamente os professores os alunos e os auxiliares de educação, aos quais se juntam muitas vezes os pais.
Agora, tem toda a razão o cirrus quando escreve: "andaram 2 meses a discutir a que manifestação haviam de aderir". O que mostra bem que entre os professores há divergências quanto baste. Foi muito bom terem comparecido quase todos em pelo menos uma. E ou muito me engano, mas pode ter sido um momento único, que dificilmente se repetirá . Rapidamente vêm ao de cima o que os divide e, infelizmente, não o contrário.
Aproveito para repetir que,na minha visão, os problemas do ensino em Portugal NÃO PASSAM , em primeiro lugar, pelos assuntos que têm sistematicamente postos em evidência tanto pelo ministério como pelos professores (avaliação e estatuto da carreira docente;embora a questão do modelo de gestão da escola me pareça bem mais importante).
NÃO, por favor NÃO. Há diversos aspectos que estão mais para baixo, na base, que não estão a ser falados desde há décadas, e pelos quais é URGENTEMENTE NECESSÁRIO começar a falar. Refiro-me à disciplina na escola, ao ambiente da escola, aos refeitórios das escolas, aos programas de cada ciclo, ao uso da máquina de calcular, à avaliação dos alunos e à formação dos professores. A todos estes aspectos deve adicionar-se um outro importantíssimo que é onde tudo começa: as creches e jardins de infância. E podemos ir um pouco mais atrás, às licenças de maternidade dos pais que deviam tender para os 2 anos de licença o mais célere possível.
Para mim a educação começa nos primeiros meses de vida e portanto a sociedade, nesse domínio, devia estar organizada de modo a proporcionar as melhores condições aos bébés, às crianças e aos jovens. Nunca vi/ouvi ninguém em Portugal, que tenha alguma vez tenha abordado o tema da educação nestes termos. Embora acredite que muitas pessoas pensem da mesma forma que eu.
A classe dos professores deveria ter sido a primeira a ter lançado este assunto para discussão na assembleia da república, nos partidos políticos, nas associações, em todo o lado.

Para quem não entende nada de contabilidade

Contabilidade

"assinei as contas. Não percebo nada de contabilidade".
Dias Loureiro entra no grupo BPN por sua iniciativa quando em 2001 se dirige a Oliveira Costa, seu ex-colega de Governo, propondo-lhe a compra de 50% da Plêiade, empresa do grupo Roquette, que Loureiro administrara e onde tinha uma posição de 15%. Oliveira Costa comprou tudo e em troca Loureiro ficou com acções do grupo que vendeu em 2002 e lhe renderam cerca de €7 milhões.

Vejam lá se percebesse.

segunda-feira, Novembro 24, 2008

A Rasteira

Rasteira

- Eu fui lá avisar.
- Mentira, vei cá foi queixar-se.
- Não, não, fui lá queixar-me.
Quem mente e porque mente quem mente?
Não sou génio, mas basta ler toda a noticia [AQUI] e não me parece muito dificil de imaginar que anda ali alguém aflito. Assustado talvez não pois resta a certeza que, há sempre um "Bibi" para carregar com todas as culpas.

O Bôbo e o Sr. Conselheiro

O Bobo e o conselheiro

Talvez fosse bom saber-se se, desses tantos milhões que andam desaparecidos se alguns não terão pago algumas campanhas eleitorais e, se sim, quem foi eleito com esse dinheiro.
Depois de ter feito este post já veio o Sr. Silva lavar as mãos negando qualquer ligação ao BPN e jurar que nada sabe. Acredito que não saiba, não queira saber e muito menos que nós saibamos.

domingo, Novembro 23, 2008

Queijo Sr. Silva. Não há rato que resista

Cavacatouille

A tinta começa a cair e a realidade do Cavaquismo começa a mostrar a sua face. Já aqui o digo desde sempre que Cavaco Silva é o grande culpado do sistema que está implementado, deste liberalismo de compadrio, da promiscuidade entre o público e o privado, da justiça que não temos e da injustiça que abunda.

Memorando de Entendimento Parte II

Cuidado com a maça

Mário Nogueira reafirma que este modelo tem de ser suspenso, mas diz-se disponível para negociar uma solução transitória para salvar este ano de avaliação.
Nós estamos completamente disponíveis para discutir uma solução para este ano ainda, que não seja uma solução administrativa, que não seja de vazio e para negociar um modelo de avaliação definitivo para o próximo ano, no quadro de uma revisão do estatuto da carreira docente. Esta é a nossa disponibilidade, porque queremos que exista um modelo de avaliação. Não queremos é que haja um modelo qualquer de avaliação e muito menos este”.

sábado, Novembro 22, 2008

O Mundo Cavaquista

Forrest Gump

Sem legenda

Portugal ao fundo

Afundar

Teixeira dos Santos já nos veio dizer que afinal tem de mudar uns numerozitos no Orçamento, que afinal isto piorou desde o dia em que apresentou o Orçamento, coisa que não se podia prever há 15 dias atrás. Afinal, surpreendentemente is deu para o torto e afinal o desemprego e toda aquela matemática dos números, das décimas e das percentagens vai tudo de mal a pior. Claro que todos já hão muitos que sabemos que este país está a afundar e que algo de muito mau vem aí. Ele não, mas também não podemos esperar muito mais se afinal ele é considerado pior Ministro das Finanças entre 19 países europeus.

sexta-feira, Novembro 21, 2008

Já só há meia Sinistra

meia Ministra

A Sinistra Ministra veio hoje informar que muitas das parvoíces que existem na avaliação dos professores ia ser retirada. A pouco e pouco vai descascando a avaliação e de tanto se baixar já se lhe começam a ver as cuecas, o que não abona muito em favor da sua dignidade. Já todos entenderam só poderia manter alguma demitindo-se aceitando que este processo de avaliação um nado morto. Já só existe meia avaliação e outro tanto de Ministra. Poupe na agonia e demita-se.
Mais estranho é que esta procura em acabar com a contestação dos professores passe sempre pela avaliação, quando o principal problema não está aí, mas sim no Estatuto da Carreira Docente e na divisão arbitrária dos professores em Titulares e não titulares. Pensar que os problemas podem ser resolvidos sem resolver este é pensar que se pode matar a “Hidra” sem lhe cortar a cabeça.

Um homem que é a generosidade em pessoa

Gerneroso

O Banco de Portugal veio comentar a estatística que mostra que os portugueses demoram cada vez mais tempo e encontrar novo emprego depois de perderem o que tinham, afirmando que isso se devia ao “generoso” subsidio de desemprego que recebiam. Quem recebe um “pornográfico” salário, pago com o dinheiro do estado, ou seja de todos nós, quem ganha mais, muito mais, que o Presidente da Reserva Federal Norte Americana, o Banco de Portugal de lá, só que muito, muito, mas mesmo muito maior, não pode andar a mostrar inveja naquilo que o Estado paga a quem caiu no desespero trágico do desemprego. Sabe bem que não há emprego, que a miséria se tem espalhado pelas famílias com essa consequência das políticas impostas pelo capitalismo global. Não lhe fica bem, sobretudo agora que se anda a descobrir que se tivesse uma avaliação de desempenho à muito que já não trabalhava aí, mesmo num país que tem o pior Ministro das Finanças da Europa

quinta-feira, Novembro 20, 2008

Mulher com H

Mulher com H

Mais uma página na publicação dos belos "bonecos" que o amigo J.Leite continua a oferecer a este blog. Como sempre não necessitam de legenda.

Curvas

As Curvas nesta viagem atribulada

A interrupção

O meu obrigado ao L.Lima pelas imagens

O Pior

Ultimo

Teixeira dos Santos é considerado pelo jornal económico inglês ‘Finantial Times’ como o pior ministro das Finanças de entre 19 países da União Europeia.
In [CM]

Eu bem me parecia que eles deviam andar a fazer merda, mas como na comunicação social passam tanto tempo a gabar os seus feitos e os seus virtuosos resultados, embora só veja isto a andar para trás, como não sou um economista e sou um crente em fadas, milagres e no Pai Natal, até cheguei a pensar que poderia ser o melhor de todos. Afinal parece que não é, que é o pior de todos. Afinal estamos mesmo lixados.

Ilicitos criminais.

O Policia

A Confederação das Associações de Pais já disse não apoiar os protestos dos alunos e mostra-se convencida de que os estudantes estão a ser «empurrados para cometer ilícitos criminais». «Fechar escolas como foi a mensagem que chegou a muita gente às 11 da noite é um ilícito criminal pelo qual os jovens já podem ser responsabilizados porque têm 16 anos e já podem ir a tribunal», explicou Albino Almeida.
Este dirigente da CONFAP justificou esta alerta com o facto de depois não se querer «criar um ambiente de vitimizar este alunos que possam ser responsabilizados criminalmente e criar um ambiente insustentável para as famílias».

Policia já temos, agora quem represente condignamente os pais isso ainda não.

Reencarnação

Salazar de saias

Um aumento de 26 euros para quem ganha um ordenado mínimo de 424 é algo que considera inaceitável para a nossa economia. As obras públicas só baixam o desemprego de Cabo-verdianos e Ucranianos, não pode ser a comunicação social a seleccionar aquilo que transmite e agora quer interromper a Democracia por seis meses para fazer reformas. Faz lembrar o outro, o que também só lá ia ficar uns tempos para endireitar as coisas e só saiu de lá passado 48 anos. Será que o espírito do "maior português de sempre reencarnou neste feio ser?

quarta-feira, Novembro 19, 2008

Interrupção Voluntária da Democracia

IVD

«Eu não acredito em reformas quando se está em democracia, quando não se está em democracia, é outra conversa, eu digo como é que é e faz-se; e até não sei, se a certa altura, não é bom haver seis meses sem democracia, mete-se tudo na ordem e depois então, venha a democracia», afirmou a líder do PSD, Manuela Ferreira Leite.

Ela fala e ou entra mosca ou sai merda. Moscas que,com este frio, não há muitas.

E alegre se fez triste

Bye Bye Socrates

E alegre se fez triste
(Adriano Correia de Oliveira)

Aquela clara madrugada que
Viu lágrimas correrem no teu rosto

E alegre se fez triste como se

chovesse de repente em pleno Agosto


Ela só viu meus dedos nos teus dedos

Meu nome no teu nome e demorados

Viu nossos olhos juntos nos segredos

Que em silêncio dissemos separados


A clara madrugada em que parti

Só ela viu teu rosto olhando a estrada

Por onde o automóvel se afastava


E viu que a pátria estava toda em ti

E ouviu dizer adeus essa palavra

Que fez tão triste a clara madrugada

Que fez tão triste a clara madrugada


Música: José Niza Letra: Manuel Alegre

Manuel Alegre. Um novo partido?

Don Quixote

Manuel Alegre não é a imagem do politico competente, do politico de secretária, pragmático e que nos dê confiança como governante. É um político mais de ideias e ideais que de contas e governanças, um homem mais poeta que politico. Mas não é de exactamente dos políticos tecnocratas, que se preocupam mais com os números que com as pessoas, que governam sem coração nem ideologia, aquilo de que nos queixamos tanto. Claro que tem muitas pedras no sapato e, quem aguenta tanto tempo a suportar um governo destes, quem se tem limitado a uma ou outra discordância naquilo que de mais aberrante fez este governo, mas aceita e vive com o sistema, não é certamente impoluto e inocente.
Se nada mudar, se algo de diferente não acontecer, o Engenheiro já canta vitória em 2009 e o que se discute é se vai ser Primeiro-ministro de um governo com ou sem maioria absoluta. Um novo partido à esquerda do PS (não é muito difícil, de tanto que o PS se tem chegado para a sua direita), um partido que lhe retirasse uma fatia de 5, 10 ou 15% do eleitorado podia mudar tudo. Pode não ser a solução ideal, mas viria certamente a baralhar tudo.

terça-feira, Novembro 18, 2008

O Professor

De tanga

Não podia descer mais baixo. Quem tem feito a figura de arrogante e prepotente durante todo este mandato, quem tem afrontado a dignidade de tanta gente acaba vencida pelo Conselho de Escolas, orgão que ela própria criou. Hoje, aí foi votada suspensão do sistema de avaliação dos professores por uma maioria de 30 votos contra 23. Já hoje tinha mostrado não aguentar uma luta com os alunos e "clarificou" o Estatuto do Aluno, dizendo não fazer qualquer sentido, aquilo que está escrito na lei, coisa que há muito lhe diziam mas que parecia não entender. À tarde, também já considerava aberrante a quantidade de burocracia nos processos de avaliação, como se não tivesse sido ela quem a pariu, e que é necessário acabar com ela. Agora, derrotada pelos seus próprios representantes de um conselho que a devia sustentar e validar, já não está a fazer nada neste governo. Pode ir-se embora e deixar que outros mais competentes e inteligentes tentem remediar toda a porcaria que fez.
Espero, embora sem grande "fé", que os professores entendam que com ou sem esta ministra os problemas realmente graves não ficam resolvidos. Com esta ou outra avaliação é a defesa da escola pública que tem de ser defendida. A luta não pode acabar aí. É no Estatuto da Carreira Docente e em deixar que a escola se transforme numa fábrica de mão de obra precária e barata, com as crianças a serem encerradas na escola das oito da manhã até às sete e meia da noite, vigiados por câmaras de filmar e a aprender a obedecer. A Ministra já tinha dito que o objectivo passa por só 20% dos alunos prosseguir para a faculdade devendo todos os outros seguir na via profissionalizante. Para quem possa pagar fica o poder ser-se doutor, os outros 80% serão a escola pública. Serão os futuros trabalhadores de caixa de supermercado e de Call Centers. E são hoje aqueles a quem a nobre tarefa de professor tem o dever de ensinar Português e Matemática, mas mais importante ainda a pensar, a virem a ser homens mais completos. Pesada responsabilidade esta a dos professores e é por isso que nós pais os devemos ajudar a fazerem uma escola pública, democrática e de qualidade. Com esta ou com outra Sinistra Ministra qualquer.

Cada tiro cada melro, cada cavadela sua minhoca

Comunicação social

«Manuela Ferreira Leite, presidente do PSD, admitiu ontem à noite, em Fátima, ter alguma dificuldade em passar a sua mensagem através dos meios de comunicação social. Responsabilizou a comunicação social de não passar as ideias do partido e afirmou que "não pode ser a comunicação social a seleccionar aquilo que transmite".»

Já estou a ver as redacções dos jornais e televisões transformadas num formigueiro de atarefadas formiguinhas laranjas a cortas aqui, acrescentar ali, escrever textos e montar filmes, numa azáfama constante. Fica mal à Manelinha do Cavaco começar agora também ela a justificar os seus maus resultados nas sondagens com a comunicação social, sobretudo após uma semana em que seu entrevistas em todos os canais, jornais e revistas deste país (não sei se também chegou a dar alguma ao “Borda d’água”, mas desconfio que sim). Ninguém tem culpa se de todas aquelas palavras que jorraram da sua boca, as únicas com algum interesse noticioso sejam exactamente as que diziam respeito aos disparates que disse. Coisa que lhe agradeço, não por querer continuar com Sócretinos no governo, mas exactamente porque não imagino como seria se após essa gente tivéssemos de sofrer gente como ela. Vade retro, Satanás.

segunda-feira, Novembro 17, 2008

A Banda "alheira do G20"

Escroques

«Os dirigentes do G20 querem que os ministros das Finanças façam recomendações “concretas” e “precisas” sobre a vigilância, a regulação e a transparência dos mercados até 31 de Março de 2009, segundo uma fonte próxima das negociações.
De acordo com a mesma fonte, os ministros deverão centrar-se em seis áreas: limitar os aspectos de regulação dos mercados que exacerbam a crise, avaliar e trabalhar as normas contabilísticas no plano mundial, melhorar a transparência dos mercados, melhorar as práticas de compensação e avaliar as necessidades de recurso a instituições financeiras internacionais.
Os ministros das Finanças dos diferentes países ficam ainda com a missão de elaborar uma lista com as instituições financeiras que podem por em perigo todo o sistema financeiro internacional em caso de falência ou crise»

Esta escumalha normalmente junta-se em orgias de poder mais privadas. G7, G8, agora G29, G o raio que os parta. São 20 agora porque há crise, menos em tempos de vagas gordas e só os problemas são para distribuir, não os lucros. Gente que só porque é mais rica se reúne, à revelia das instituições internacionais, para comandar e controlar o futuro de todos os outros. Lá ficaram os Ministros das Finanças de encontrar a forma de segurar este bolorento e decrépito sistema capitalista com mais uns arames e uns remendos. Certamente que no dia marcado terão lindos documentos para apresentar e para nos dizerem que podemos dormir descansados que eles tomam conta de tudo…até à próxima crise. Ficaremos certamente mais pobres, menos livres e mais servos do sistema e daqueles que ficarão ainda mais ricos, mas podemos embalar-nos no sono da confiança daqueles “Senhores”.
Mas, têm mais para fazer os Ministros, também têm de dizer quais são as instituições que podem lixar isto tudo outra vez. Aqueles que se falirem atiram com o barco ao fundo. Isto é, aqueles que têm o poder de nos controlar, de mandar neste mundo impondo as suas regras. A única pergunta que faço é se essas instituições, tão importantes para a vida deste mundo, pois podem destruir toda a economia mundial, não deveriam estar nas mãos dos estados? Como podemos confiar que possam cair nas mãos de um bandido qualquer? O Liberalismo é muito lindo, muito lindo, mas como estamos a falar de seres humanos, onde há gente boa e gente má, gente honesta e aldrabões, humildes e gananciosos, sendo que são sempre os piores, os mais aldrabões e mais gananciosos quem atinge as posições mais altas. É nesta gente a quem vamos confiar o nosso futuro? Pode um banco ou uma empresa ser dono da minha vida e do meu futuro? Não deveriam ser imediatamente nacionalizados?

Juras de eterno amor

pérolas do Atlantico

Alberto João Jardim reuniu-se com Manuela Ferreira Leite na sede do PSD em Lisboa. Está disposto a apoiá-la e a "dar o litro" contra Sócrates. A reunião foi há cerca de um mês na sede nacional do PSD, em Lisboa, e simboliza um acordo de cavalheiros entre o líder madeirense e a presidente do PSD. Alberto João Jardim não desistiu de fazer em Janeiro uma avaliação da actual liderança do partido. Só que, ao contrário do que antes sinalizara, deverá anunciar o seu total empenhamento no apoio a Ferreira Leite para combater Sócrates nas legislativas.

Esta gente não tem mesmo vergonha nenhuma na cara. Pelo poder, aceitam tudo e não há espinha que não se dobre. O Alberto aceita dizer que a Manelinha é fixe e a Manelinha esquece as alarvidades do Alberto. Até pode expulsar deputados do Parlamento que ela nada diz. Esta gente mete-me nojo.

domingo, Novembro 16, 2008

VIRAR A PÁGINA

Funeral

Do amigo José Leitão recebi este texto que aqui compartilho convosco:

Escrevi anteriormente que, hoje dia 15 de Novembro de 2008, se cumpriria a 2ª etapa de uma dura prova para os professores portugueses. Essa prova, algo inesperada, apareceu no seu caminho e constava de 2 manifestações convocadas para Lisboa com 1 semana de intervalo (!!). Pois esta etapa terminou hoje, e os professores que desfilaram até S. Bento cumpriram-na com honra e distinção. 10 a 12 mil professores e alguns pais responderam à chamada, numa das maiores manifestações (se não a maior) organizada fora das estruturas sindicais e partidárias, por uma única classe profissional. É um marco. Após 3 manifestações em 8 meses, ficou exaustivamente demonstrado de que algo está errado com o Ministério da Educação, efectiva e indelevelmente. Pode então, finalmente, passar-se à fase seguinte.

Como cidadão, como pai e como observador, quero voltar a manifestar o meu respeito e admiração por quem ensina os jovens portugueses que, um dia adultos, terão de tomar decisões sobre a sua vida e alguns terão o poder de tomar decisões que afectarão a vida de outros. É fácil compreender a importância da responsabilidade de um professor, e é mais fácil ainda compreender a importância do sistema/organização do ensino que vigore numa sociedade. Daqui decorre a minha dor de barriga, a minha azia, que aos poucos se transforma em revolta quando observo o trajecto que a educação/ensino/cultura em Portugal foi obrigada a fazer por sucessivos governos, e mais de 30 ministros da educação desde 1974. Dezenas de estudos e pareceres produzidos por doutas e capazes personalidades da nossa praça, jazem em gavetas e prateleiras do ministério. Documentos que apontaram caminhos e estabeleciam planos para um país como o nosso, acabado de sair de uma ditadura de 48 anos, que empurrou mais de 2/3 dos portugueses para o analfabetismo. Lastimável, irresponsável e ignorante, é o mínimo com se pode qualificar o "trabalho" dos nossos governantes nos últimos 34 anos na área do sistema educativo/ensino. Era suposto recuperarmos o atraso imposto pela ditadura. Era suposto gradualmente, aproximar-nos de outros níveis de desenvolvimento social e cultural. Em vez disso, andamos a levar com areia nos olhos há mais de 30 anos e os nossos jovens (onde naturalmente se incluem os nossos filhos, os sobrinhos, filhos dos vizinhos, filhos dos amigos), são mais ignorantes, são mais indisciplinados e com uma perspectiva de futuro de enorme incerteza ou com a perspectiva de que venham a servir de mão de obra barata para empresas ou empresários estrangeiros. Há excepções, felizmente e por várias razões. E uma delas será a abnegação da maior parte dos nossos professores que fazem das tripas coração para dar o melhor de si para os seus alunos. Mas não há milagres. Não há milagres. Os nossos governantes ignoram que não há milagres. Alguns deles até são capazes de dizer que já presenciaram alguns....... isto é extraordinário.
Quero fazer um apelo:
Na minha opinião, existe agora uma maior compreensão por parte da população, dos problemas do nosso ensino. A união entre professores parece ser também mais sólida (assim eu interpreto as 2 últimas manifestações). Por isso o meu apelo é este: Apresentem-se as propostas! Apresentem-se as alternativas! Limpe-se o pó às dezenas de estudos, pareceres e sugestões, trabalhados ao longo das últimas décadas e que se encontram arrumados no Ministério. Avance-se para um Plano Educativo credível, onde estarão contemplados estatutos, carreiras, avaliações, programas, mapas, necessidades, qualificações, apoio aos alunos carenciados, competências, formação, pedagogia, responsabilidades, reformas, laboratórios, projectos, acompanhamento, monitoria, comissões, objectivos a atingir, EU SEI LÁ, mas façam agora o que é necessário fazer. Eu confio de que os professores têm estas noções e espero que tenham bem mais do que eu, porque eu não sou especialista. Termino este apelo, pedindo aos professores que não se precipitem. Este deverá ser um momento ímpar, que por isso mesmo pode levar a entusiasmos que podem toldar a clareza de espírito tão necessária. Tomem as vossas decisões e apresentem as vossas proposta depois de pensarem umas 2 vezes. Se pensarem 4 ou 5 ainda é melhor, mas... não deitem tudo a perder. Esta união, mais uma vez manifestada hoje, que tanto trabalho deu a conseguir, pode ser desfeita em menos de um fósforo se as pessoas cederem a certo tipo de tentações. Por isso, olhos abertos, cabeça fria e aproveitem.

Professores. Alunos. Quem falta?

Tomate bala

Os professores há muito que iniciaram a luta.
Os alunos começaram agora.
Quando pensam os pais que chegou a hora de também começarem eles a lutar em nome da escola publicae do futuro dos seus filhos?

sábado, Novembro 15, 2008

Ministra pelo Cano

Pelo Cano

A Guerra dos Ovos

A Guerra dos ovos

A visão da "Guerra dos Ovos" do amigo J.Lima

É HOJE

Manisfestação dia 15

Esta luta é de todos.

Vamos raspar esta Ministra

Raspadinha

É Hoje.
Vamos lá todos ao Marquês de Pombal (14 horas) fazer esta raspadinha.
A possibilidade de sair um prémio grande será tanto maior quanto mais gente por lá aparecer. Estudantes, pais, professores ou simplesmente gente que acredite e queira defender a escola pública, todos nunca serão demais.

sexta-feira, Novembro 14, 2008

Manifestação Professores 15 Novembro

 Manifestação Professores 15 NOV

Os Compadres Maneis

Compadres

Com tanta coisa a acontecer falta tempo para tentar compreender a dimensão de tanta informação e sobretudo para a encaixar na lógica geral que lhe confere a legitimidade e a torne credível. Esta história do Maneis, o Pinho e o Sebastião foi daquelas que só fui entendendo em informações dispersas e confusas. Muitos vêm dizer que isto nem é um caso e que tudo o que aconteceu foi legalíssimo e sem mácula. Quem sou eu para dizer que é mentira.
Claro que por dentro não posso deixar de imaginar o outro cenário, o do cambalacho. O Pinho ao comprar uma casa pertencente a um fundo imobiliário do que era gestor como administrador do BES o que já em si vai contra a ideia de um administrador poder negociar em nome particular bens de um banco que gere. (Para quem não se lembra esta casa foi a do Almeida Garrett e que tanta polémica deu na altura com a sua demolição). Quem o deveria fiscalizar é o Banco de Portugal, mas que podemos pensar quando é um funcionário do próprio Banco de Portugal, Manuel Sebastião, a servir de procurador do Pinho na compra desse mesmo prédio. Quem devia investigar a legalidade é quem consuma o negócio. Se isto já parece estranho, mais ainda fica quando o próprio Sebastião acaba por se tornar, também ele, como proprietário de uma das fracções desse mesmo prédio. Não sei quanto pagou, como pagou ou mesmo se o chegou a pagar, mas a verdade é que o Sebastião é hoje presidente da Autoridade da Concorrência, cargo para onde foi nomeado pelo próprio Manuel Pinho.
Como disse, tudo isto pode ser do mais imaculado que existe, mas com tantos cruzamentos entre estes Maneis tudo isto perde muito da sua transparência. Fica turvo, tão turvo como anda este país.
Podem ler uma noticia sobre o assunto aqui [Publico]

Raças Perigosas XIX

Escola Obediência

O secretário de Estado da Educação, Valter Lemos, afirmou hoje que os motivos da manifestação de estudantes do ensino básico e secundário "não têm razão de ser", sublinhando que "faltar deixou de ser um direito" com o novo Estatuto do Aluno.

Será que já equiparam as salas de aula com camas para os alunos que adoeçam? Quando é que esta personagem começa a entender que quando fala só mostra brutalidade, ignorância, prepotência e servilismo à voz do dono. Um personagem sinistro que não tem categoria para fazer parte de nenhum governo, tal é a sua insensibilidade para com os problemas dos professores, alunos e pais. Simplesmente desprezível.

Contribuição para o Echelon: Kwajalein, LHI

quinta-feira, Novembro 13, 2008

Manifestação Professores 15 Novembro

 Manifestação Professores 15 NOV

História Animada de uma Sinistra Ministra no Reino dos Sócretinos


Utilizando algumas dos bonecos que aqui tenho feito da Sinistra Ministra, fiz esta pequena montagem com a musica "Liliana Nibelunga" da da saudosa "Banda do Casaco e que dedico a todos os professores e à sua luta.

MOMENTOS DE HISTÓRIA ?

 Bruxarias

O meu amigo "José Leitão" teve a simpatia de colaborar com o WeHaveKaosInTheGarden enviando um texto sobre a luta dos professores que aqui publíco.

Dia 8 de Novembro de 2008, Sábado, tive o privilégio de assistir a uma das maiores manifestações de que há memória, nos últimos 20 anos em Portugal.
A mole humana, compacta na união, consciente e convicta da sua razão. Vi os sorrisos de confiança e de segurança de quem sabia exactamente porque é que ali desfilava.Todos os que duvidavam da capacidade e vontade de mobilização dos professores portugueses, para uma manifestação em tudo semelhante à do passado dia 8 de Março, viram dissipar-se todas as dúvidas. Sempre vieram! Mas o que move os professores em Portugal?
Para mim como pai, observador assíduo da escola pública portuguesa, aqui em Lisboa, nos últimos 12 anos e, acompanhando a mesma escola em períodos anteriores, vejo a luta dos professores como uma reacção indignada, crescente, às políticas deste governo para a educação,mas sobretudo aos comportamentos e atitudes que este manifesta perante a classe dos professores, numa falta de respeito malcriada perto dos limites do insultuoso. A ministra tem a resposta merecida por parte de um grupo profissional que, é practicamente todo licenciado e portanto com um nível de conhecimento e nível cultural bem acima da média nacional. São pessoas que sabem o que fazer. Da estupefacção à indignação foi um passo. Da indignação à união da classe, foi outro. Da união à mobilização outro pequeno e seguro passo foi dado.
Chegou-se agora a uma situação insustentável para o governo e sua ministra porque, um e outra insistem em ignorar os problemas que afundam o sistema de ensino em Portugal, sendo que, inevitávelmente, as suas políticas se apresentam de uma incompetência total, revelando a irresponsabilidade espantosa dos nossos governantes neste domínio. Domínio que constitui "apenas" um dos pilares fundamentais da evolução e desenvolvimento da sociedade humana, nas vertentes da cultura e do conhecimento.
Neste momento, esta ministra não tem quaisquer condições de continuar a chefiar o Ministério da Educação, sobretudo depois das patéticas declarações à TV no próprio dia 8 de Novembro.Parecia até que estava em outro país ou em outro continente, ou mesmo em outro planeta. O desfazamento da realidade é tão nítido credo!
O comportamento desta ministra faria corar de vergonha qualquer seu homólogo dos países da UE, onde o ensino através dos seus sistemas, é tratado com o respeito, a atenção e noção de futuro que a área exige, na compreensão da sua importâcia no desenvolvimento das pessoas.
O dia 8 de Novembro foi a 1ª etapa de uma luta, que a cada dia que passa se sente que está mais próxima de ser ganha. Para chegarmos ao fim é necessário, pelo menos, percorrer a última etapa desta fase no dia 15 de Novembro de 2008, Sábado. Não se esperem mais 100 mil. Espere-se tão só um mar de gente onde estarão professores, auxiliares, pais, monitores de ATL e todo e qualquer um que compreendendo o problema que o nosso país atravessa, já com o futuro a 20 anos hipotecado, pretende que essa hipoteca não se prolongue por mais 20. Esta manifestação será a estocada final num processo que mostrará o monumental equívoco, a displicência e o perfeito alheamento por parte da ministra, das suas responsabilidades como governante.Responsabilidades essas que exigem o conhecimento das situações sobre as quais ela toma decisões. Definitivamente, a ministra parece não saber com quem está a lidar.
Dia 15, sim, mais um dia de luta e idealmente de esclarecimento contra a manipulação grosseira do poder. Que está gasto e mal parecido.
Valerá a pena? como?? valerá a pena? como escreveu o poeta: "tudo vale a pena se a alma não é pequena".
Os professores portugueses são hoje um exemplo de coragem e determinação para todo o país. Bem hajam.
E, voltando a parafrasear o poeta:
"_ Senhor, falta cumprir-se Portugal ! "

Tecer a servidão

A fiadora do futuro

Com a Manifestação dos professores, a "exemplar" sentença da Fátima Felgueiras, a "democracia" no Reino do Bicho da Madeira e o ensurdecedor silêncio do Sr. Silva sobre uma matéria, essa sim, de competencia presidencial, lá passou sorrateiramente a nova Lei Laboral tecida pelos Sócretinos. Em Janeiro já começaremos a sofrer de mais esta "arma" do capitalismo. Infelizmente, é por lutas corporativa que ainda vai havendo alguma contestação, porque nas lutas importantes e que nos deviam mobilizar a todos continuamos bovinamente passivos. Até quando?

Contributo para o Echelon: spies, IWO, eavesdropping

quarta-feira, Novembro 12, 2008

Manifestação Professores 15 Novembro

 Manifestação Professores 15 NOV

A Hard rain's a gonna fall

 Chuva de ovos

Cuidado Senhora Ministra, hoje foram os alunos que fizeram chover ovos, amanhã podem ser as auxiliares que façam uma chuva de tomates, os professores de picaretas ou os pais de bigornas. Ainda faz cair neste país uma chuvada revolucionária que os leva a todos na enxurrada. Cuidado que o tempo anda muito instável.

Choveram Ovos em Fafe

 Chuva de ovos

O Engenheiro considerou lamentável a chuva de ovos que os alunos de fafe fizeram cair sobre o carro da Sinistra Ministra. Está no seu direito, assim como nós também estamos de considerar lamentavel as politicas de educação deste governo e a arrogancia autista desta Ministra. Realmente lamentável.

Bonecos do Sineiro

 Os 7 anões

 Rainha das Trevas

Este é sem dúvida um blog com sorte pelos bons amigos que tem. Desta vez foi o amigo J.Sineiro do excelente blog "O Sino da Aldeia" que ofereceu ao Wehavekaosinthegarden estes dois belos "bonecos". Aqui lhe deixo um abraço o meu muito obrigado.

Contributo para o Echelon: 15kg, DUVDEVAN

Partilhe